Cristãos perseguidos. Você se importa? Testemunho de Alexander Ogorodnikov

Testemunho emocionante de Alexander Ogorodnikov, cristão que foi preso por pregar a Palavra de Deus na Rússia Soviética. Após algum tempo preso em um campo de trabalhos forçados no norte da Sibéria, Alexander foi colocado em uma cela com a janela quebrada para morrer. Mas Deus agiu. Outros testemunhos e informações sobre cristãos perseguidos em http://www.portasabertas.org.br/

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Testemunhos, Vídeos e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Cristãos perseguidos. Você se importa? Testemunho de Alexander Ogorodnikov

  1. J. Carlos disse:

    O que as pessoas que editam este blog tem a dizer sobre este trabalho das portas abertas ? Pode-se considerá-lo um movimento de que tipo ? Ecumênico ? Se não, podemos apoiá-lo ?

  2. J. Carlos,

    Considero o Movimento Portas Abertas de suma importância. Muitos cristãos levam vidas confortáveis, em países democráticos e tem a liberdade de praticarem sua fé sem risco de vida. Enquanto muitos de nós cristãos vamos levando a vida “numa boa”….existem milhares que todos os dias por amor a Cristo e para não renegarem sua fé enfrentam perseguição, violências de todo o tipo e morte. O Portas abertas traz a público as atrocidades praticadas contra nossos irmãos em Cristo que não tiveram a mesma “sorte” que nós de nascerem em nações democráticas e poderem exercer livremente suas crenças, é um movimento que pede à todos os cristãos que orem por esses nossos irmãos que sofrem perseguição, ou que já estão em cárcere, ou até mesmo com sentenças de morte assinadas aguardando serem executados por crerem em Jesus. Cabe a cada um fazer um exame de consciência e saber se é lícito ou não apoiar um movimento que é a “voz” de muitos cristãos que estão impedidos de pedirem socorro, impedidos de exercerem sua fé por estarem em lugares remotos desse nosso globo sofrendo atrocidades mil como se fossem invisíveis!…Se continuarem invisíveis, quem se importará com seus sofrimentos? Se continuam invisíveis quem se importará em orar por eles? Será que Jesus desaprovaria este tipo de “ecumenismo”? Sem amar ao nosso semelhante fechando os olhos as perseguições que sofrem de que adianta nos dizermos cristãos?

  3. J. Carlos disse:

    Gostei deste blog desde a primeira vez que o acessei… Continuo tendo bom motivos para o acessar diariamente e indicar a vários amigos cristãos ou não, pois os assuntos são os mais variados e os mais abrangentes do nosso dia a dia. Mas o que mais me impressiona é a transparência e a prontidão em responder nossos questionamentos. Fico feliz em saber que do outro lado da telinha há alguém inteligível e que lê nossos posts. Obrigado por isso.

    Sim Portas Abertas realmente está na minha lista de favoritos e indicáveis no FACEBOOK. Apesar de não ser muito digerível este instrumento (FaceBook) tem sido invadido com minhas postagens de temas com este do Portas Abertas… Vou divulgar e me engajar também em oração e por que não pessoalmente.

    Obrigado amigos do Sétimo Dia !
    Grande Abraço !

  4. Lukebila Domingos disse:

    Devemos nos transmitir a mensagem se medo de nenhum o homen, mas se não falares saba q vc sera condenado.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s