Talentos para todos

Pois será como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro, um, a cada um segundo a sua própria capacidade; e, então, partiu. Mateus 25:14, 15.

Deus não concedeu talentos a alguns escolhidos meramente, mas a todos Ele confiou algum dom particular, para ser empregado em Seu serviço. Muitos a quem o Senhor deu preciosos talentos se têm recusado a empregá-los para o progresso do reino de Deus; não obstante, eles se acham sob obrigação para com Deus pelo uso de Seus dons. Cada um… é possuidor de algum depósito, cujo devido emprego trará glória a Deus, e cujo mau emprego roubará ao Doador.

A família humana compõe-se de agentes morais responsáveis, e do mais alto e bem dotado ao mais humilde e obscuro, todos são depositários dos bens do Céu. O tempo é um dom confiado por Deus, e deve ser diligentemente aproveitado no serviço de Cristo. A influência é um dom de Deus, e deve ser exercida em promover os mais elevados e nobres desígnios. … A inteligência é um talento confiado. A compaixão e as afeições são talentos que devem ser conservados e aperfeiçoados, para que possamos prestar serviços Àquele a quem pertencemos por aquisição.

Tudo quanto somos ou possamos ser, pertence a Deus. A educação, a disciplina e a habilidade em todo sentido, devem ser usadas para Ele. O capital é Seu, e o aproveitamento são os lucros que de direito pertencem ao Mestre. Quer a importância confiada seja grande quer pequena, o Senhor requer que Seus mordomos façam o que puderem. Não é a importância depositada ou o aproveitamento obtido que traz aos homens a aprovação do Céu, mas a fidelidade, a lealdade a Deus, o amoroso serviço prestado, que trazem a bênção divina: “Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo de teu Senhor”. Mateus 25:23. Esta recompensa de alegria não espera até entrarmos na cidade de Deus, mas o servo fiel tem um antegozo dela mesmo aqui nesta vida.

Ellen G. White, Nossa Alta Vocação, pág. 286.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nossa Alta Vocação e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s