Nossa doutrina do santuário

duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado. Daniel 8:14.

Deus insta conosco para dedicarmos nosso tempo e força à obra da pregação ao povo, das mensagens que agitaram homens e mulheres em 1843, 1844.

Meus irmãos, tomai vossa posição onde Deus vos recomenda. … Deixai de lado aqueles que, após ter recebido repetidamente a luz, decidiram permanecer no lado oposto. … Assumamos a obra que nos foi dada. Com a Palavra de Deus como vossa mensagem, postai-vos na plataforma da verdade e proclamai a breve vinda de Cristo. A verdade, eterna verdade, prevalecerá.

Por mais de meio século [ou seja, desde 1844] diferentes pontos da verdade presente têm sido questionados e enfrentado oposição. Novas teorias têm sido apresentadas como verdade, não sendo verdade, e o Espírito de Deus tem revelado seu erro. Ao serem apresentados os grandes pilares de nossa fé, o Espírito Santo tem dado testemunho deles, e assim é especialmente no que concerne à verdade da questão do santuário. Vez após vez o Espírito Santo tem endossado de modo marcante a pregação dessa doutrina. Mas hoje, como no passado, alguns serão levados a formar novas teorias e negar as verdades sobre que o Espírito de Deus tem colocado Sua aprovação.

Qualquer homem que busca apresentar teorias que nos afastem da luz que nos veio quanto ao ministério no santuário celestial não deveria ser aceito como professor. Uma verdadeira compreensão da questão do santuário significa muito para nós como um povo. Quando estávamos zelosamente buscando ao Senhor por luz quanto a esta questão, a luz veio. Em visão tive uma tal percepção do santuário celestial, e do ministério ligado com o lugar santo, que por muitos dias não pude falar sobre ele.

Sei pela luz que Deus me deu que deveria haver um reavivamento das mensagens que foram dadas no passado, porque os homens tentarão introduzir novas teorias e tentarão provar que essas teorias são escriturísticas, conquanto sejam errôneas, as quais, se acharem um lugar entre nós, solaparão a fé na verdade. Não devemos aceitar essas suposições e transmiti-las como verdade. Não, não; não devemos desviar-nos da plataforma da verdade em que fomos estabelecidos.

Sempre haverá aqueles que estão buscando algo novo e que torcem e forçam a Palavra de Deus para fazê-la apoiar suas idéias e teorias. Tomemos, irmãos, as coisas que Deus nos tem dado e que Seu Espírito nos tem ensinado como verdade, e creiamos nelas, deixando de lado essas teorias que Seu Espírito não tem endossado.

Ellen G. White, Cuidado de Deus, pág. 299.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em O Cuidado de Deus e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Nossa doutrina do santuário

  1. Charles Simão disse:

    A citação da mensageira do Senhor é inspirada e incontestável, porém, seria melhor aprofundar mais o assunto porque, sabemos nós, que a verdade é progressiva e muitos acontecimentos que estavam no futuro lançariam mais luz e confirmariam as profecias de Daniel e Apocalipse.
    Na minha humilde concepção, existem dois riscos (dois extremos) envolvidos na interpretação profética: o primeiro é deixarmos de lado o que Deus já revelou através dos Seus servos, os profetas, para seguirmos os “ventos doutrinários”. E o segundo é rejeitarmos os fatos históricos que lançam inequívoca luz no cumprimento da profecia bíblica.
    Cabe ao povo de Deus orar, estudar e pedir a direção do Espírito Santo para fazer as escolhas certas!
    Um fraternal abraço.

  2. alexandre disse:

    Ora, biblicamente não há sustentação para essa doutrina.Há muitas passagens bíblicas que deixam claro que os servos de Deus não entrarão em juízo:
    Abaixo, apenas uma delas:

    João 5:24
    ” Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, TEM A VIDA ETERNA E NÃO ENTRA EM JUIZO, mas já passou da morte para a vida.”

    Os crentes fiéis não em juizo.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s