Luta entre o Bem e o Mal

Quero estudar com você Efésios capítulo seis, versículo 12: “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”.

Perceba que nesse verso o apóstolo Paulo menciona forças espirituais com as quais o cristão tem de lutar. São forças do mal empenhadas numa cósmica luta contra as forças do bem. No que respeita a nós homens, elas trabalham para nos enganar, para nos arruinar espiritual e fisicamente, para nos levar à perdição eterna.

Mas onde e como se originaram tais forças? Por estranho que pareça, a Bíblia revela que se originaram no céu, entre os anjos de Deus. E foi o mais ilustre e destacado deles que primeiro aninhou o mal no coração. O seu nome: Lúcifer, que significa “portador de luz”. Descrevendo-o, sob o símbolo do rei de Tiro, a Bíblia registra: “Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias” (Ezequiel 28:13 e 14). Lúcifer era o anjo assistente de Deus. Mas se orgulhava de sua beleza e da elevada posição que ocupava. O profeta escreveu ainda mais: “Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor” (versículo 17).

Noutra parte encontramos: “Tu dizias no teu coração: subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo” (Isaías 14:13 e 14).

Movido pelo desejo de exaltação, Lúcifer semeou entre os anjos acusações contra o Rei do Universo. Muitos – a terça parte – aceitaram suas idéias e aderiram à sua causa (Apocalipse 12:3 e 4). Houve guerra no céu e de lá foi expulso Lúcifer e seus seguidores (Apocalipse 12:7 e 9).

E como foi a raça humana envolvida nessa luta? Ocultando a sua identidade, Satanás induziu Eva, nossa primeira mãe, a desobedecer uma ordem de Deus. Havia no Jardim do Éden uma árvore cujo fruto eles não deviam comer. Se comessem dela ficariam sujeitos à morte. Disfarçando-se de serpente, Satanás se colocou na árvore e induziu Eva a comer o fruto proibido, afirmando que ela não morreria. Eva comeu do fruto e Adão também. Assim, entrou o pecado no mundo, separando o homem de Deus e ficando o primeiro casal, bem como seus descendentes, sujeitos à ação do inimigo do bem e seus anjos.

Deus, porém, não abandonou o homem porque este Lhe desobedeceu. Em Gênesis três, versículo 15, temos a promessa do descendente da mulher – Jesus – que viria e esmagaria a cabeça da serpente – o diabo.

O pivô da controvérsia entre as forças do bem e as forças do mal é a Lei de Deus. Segundo o diabo, a lei divina é arbitrária, restringe a liberdade individual, é impossível de ser obedecida.

Quando Jesus esteve na Terra ele tentou o Salvador especialmente no que respeita à obediência. Após um jejum de 40 dias e 40 noites, o Senhor teve fome, e Satanás se aproveitou da tentação para lhe tentar. Não teve êxito.

E a cósmica controvérsia entre as forças do bem e as do mal atingiu seu clímax no Calvário. Pela ação de Satanás os líderes religiosos da nação escolhida rejeitaram e perseguiram o Enviado do Céu. Jesus foi entregue ao poder dominante dos romanos. Um dos discípulos traiu a Cristo. Em conexão com Seu julgamento foi Ele açoitado, cuspido. E, em meio a zombarias, foi por fim crucificado. Mas o amor e fiel obediência que Cristo demonstrou, diante da crueldade de Satanás, desmascararam o arqui-rebelde e asseguraram, a sua destruição.

Hoje a grande controvérsia se desenrolada furiosamente em torno da autoridade de Cristo, a Lei de Deus e a Palavra do Senhor – a Bíblia. Foram desenvolvidos modos de encarar a interpretação das Escrituras que deixam pouco ou nenhum espaço para revelação divina. A Bíblia é tratada como se não fosse diferente de outros livros antigos, e analisada com a mesma metodologia. Grande número de cristãos, incluindo teólogos, não encaram a Bíblia como a Palavra de Deus, a infalível revelação de Sua vontade. Colocam em dúvida o ensino bíblico sobre Jesus, questionando a Sua natureza, o Seu nascimento virginal, os Seus milagres e Sua ressurreição.

Como seres humanos enfrentamos, pois uma luta mortal contra os poderes das trevas. Repetindo as palavras de Paulo: “… a nossa luta não é contra sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal…” (Efésios 6:12). Os anjos caídos nos tentam ao pecado. Tudo fazem para enganar, para fazer crer na mentira. Apresentam-se como espíritos dos mortos, operam milagres, curas. Fazem adivinhações. Tudo para desviar a humanidade de Deus, de Jesus.

Para vencermos nesta luta nós necessitamos de Deus. O apóstolo afirma: “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau” (Efésios 6:13 a 18). Nesses versos a armadura é descrita com detalhes. Devemos estar cobertos com a verdade; vestidos da couraça da justiça, a justiça de Cristo; segurar o escudo da fé – a fé em Jesus e usar a espada do Espírito, que é a Bíblia Sagrada.

Gostaria de destacar, nessa armadura, a fé em Cristo, que venceu Satanás. A fé nos une ao Salvador, que nos estende todo o poder para a vitória sobre o mal. É ainda o apóstolo Paulo que diz em Filipenses 4:13: “Posso enfrentar todas as situações pelo poder que Cristo me dá”.

Prezado amigo, diante dessa grande guerra entre o bem e o mal, diante da ação de tão perigosos inimigos, vá ao Salvador Jesus agora. Confie nEle e receba o poder e a vitória sobre o pecado e tenha paz com Deus.

Pr. Montano de Barros
Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Origem do Mal e Temas Relacionados, Pr. Montano de Barros, Sermões e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Luta entre o Bem e o Mal

  1. Deus continue levantando pessoas corajosas para fazer este trabalho. Dai de comer aquem tem fome.
    Eu gostei muito dessa leitura.

  2. Erick Sierpe disse:

    Olá, tudo bem? Desculpe-me mudar o foco, mas me interessei muito pela imagem postada! Ela é sua ou você pegou de algum lugar? Caso tenha pego de algum lugar, foi de onde? Essa imagem pode ser muito importante para um projeto futuro meu! Estou aguardando muito ansiosamente sua resposta. Por favor, caso não consiga entrar em contato comigo pelos comentarios, entre em contato pelo meu email: esierpe33@gmail.com
    Obrigado

  3. Olá Erick,

    Todas as imagens que postamos no blog estão disponíveis no domínio público da internet, por esta razão é impossível lembrar de qual lugar esta imagem foi retirada.

    abraços.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s