A escolha dos companheiros

Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; … e Eu vos receberei. 2 Coríntios 6:17.

O verdadeiro cristão não prefere a companhia dos inconversos. Se Cristo, a esperança da glória, está formado no interior, não podemos ter prazer na insalubre atmosfera espiritual que circunda a vida dos irreligiosos.

Vossos conhecidos que são de todo avessos às coisas espirituais, não são refinados, enobrecidos e elevados pela prática da verdade. Não se encontram sob a direção de Cristo, mas sob a bandeira negra do príncipe das trevas. A associação com os que nem temem nem amam a Deus, a menos que tenha por objetivo ganhá-los para Jesus, será um detrimento para vossa espiritualidade. Se não podeis erguê-los, sua influência atuará em vós no sentido de corromper e manchar vossa fé. É justo que os trateis bem; mas não que tenhais prazer em sua companhia e a escolhais, pois se buscais a atmosfera que lhes circunda a alma, perdeis a companhia de Jesus. Procurai, por todos os meios ao vosso alcance, reprimir o pecado; mas nem por um momento sancioneis o pecado, seja por vossas ações, seja pelas palavras; pelo silêncio ou por vossa presença. Toda vez que o pecado é aprovado pelo professo seguidor de Cristo, enfraquece-se-lhe o senso do pecado, e perverte-se assim o seu julgamento.

O Senhor Jesus não pode guardar nenhuma pessoa que se coloca no terreno do inimigo e se rodeia dos que preferem aquela espécie de conversa e conduta que constitui ofensa ao Deus que ele reverencia e ama.

Apegai-vos aos que tenham tendência enobrecedora, cuja alma se ache circundada de atmosfera pura e santa. … Deus estará mais perto de vosso coração, mais em vosso pensamento, porque vos separastes do mundo e de influências que vos desviariam da verdade, e sereis menos rodeados pelos laços de Satanás.

Ellen G. White, Nossa Alta Vocação, pág. 255.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nossa Alta Vocação e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para A escolha dos companheiros

  1. renicarolina disse:

    Tudo está ao nosso alcance, porém há sempre necessitade de separar o Bom e o Mal, o que nos dá dicernimento para distingui-los, são valores morais, a doutrina regiliosa e a VERDADE quando buscada de forma correta nos braços do PAI. Evite sempre o primeiro passo em falso, pois se assim o fizer não terá dissabores, já que uma vez dado, a consciencia pesa, depois o coração culpa e a pratica reinterante distorcerá a Retidão dos Ensinamentos de JESUS, afastando-se do Que é Bom. Na atualidade, ainda devemos separar o joio do trigo, e manter-se em prece, já que ela é a Conexão com Deus PAI, ela é o alimento da Perseverança e Fé, é através dela que afastamos o joio em tempos que ele esta prestes a nos consumir.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s