“A cada um a sua obrigação”

É como um homem que, ausentando-se do país, deixa a sua casa, dá autoridade aos seus servos, a cada um a sua obrigação. Marcos 13:34.

Temos uma obra pessoal, individual responsabilidade, contas pessoais a prestar, e é nossa própria salvação que precisamos assegurar, pois ela é uma questão de interesse individual. … A piedade e a obediência de outros não nos salvarão nem farão nossa obra. Seus esforços jamais serão registrados ao lado de nosso nome como nos pertencendo.

Deus deixou a cada um de nós Sua obra — não o trabalho temporal como plantar, semear, colher e juntar a ceifa, mas edificar Seu reino, levar pessoas ao conhecimento da verdade, é considerar isso como nosso primeiro e mais elevado dever. Deus tem direito sobre nós. Ele nos dotou de aptidões e deu-nos oportunidades, uma vez que as vejamos e aproveitemos. Estas obrigações para com Deus ninguém senão nós mesmos, individualmente, pode cumprir. Os delitos de outros… não serão nenhuma desculpa para ninguém seguir-lhes o exemplo, pois Cristo é posto como o único Modelo — impecável, puro, incontaminado.

Pessoas há que se associam para fazer o mal, e parecem pensar que assim perdem sua responsabilidade individual. Deus, porém, as considera responsáveis por todo ato realizado que tenha a mínima tendência a contrabalançar a obra de Cristo; quer eles estejam unidos com muitos quer com poucos, o pecado é o mesmo. Somos individualmente responsáveis. Nós mesmos devemos ser nosso interesse. Estamos nós, em todas as nossas palavras e atos, edificando o reino de Cristo, ou o estamos derribando? Cristo diz a cada um de nós: “Segue-Me”. Sejamos, pois, achados seguidores de Jesus Cristo.

É agora nosso tempo de trabalhar. É agora o tempo de formarmos caracteres segundo o modelo divino. … Se conhecemos a Cristo, revelá-Lo-emos a outros. “Assim como Tu Me enviaste ao mundo, também Eu os enviei ao mundo.” João 17:18. Ele desceu ao mundo para representar o Pai; e a obra que nos deu é a de representar-Lhe o caráter. Não podemos ser dispensados de realizar esta obra.

Ellen G. White, Nossa Alta Vocação, pág. 300.

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nossa Alta Vocação e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s