A Mensagem dos 144 Mil

Quem são os 144 mil

Desejo neste estudo responder a uma questão, a uma pergunta que tem sido a preocupação de muitos cristãos que lêem a Bíblia. Você está envolvido quer queira, quer não. A pergunta é: QUAL É A MENSAGEM DOS 144 MIL? Quem são os 144 mil? Quais são os seus privilégios e por que eles têm esses privilégios?

Há algumas TEORIAS ACERCA DOS 144 MIL:

1) Alguns dizem: Os 144.000 se referem àqueles JUDEUS DA PELESTINA, que vão aceitar a Jesus como o Messias, vão pregar o evangelho, e converter o mundo inteiro, através dos próprios judeus em nº de 144.000.

2) Outros dizem que os 144.000 são AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ, que forem escolhidos para ir morar no Céu, enquanto todos os outros salvos ficarão reinando na Terra.

3) Outros dizem que 144.000 é um NÚMERO SIMBÓLICO, e que esse número representa uma classe de cristãos numa multidão muito maior do que o número representa.

4) E outros ainda dizem que 144.000 é um NÚMERO LITERAL, um número especial, um grupo de cristãos que vão se destacar entre todos os que forem salvos para o Céu.

O que a Bíblia diz sobre esse tema, um dos mais preciosos assuntos do livro do Apocalipse? A melhor maneira de entender esse assunto, é verificar alguns aspectos:

As Características dos 144 Mil

1a Característica: Eles são SELADOS

Lemos em Apo. 14:1: “Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, tendo na fronte escrito o seu nome e o nome de seu Pai.”

Aqui nós temos uma visão. O apóstolo João olhou, e viu o Cordeiro. Esta palavra aparece 30 vezes no Apocalipse, e naturalmente se refere a Cristo. Em 1º lugar, portanto, se revela a Figura incomparável de Jesus Cristo, chamado de Cordeiro porque morreu pelos nossos pecados.

Em 2º lugar, encontramos o monte Sião que está na Palestina, o monte sobre o qual foi construída a cidade de Jerusalém e o templo; e portanto, o monte Sião se torna o sinônimo da Nova Jerusalém, do Templo e do próprio trono de Deus que está no Santuário Celestial.

E logo a seguir, nós temos os 144.000. E o 1º característico nós vemos aqui:

Eles têm nas suas testas, nas suas frontes gravado o nome de Deus e o nome de Jesus Cristo. E o Seu nome é YAHWEH ou Javé. Eles são SELADOS. Eles foram escolhidos para receberem o selo de Deus. Nem todos serão selados; somente os 144 MIL.

Mas isto nos leva ao capítulo 7, onde nós temos uma Obra de Assinalamento dos Justos dos últimos dias, antes da Obra de Destruição pelas 7 Últimas Pragas. Apo. 7:1-4, vamos ler estas palavras tão cheias de significado:

“1 Depois disto, vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da terra, conservando seguros os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem sobre árvore alguma. 2 Vi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, e clamou em grande voz aos quatro anjos, aqueles aos quais fora dado fazer dano à terra e ao mar, 3 dizendo: Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus. 4 Então, ouvi o número dos que foram selados, que era cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel:” De cada tribo, foram selados 12.000.

O capítulo 7 é um capítulo parentético, é o capítulo que está entre parênteses, entre o 6º e o 7º Selos. O capítulo 7 foi escrito para responder a uma pergunta feita pelos perdidos, e que se encontra no último verso do capítulo 6. Em Apo. 6:16 e 17, nós lemos a pergunta desesperadora dos ímpios: “16 e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro, 17 porque chegou o grande Dia da ira deles; e quem é que pode suster-se?”

Esta é a exclamação duvidosa dos ímpios. Para eles não pode haver ninguém que seja salvo naquele momento dramático, quando as 7 Últimas Pragas estarão sendo derramadas sobre eles. Quando eles sentirem a ira de Deus sobre si, eles não poderão conceber que alguém possa estar vivo diante da ira do Cordeiro. Mas eles não conhecem o Cordeiro. “Quem poderá subsistir?” perguntam eles. A resposta está aqui no capítulo 7. Quem ficará em pé naquele dia? Os 144.000. Somente eles hão de subsistir nas 7 Últimas Pragas.

Mas como poderão eles ficar seguros e não ser destruídos? Qual é o seu segredo? Resposta: Eles foram selados por Deus, e todos os que forem encontrados com o Selo de Deus, serão protegidos da destruição das 7 Pragas. Portanto, o propósito da Obra do Selamento é a proteção. Os 144.000 estarão plenamente protegidos por Deus.

Como no tempo das 10 pragas do Egito, o povo de Israel foi protegido pelo sangue do cordeiro, assim no tempo do fim, os 144 MIL, israelitas espirituais, serão protegidos porque crêem no “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, e tem o Seu sangue nos umbrais das portas do seu coração.

Você tem o sinal do sangue no seu coração? O sangue do Cordeiro é a maior proteção, é a base, o fundamento de toda a proteção. Você tem o sangue no coração, o sangue de Jesus Cristo? Você tem o sinal do sangue nas ombreiras da porta do seu coração? Você tem que ter o sangue.

Mas o que significa este sinal, o Selo de Deus? Porque eles são assinalados com o SELO DO DEUS VIVO. A Bíblia diz que o Sábado é o Sinal (Eze. 20:20) ou Selo (GC, 640:2), que contém o nome de Deus, que será gravado nas frontes, nas testas de todos os que guardam e santificam o Sábado, formando um grupo especial de 144.000 pessoas que hão de estar em pé durante a destruição deste mundo pelas 7 Últimas Pragas por ocasião do Decreto Dominical.

E todos os que guardam o Sábado serão desse modo selados e protegidos contra as catástrofes que acontecerão em breve neste mundo. Mas somente os 144.00 serão selados, com o nome de Deus. Os outros serão assinalados pelo Sinal da Besta, e recebem o seu nome, enquanto estarão guardando o domingo de acordo com as leis da Apostasia mundial.

Mas QUAL É O SIGNIFICADO DO NÚMERO 144 MIL?, que alguns dizem que se refere a um número literal; outros dizem que é um número simbólico. Como nós podemos saber com exatidão?

De fato, nós temos aqui um contexto completamente simbólico. Nós lemos sobre os 4 anjos, os 4 cantos da terra, os 4 ventos, o outro anjo; nós temos o selo do Deus vivo; nós temos o povo de Israel – e todas estas palavras são simbólicas. E o número 144.000 também terá de ser simbólico se nós quisermos compreender este maravilhoso assunto, em toda a sua extensão.

O número 4 é símbolo de totalidade e universalidade: 4 anjos são todos os anjos que estão trabalhando na Terra; 4 ventos são todas as lutas do mundo; 4 cantos são todos os pontos cardeais que são 4: Norte, Sul, Leste, e Oeste.

Mas e os 144.000? Qual é o seu simbolismo? Qual é o número-chave para nós compreendermos os 144.000? O próprio texto já indicou o nº 12. Nós aqui temos 12 tribos. 12 é o número perfeito porque é formado de números perfeitos: 12 é a mesma coisa do que 3 x 4; 3 é o nº da Trindade, 4 significa universalidade, e portanto, 12 significa o NÚMERO DO GOVERNO DE DEUS. Por exemplo: 12 patriarcas; 12 tribos; 12 profetas menores, 12 apóstolos, 12 portas de Jerusalém, 12 fundamentos com o nome dos 12 apóstolos. Doze é o número do governo. O Sol e a Lua governam o dia e a noite, e estão relacionados com 12 meses. Doze, portanto, é o número do governo de Deus.

Mas se multiplicarmos 12 x 12, teremos 144. Aqui temos, portanto, a chave: 12 x 12 = 144. Mas nós temos também o número 1.000, que é formado de 10 x 10 x 10. O número 10 é um número completo mas ainda indefinido. Quando chegamos a 1.000, encontramos o número das multidões: é um número indefinido como “milhares de milhares” – não sabemos o seu número exato. Por exemplo: Na multiplicação dos pães havia 5.000 homens, além de mulheres e crianças. Portanto, mil é um número perfeito, completo, mas ainda indefinido.

Doze multiplicado por doze, e multiplicado por mil, dá 144.000 (12x12x1.000 = 144.000), significando um número abarcante, um número completo; mas, embora completo e perfeito, é um número indefinido porque abarca todos os homens e todas as pessoas que devem ser incluídas nesse número.

Portanto, 144 MIL é um número simbólico que representa uma multidão cujo número não foi revelado; portanto, só Deus conhece o número de pessoas que compõem literalmente esse número que se demonstra simbolicamente.

Uma das maiores confirmações desse fato é a declaração de Ellen White que disse que viu lá nos Céus os 144.000 em quadrado perfeito.

Primeiros Escritos, pág. 16 – “Ali, sobre o mar de vidro, os 144.000 ficaram em quadrado perfeito.”

Então, se você toma a sua calculadora e tira a raiz quadrada de 144.000, verá que esse número não tem quadrado perfeito. E isto indica, conseqüentemente, que este é um número muito mais abarcante do que 144.000. Há um número exato na raiz quadrada de 144 que é 12; mas quando nós o multiplicamos por 1.000 (144×1.000), nós temos o número das multidões, portanto, é um número perfeito, mas ainda indefinido. Conseqüentemente, nós temos os 144.000 como símbolo de um número mais abarcante do que o próprio número.

Quem são eles? Os 144.000 são os escolhidos que serão selados, representados por um número simbólico indefinido, maior do que ele mesmo, que só Deus conhece.

2º Característica: Eles são Músicos

Lemos em Apo. 14: 2 e 3: “Ouvi uma voz do céu como voz de muitas águas, como voz de grande trovão; também a voz que ouvi era como de harpistas quando tangem a sua harpa. 3 Entoavam novo cântico diante do trono, diante dos quatro seres viventes e dos anciãos. E ninguém pôde aprender o cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra.”

Aqui nós temos o 2º característico: estes 144.000 eles são musicistas, eles são MÚSICOS – eles tocam harpa e eles cantam maravilhosamente, com melodia e cantam com beleza, emoção e harmonia. Realmente, a música é um dos mais preciosos dons de Deus e não devia ser esquecida.

Mas alguém poderia dizer: “Bem, eu não sou parte dos 144.000 porque eu não sei música e não sei cantar.” É difícil encontrarmos pessoas que tocam instrumentos musicais e que cantam harmoniosamente. E há muito poucos que tocam harpa. Há alguém aqui que toca harpa? Mas, há boas novas, irmãos. Ninguém deve ficar preocupado, sabe por quê?

Certa vez um pastor visitava a igreja adventista central de P. Alegre, e pregou num grande auditório sobre esse fato, de que os santos hão de tocar harpas, e ele disse: “Acontecerá um milagre, Deus vai lhe dar uma harpa, um anjo de Deus virá trazendo uma harpa – e eu nunca aprendi harpa, mas de repente, eu começo a tocar a harpa e cantar melodiosamente”. Este será um emocionante milagre.

Mas o que significa O NOVO CÂNTICO – Eles têm um cântico novo, muito especial; ninguém pode aprendê-lo. Mas qual é o seu cântico? Apo. 15: 3: “e entoavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as tuas obras, Senhor Deus, Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações!”

Qual é o seu cântico? O que significa o cântico de Moisés e o cântico do Cordeiro? Para sabermos o seu significado, precisamos lembrar a história do povo de Deus no passado quando estavam saindo do Egito.

O povo de Israel se encontrava encurralado: À sua direita estavam as montanhas, à sua esquerda havia outras montanhas, à sua frente estava o mar, o Mar Vermelho; e eles viram que atrás, na sua retaguarda vinham os exércitos dos egípcios armados e preparados para matá-los. E eles então ficaram muito temerosos, eles ficaram tremendo de medo, sem saída, sem solução, e nesse ponto eles clamaram para Moisés: “Moisés, teria sido muito melhor se nós tivéssemos ficado no Egito, trabalhando, do que agora sermos mortos com os nossos filhos, nesse deserto. O que faremos agora, Moisés? Como escaparemos dos nossos inimigos.”

E então Moisés respondeu: “Aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR” (Êxo. 14:13). Mas Moisés foi até Deus: “Senhor, e agora, o que é que vamos fazer? Então disse Deus: “Por que clamas a Mim?”, Moisés. “Dize ao povo que marche.” (v. 15). E deu instruções para Moisés usar a sua vara nas águas (v. 16). E as águas do mar se abriram (v. 21) e o povo de Israel passou em seco (v. 22), atravessando o mar por uma intervenção miraculosa de Deus. Então, Moisés cantou um hino de louvor a Deus (em Êxo. 15).

Os 144.000 passarão pela mais terrível tribulação de todos os séculos; no entanto, no momento mais difícil eles serão libertados. No momento de maior aperto com os exércitos inimigos apontando as suas armas, quando estiverem encurralados eles serão libertos. Então, hão de cantar o cântico da sua própria experiência, que ninguém pôde aprender, porque só eles passaram por essa tribulação, e só eles podem entoar o cântico do livramento – o cântico do Cordeiro.

3º Característica dos 144 Mil: FIDELIDADE

Apocalipse 14, versículo 4: “São estes os que não se macularam com mulheres, porque são castos.” O 3º característico é que eles tem FIDELIDADE. Mas em que sentido? Eles “não se macularam com mulheres, porque são castos” – o que significa isto?

Naturalmente, você está lembrado de que no Apocalipse, mulheres são símbolos de igrejas. Em Apocalipse 12 vemos uma virgem pura que representa a Igreja verdadeira; e no capítulo 17, uma meretriz que representa a igreja apostatada, mãe de todas as igrejas falsas. E aqui (Apoc. 14:4) nós temos “as mulheres” representando todas as igrejas apostatadas. Os 144.000 tem fidelidade, fidelidade à verdade: eles não se macularam com as doutrinas falsas das igrejas que seguem a apostasia da Babilônia.

Mas alguém, então, vai dizer: “Bem, eu já passei por várias igrejas. Eu passei pela Igreja Tal e Tal, e por outra igreja, e finalmente, depois de quatro, cinco religiões eu estou agora na Igreja Adventista do 7º Dia. Certamente eu não posso fazer parte dos 144.000, porque eles não se contaminaram com as falsas doutrinas.”

No entanto, meus irmãos, temos boas novas aqui também, porque Deus não conta “os tempos da ignorância” (Atos 17:30), quando nós não conhecíamos a verdade; Ele conta a partir do momento em que você recebe a verdade.

Os 144.000 são aqueles que são fiéis à verdade de Deus, revelada à Igreja Verdadeira e que não se contaminaram com o vinho das falsidades de Babilônia, que não abandonaram o conhecimento de Deus, não trocaram essa a Verdade pelas mentiras da Apostasia. São, portanto, aqueles que realmente crêem na Verdade, e que andam na Verdade, e que proclamam a Verdade, e testificam da Verdade – só a Verdade e nada menos que a Verdade.

Os 144.000 são aqueles que são tão fiéis à Verdade como a bússola o é ao pólo. Eles estão dispostos até a morrer por essa verdade. Única-mente, os que pensam assim é que serão considerados verdadeiramente fiéis e dignos pelo Céu como pertencentes a esse grupo especial.

4º Característica: Eles são CRISTÃOS

Já ouviu falar disso? Pois aqui diz que eles são “seguidores do Cordeiro”. “São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá.” (Apoc. 14:4). O que é que significa ser seguidor do Cordeiro? Seguidores de Cristo são cristãos. Os 144.000 aprenderam a seguir a Jesus Cristo aqui na Terra, eles O amavam tanto que estavam dispostos a seguir aonde Ele fosse no caminho da Verdade. E os 144.000 no Céu também são seguidores do Cordeiro por onde quer que Ele vá.

Eles terão o privilégio de visitar os mundos desconhecidos, os mundos das maravilhas, esplendorosos, cheios de beleza, paraísos encantadores. Liderados pelo Cordeiro, eles poderão vislumbrar a todos os milhões de mundos e paraísos que Deus criou neste Universo infinito, e eles hão de seguir o Cordeiro por onde quer que Ele for.

Mas por que é que diz que eles seguirão o Cordeiro? E por que é que não diz que eles estão seguindo a Jesus Cristo? Por que é que não diz que estão seguindo o Filho de Deus? João diz que estão seguindo o Cordeiro. Porque este será o cântico entoado por toda a eternidade, será esta a razão de cantar eternamente, que Jesus é o Cordeiro. E eles testificarão por todo o Universo, por todos os mundos que hão de conhecer que eles estão nos Céus porque Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que tirou o pecado do mundo através do Seu sangue – é por isso que, com efeito, estão nos Céus e participando dos privilégios e das maravilhas e dos encantos que Deus reservou para eles.

Muitos se intitulam pelo nome de cristãos, mas não seguem o Cordeiro por onde quer que Ele vai no caminho da Verdade e da Justiça e do Amor. Ser cristão significa muito mais do que vir à igreja, muito mais do que estudar a Bíblia. Significa seguir o Cordeiro na sua vida particular.

E você encontra o Cordeiro nas páginas luminosas do Apocalipse para que você não se esqueça de que Jesus Cristo morreu na Cruz do Calvário, e isto é a base para você se tornar um dos 144.000, o fundamento para você ser um verdadeiro cristão porque eles são cristãos.

5º Característica: Eles são REDIMIDOS

Redimidos dentre os Homens (Apoc. 14:4, 3a parte), porque haverá nesse tempo, 2 classes de homens: os redimidos e os pecadores.

Nós já lemos (v. 3) que eles são “comprados”, comprados a preço de sangue: “comprados da Terra”. Agora nós lemos que eles são redimidos (v.4). Isto é o que significa a Redenção que há em Jesus Cristo: nós fomos comprados; redenção significa o pagamento do preço de um resgate, e aqui nós temos o pagamento do resgate, pelo precioso sangue do Cordeiro.

Quando uma pessoa é seqüestrada, o criminoso exige um pagamento como resgate que coloca o seqüestrado em liberdade. Assim também no Plano da Salvação. O sangue de Cristo, o sangue do Filho de Deus foi o pagamento do nosso resgate. Ao ser pago o preço, imediatamente ficamos livres diante do Universo, livres da escravidão do pecado.

Portanto, estas pessoas, este grupo tão especial dos 144.000, eles são redimidos, e salvos, porém não por seus próprios esforços. Não são salvos por seus próprios méritos. Não são salvos porque eles guardaram o sábado – se bem que eles guardaram o sábado, e foram selados; não são salvos porque eles entregaram o dízimo – mas eles entregam o dízimo; eles fizeram boas obras – mas eles não são salvos pelas suas boas obras. Eles são salvos porque Jesus Cristo morreu na Cruz do Calvário, e eles foram comprados pelo sangue de Cristo. Eles são salvos pela fé em Jesus Cristo e no Seu sangue.

6º Característica: Eles são PRIMÍCIAS

Eles são “primícias para Deus e para o Cordeiro” (Apo. 14:4). Novamente, a palavra Cordeiro. Você aprecia ouvir esta palavra “Cordeiro de Deus”, o Seu sangue derramado? O sangue de Cristo está esparso em toda a Bíblia. E em todo o Apocalipse novamente você se defronta com esta palavra, em nada menos do que 30 vezes, porque este é o ponto central de toda a salvação: o sangue do Cordeiro. Pois eles também são primícias para o Cordeiro.

Mas qual é o característico? Eles são o quê? “Primícias”. Primícias significam os “primeiros frutos”. Os 144.000 são os primeiros frutos da Salvação. Quando Jesus Cristo voltar, Ele encontrará duas classes de justos: os justos mortos e os justos vivos. Qual destas 2 classes você pensa que são os primeiros frutos da Salvação? Qual deles? Os justos vivos ou os justos mortos? A quem Jesus Cristo encontrará como primeiros frutos? Os justos vivos, evidentemente, porque os justos vivos são aqueles que estão ali “em pé”, contemplando já a Salvação e a glória de Jesus Cristo, nas nuvens. E eles, portanto, são os primeiros frutos – as primícias de Deus. Conseqüentemente, quando Cristo voltar encontrará os 144.000 que são todos os salvos vivos.

Eles são os últimos dos últimos dias, eles pertencem à última geração dos justos, mas eles são primeiros porque os últimos serão os primeiros e os primeiros serão os últimos.

Ora, isso nos ajuda a compreender melhor o assunto. “Primícias” é a palavra simbólica mais esclarecedora para você compreender por que é que 144.000 é um número simbólico de um número muito maior, porque quando Jesus Cristo voltar encontrará muito mais que 144.000 justos vivos, cristãos que estarão vivos, espalhados por todo o mundo.

Bem, você já ouviu, de algum pregador, que você deve se esforçar para ser pertencente aos 144.000? [Ellen White: "Esforcemo-nos com todo o poder que Deus nos tem dado para estar entre os 144 mil."; "Procuremos, com todo o poder que Deus nos tem dado estar entre os 144 mil." 7BC, 970; MM 95, O Cuidado de Deus, 337].

Muito bem, não esqueça: os 144.000 são justos vivos. Esteja vivo, portanto, quando Jesus Cristo voltar. É isso que você está pensando? Bem, mas e se eu morrer antes de Jesus Cristo voltar? Então, o pregador está dizendo: “Esforce-se para pertencer aos 144.000. Eles são os salvos vivos.” Se isto é assim, eu tenho que me esforçar para me manter vivo.

Mas isto seria muito engraçado e até muito triste e desanimador para muitos de nós. Porque por mais que nós estamos nos esforçando em cuidar do nosso corpo – não fumando, não bebendo, não usando drogas e não comendo carnes imundas e praticando exercícios físicos e sendo até vegetarianos (muitos, alguns dias) – por mais que nos esforcemos, as forças vitais estão se esgotando e a morte se aproxima. E se eu morrer antes, eu não serei parte dos 144.000?

Tenho uma boa resposta para os irmãos. Em Apo. 14:13, nós encontramos o segredo: “Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham.” Temos aqui uma bem-aventurança: “Bem-aventurados os mortos que morrem no Senhor”. Ah, eles são bem-aventurados, por quê? Porque eles morrem “no Senhor” – estão morrendo como cristãos.

Mas não é só isso. Há um ponto muito interessante que define o tempo: “Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor.” “Desde agora” é o tempo que abarca as três mensagens angélicas. “Desde agora” é o tempo desde 1844 para cá. Portanto, após se encerrar a pregação destas mensagens, vindo o fechamento da Porta da graça, e as 7 Últimas Pragas, “Todos os que morreram na fé da mensagem do terceiro anjo saem do túmulo glorificados” (GC, 637:2) na Ressurreição especial (Dan. 12:2), estarão vivos e farão parte dos 144 MIL. Estarão em pé para contemplar a Vinda de Jesus Cristo.

É por isso que nós lemos aqui em Apo. 14:14, que Jesus Cristo vem ceifar a Terra, e colher os Seus primeiros frutos, as Primícias da Sua Salvação: todos os salvos vivos, os 144.000, inclusive quem morreu de 1844 para cá. Juntamente com eles veremos Ellen White e todos os pioneiros. Portanto, você também pode fazer parte dos 144.000 mesmo que você experimente a morte; se você for fiel, você há de participar deste grupo. Portanto, tenha bom ânimo.

7º Característica dos 144 Mil: Eles são PERFEITOS

Este é o grande impacto. Leia comigo estas palavras maravilhosas, que contém um tremendo desafio para todos nós, mas não se desanime com elas. Apoc. 14:5: “e não se achou mentira na sua boca; não têm mácula.”

Em um mundo cheio de mácula, em um mundo manchado pelo pecado, pela devassidão, pelo crime, pela violência, pela queda moral e espiritual, erguem-se os 144.000 sem “mácula”, porque são perfeitos. “Não se achou mentira neles”. Porque mentira seria dizer que são cristãos e viverem como mundanos. Mentira seria dizer que seguem o Cordeiro e adorarem à besta. Mentira seria dizer que guardam os mandamentos de Deus e seguirem obedecendo às leis humanas. Seria viver hipocritamente; mas eles são sinceros, fiéis à Palavra de Deus e verdadeiros crentes em Jesus Cristo, iluminados pelo Espírito Santo.

Não, eles não são mentirosos, não são hipócritas, eles não traem os seus amigos e nem os seus irmãos. Eles não têm “mentira”, a sua vida é “sem mácula” – eles têm o caráter perfeito. Eles preferem morrer a negar o seu Salvador; eles preferem a morte ao pecado.

Prezados irmãos, esta é a mensagem de Deus para nós hoje: Os 144.000 estão se preparando, estão se santificando para ser perfeitos. Você está se aperfeiçoando? Você está se preparando para ser parte dos 144.000? Pois o Espírito Santo está santificando um povo para estar preparado para aquele dia, no tempo das 7 Últimas Pragas, no Tempo de Angústia quando não houver mais Intercessor, quando não tivermos mais a Cristo intercedendo por nós no Santuário Celestial, porque terá passado o Tempo de Graça. Eles serão perfeitos.

Mas isto é mais do que perfeição. Porque perfeição comum é você ser criado perfeito e não ter nenhum pecado, como os anjos lá dos Céus – é uma perfeição comum. Mas perfeição incomum sabe o que é? É nós termos ainda a natureza pecaminosa e não praticarmos o pecado.

Esta será a experiência dos 144.000: naquele tempo eles não cometerão pecado, porque se eles praticassem o pecado, eles já não poderiam ser classificados como homens e mulheres sem mácula. A sua sorte já está definida quando Jesus Cristo trocar Suas vestes sacerdotais. Quando Ele encerrar o Tempo de Graça, quando a Porta da Graça se fechar, então não haverá mais desenvolvimento do caráter. Todos já estarão selados ou para a salvação ou para a perdição (Apo. 22:11). Eles já estarão selados, eles já estarão confirmados, eles já estarão perfeitos; embora tendo ainda a natureza pecaminosa.

Mas eles não conseguiram isto por si mesmos, não. Eles conseguiram isto por Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus. Eles receberam a justiça de Jesus Cristo. Por isso, eles não têm mácula – o 7º característico. O nº 7 é o número da perfeição. E isto indica a perfeição dos 144.000, razão pela qual são selados, protegidos das Pragas e levados para os Céus.

8º Característica: Eles são VITORIOSOS

Este é um característico muito especial. Podemos encontrá-lo em Apo. 15:2: “Vi como que um mar de vidro, mesclado de fogo, e os vencedores da besta, da sua imagem e do número do seu nome, que se achavam em pé no mar de vidro, tendo harpas de Deus”. João está falando dos 144.000. Qual é o seu grande característico? Ah, eles são VENCEDORES.

O nº 7 indica a perfeição, mas o nº 8 é o número da vitória. Então, os 144.000, são os VENCEDORES. A quem eles vencerão? À Besta, à Imagem da Besta e a todos os inimigos de Deus. Isso acontecerá na última grande batalha do Armagedom (Apo. 17:14), com a liderança do Cordeiro, o Rei dos reis e Senhor dos Senhores. A este Cordeiro eles cantam a sua vitória através do cântico de Moisés (Apo. 15:3).

Meus prezados, nem Satanás podia conceber. Eles estarão vivendo no maior Tempo de Angústia, estarão contemplando as 7 Pragas sendo derramadas, estarão recebendo as ameaças dos ímpios e sofrendo a possibilidade da morte pelo Decreto de Morte, mas eles são vitoriosos.

Nem mesmo Satanás, dizia eu, nem mesmo Satanás podia conceber que a última geração – a geração mais fraca de todas as gerações do passado, a geração que sofre pela ira mais intensa e desesperada de Satanás, sem nenhum Intercessor – seja a geração que vence o pecado e triunfa sobre os inimigos de Deus. Nem mesmo Satanás podia conceber que a mais fraca e a mais tentada de todas as gerações fosse a geração dos justos invencíveis.

Como pode a geração mais fraca ser a mais vitoriosa? Por causa do Cordeiro de Deus, que os redimiu e lhes concedeu a vitória. Eles estarão enfrentando o frio, passando fome e sede, sendo ameaçados de morte pelos inimigos, mas eles não cedem à pressão do mundo, da carne e do diabo. No dizer do apóstolo Paulo, eles são “mais do que vencedores por meio dAquele que nos amou” (Rom. 8:37). Esta será uma vitória esmagadora, uma gloriosa vitória.

APELO

Resta-nos perguntar: Você gostaria de fazer parte dos 144.000? Você está realmente se preparando? Você está em comunhão com Jesus Cristo, você está buscando este Jesus Cristo que é o Cordeiro de Deus? Se você fizer isto, você fará parte dos 144.000, esteja vivo, ou morto e ressuscitado na undécima hora.

Você gostaria de fazer parte dos 144.000? Você gostaria de ler mais a sua Bíblia, de ter mais comunhão com Jesus? Você gostaria de exercitar uma fé sincera no Salvador Jesus Cristo?

Você gostaria de ter todos os privilégios dos 144.000 por todos os séculos infindáveis da eternidade? Você está se preparando mesmo? Você está vencendo? Você está sendo vitorioso? Você está abandonando o pecado, confessando o pecado e deixando isso de lado? Você está conseguindo vitórias?

Nós vamos ouvir uma mensagem cantada. E nesse momento em que o conjunto estiver cantando, eu quero chamar aos jovens, em 1º lugar os jovens; e gostaria de chamar os líderes da igreja, e gostaria de chamar a todos os irmãos e a todos que querem se batizar um dia para que numa entrega completa, numa nova aliança com Jesus Cristo, firmassem um propósito comigo, para estarmos preparados para aquele glorioso dia.

Eu quero firmar um propósito com você: Eu quero ser um dos 144.000, eu quero abraçá-lo naquele dia da volta de Jesus Cristo.

Pr. Roberto Biagini
Mestrado em Teologia
15/07/2009.

About these ads

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em 144.000 e marcado . Guardar link permanente.

10 respostas para A Mensagem dos 144 Mil

  1. jose disse:

    Creio que os 144 mil são aqueles que passarão pelo tempo de angústia que nunca houve igual.
    E um tema que muitos gostam de especular,mas não se re
    veste de fundamental importância.Breve saberemos.
    Resumindo, o preparo para o dia do Senhor é mais importan
    te.

  2. Thiago disse:

    Olá, achei bem esclarecedor a sua matéria, mas lembrando a todos que não se cansem de sempre estudar mais e mais as mensagens bíblicas, confiadas a nós. A única coisa que não ficou bem claro para mim foi a explicação do tempo: “Desde agora” é o tempo desde 1844 para cá. Porque 1844?
    Ficaria muito grato se pudesem responder esta minha dúvida.

  3. Seventh Day disse:

    Olá Thiago,

    Para entender a data de 1844 acesse o site O Santuário:

    http://www.osantuario.com.br/ano1844.php

    Deus o abençoe !

  4. Angélica disse:

    Boa tarde,

    Meu nome é Angélica, sou de outra denominação…
    fiquei maravilhada, atordoada… Pois oq li é tremendo. Ñ gurdo o sábado, mas oq acabo de ler me faz ver q eu preciso ler mais a Biblia, para conhecer mais o evangelho de Deus e sua verdade, para eu ñ continuar na ignorancia, vivendo uma apostasia.

    Deus seja Louvado!!

  5. jorge araujo leite disse:

    meu querido irmao foi bem colocado a sua explicação, me ajudou bastante e me deu mais animo para me preparar para este encontro com cristo meus parabens que Deus continue ti guiando.

  6. larissa pereira da silva disse:

    eu quero fazer parte dos 144 mil!vou adorar a deus e a jesus cristo!!!=)

  7. Flavinilson almeida pereira disse:

    Agora entendi pq os reformista dizem q os 144 mil é literal eles ñ sabem nada mesmo

  8. Este artigo tirou uma dúvida que tinha há muito tempo, e me mostrou que tornar Cristo nosso ,melhor amigo é a maior decisão que podemos tomar.A chave para o sucesso de todo Cristão é “aquele que fez o céu,e a terra,e o mar,e as fontes das águas.”Ap. 14:7
    Shalom!

  9. Bem creio sinceramente que os que ressurgirão na ressurreição especial dos justos que morreram na fé do terceiro anjo de 1844 em diante não farão parte dos 144.000. essa não é a lógica e o texto apresentado para corroborar tal afirmação foi forçado a dar entender o que não quer dizer. Bem aventurados os que desde agora morrem no Senhor não quer dizer que farão parte dos 144.000 e esforçar-nos para estar entre eles (os 144.000) é porque ninguem sabe a hora da vinda do Senhor. O Espírito de profecia nos diz o seguinte: “Deus queria ser honrado fazendo um concerto com aqueles que haviam guardado a sua lei à vista dos gentios, em redor deles; e Jesus queria ser honrado trasladando sem que vissem a morte, aos fiéis e espectantes,que durante tanto tempo O haviam esperado” PE 283. Os da ressurreição especial
    viram a morte. Não podem fazer parte desse grupo. EGW não faz parte desse grupo e vejamos o que ela escreve a esse respeito: E quando estávamos para entrar no santo templo, Jesus levantou Sua bela voz e disse: “Somente os 144.000 entram neste lugar”, e nós exclamamos: “Aleluia”! PE 19. Jesus impediu-os de entrar ali no santuário. Leia-se a visão toda e fica bem claro que os 144.000 são a ÚLTIMA GERAÇÃO DE CRENTES VIVOS ANTES DE JESUS VOLTAR, POIS ENFRENTARÃO A TRÍPLICE ALIANÇA DEMONÍACA E EXALTARÃO O CARÁTER DE DEUS PERANTE UM MUNDO INÍQUO MERGULHADO NA PERDIÇÃO. BATALHARÃO CONTRA O DRAGÃO E SUAS HOSTES. Experiência essa, única que ninguém passará, é chamada de “a grande tribulação, e o selo do deus vivo de Apocalipse 7:1-4 é para proteção nesse tempo atribulado e somente os vivos o recebem, mortos não podem receber esse selo de proteção. Os que ressuscitam na ressurreição especial não lutam contra o dragão e nem contra a besta e o falso profeta, pois já ressuscitam salvos, apenas fortalecem seus irmãos assegurando-lhes que a vitória está perto. OS 144.000 TEM UMA EXPERIÊNCIA ÚNICA, DIFERENTE DE TODO O QUE SERÁ SALVO, POIS NÃO PASSAM PELA MORTE E CANTAM UM CÂNTICO DIFERENTE NO MAR DE VIDRO.

    abs. Charles weber filho.

  10. jhefersonmota disse:

    a respeito do comentário do CHARLES ANTÔNIO WEBER FILHO ,qual sua opinião?
    também gostei muito das explicações!me ajudou bastante ,que DEUS continue abençoando
    todos nós para que em breve possamos estar entre os escolhidos do SENHOR!!

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s