Cristo, o poderoso vencedor

Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém Um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Hebreus 4:15.

Quando Jesus foi levado ao deserto para ser tentado, foi dirigido pelo Espírito de Deus. Indo ao deserto, não provocou a tentação. Satanás, porem, sabia que o Salvador para lá Se havia dirigido, e concluiu ser essa a melhor oportunidade para dEle se aproximar. Cristo foi ao deserto para ficar a sós, para contemplar Sua missão e obra. Dera os passos que todo pecador tem de dar, ao converter-se, arrepender-se, e ser batizado. Ele mesmo não tinha pecado do qual Se arrepender, e portanto não tinha pecados que devessem ser lavados. Foi, porém, nosso exemplo em todas as coisas, e portanto devia fazer aquilo que quer que nós façamos.

Cristo jejuou e orou, fortalecendo-Se para a estrada sanguinolenta que teria de percorrer. Era Ele o Filho do Deus eterno, mas como penhor do homem, teria de defrontar e resistir a toda tentação de que é assaltado o homem. … Arcando ao peso terrível dos pecados do mundo, resistiu à terrível prova do apetite, do amor do mundo, e do amor da ostentação, que leva à presunção. Suportou essas tentações, e venceu em favor do homem.

Se os soldados de Cristo aguardarem fielmente as ordens de seu Comandante, o êxito os acompanhará em sua luta contra o inimigo. Não importa quanto sejam assediados, no fim serão triunfantes. Suas fraquezas podem ser muitas, grandes os seus pecados, sua ignorância aparentemente irredutível; se, porém, reconhecerem sua fraqueza, e buscarem de Cristo o auxílio, Ele será sua eficiência. … Se se prevalecerem de Seu poder, seu caráter será transformado; serão circundados de uma atmosfera de luz e santidade. Por Seus méritos e o poder por Ele comunicado, serão “mais que vencedores”. Romanos 8:37. Ser-lhes-á dado auxílio sobrenatural, habilitando-os, em sua fraqueza, a realizarem os feitos da onipotência. …

Pela fé devem, calmos, considerar a cada um dos inimigos, exclamando: “Combatemos o bom combate da fé, sob o comando de um Poder onipotente. Por isso que Ele vive, nós também viveremos. Graças a Jesus, que é o Autor e Consumador de nossa fé, podemos resistir a todos os dardos inflamados do inimigo.”

Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág. 258.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nos Lugares Celestiais e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s