Regras bíblicas quanto ao dar

Cada qual, conforme o dom da sua mão, conforme a bênção que o Senhor, teu Deus, te tiver dado. Deuteronômio 16:17.

Formosa ilustração do espírito de amor e sacrifício que a graça de Cristo implanta no coração, é-nos dada na experiência dos cristãos macedônios. Deles escreve o apóstolo Paulo: “No meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade. … Pedindo-nos, com muitos rogos, a graça de participarem da assistência aos santos. E não somente fizeram como nós esperávamos, mas também deram-se a si mesmos primeiro ao Senhor, depois a nós, pela vontade de Deus.” 2 Coríntios 8:2, 4, 5. E onde quer que habite o Espírito de Cristo, os mesmos frutos se manifestarão.

No sistema bíblico de dízimos e ofertas, naturalmente variam muito as importâncias pagas por pessoas diversas, visto como são proporcionais às rendas. Para o pobre, o dízimo será uma soma relativamente pequena, e suas ofertas serão segundo sua possibilidade. Mas não é o tamanho da oferta que a torna aceitável a Deus; é o propósito do coração, o espírito de gratidão e amor que ela expressa. Não julguem os pobres que suas dádivas sejam tão pequeninas que não mereçam atenção. Dêem eles de conformidade com sua possibilidade, certos de que são servos de Deus, e que Ele lhes aceitará a oferta.

Aquele a quem Deus confiou grande capital, se ama e teme a Deus não considerará um peso satisfazer o que a consciência iluminada requer, segundo as reivindicações de Deus. Os ricos serão tentados a condescender com o egoísmo e avareza, retendo do Senhor o que Lhe pertence, mas os que são fiéis a Deus hão de, quando tentados, responder a Satanás: “Está escrito” (Mateus 4:4): “Roubará o homem a Deus?” Malaquias 3:8.

Os que têm em vista as realidades eternas, que amam ao Senhor de todo o coração e alma e forças, e ao próximo como a si mesmos, cumprirão conscienciosamente todo o dever, como se fosse aberta a cortina, e eles pudessem ver que estavam trabalhando à vista do Universo celestial. … Todos os que possuem… o Espírito de Cristo hão de, com animosa alegria, dar-se pressa em levar suas dádivas ao tesouro do Senhor.

Ellen G. White, nos Lugares Celestiais, pág. 312.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nos Lugares Celestiais e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s