Mais de Cristo

Então, eles, levantando os olhos, a ninguém viram, senão Jesus. Mat. 17:8.

Eliza Hewitt sabia o que era passar por uma tragédia. Sua carreira de professora de uma escola pública terminou quando um aluno a golpeou com uma pesada barra de madeira. Eliza sofreu danos em sua coluna cervical e nunca mais pôde dar aulas.

Enquanto se recuperava, ela voltou-se para as promessas de Deus que se cumpriram em Jesus Cristo. Ela ficou maravilhada com a precisão com que a profecia do Antigo Testamento apontava para o Messias. Em sua angústia, ela descobriu uma nova e vital relação com Jesus. Possuída pela emoção, ela escreveu a letra do conhecido cântico evangélico:

“Mais de Cristo quero ser, mais do Seu amor obter, mais de Sua compaixão, mais de Sua mansidão. Mais, mais de Cristo! Mais, mais de Cristo! …” – HASD, nº 403.

Seja o que conheçamos sobre Cristo, sempre haverá muito mais para conhecer. Seja qual for a experiência que tenhamos com Cristo, sempre haverá muito mais para experimentar. O apóstolo Paulo usava regularmente a expressão “muito mais”. Ele parece maravilhado ao dizer: “Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo Seu sangue, seremos por Ele salvos da ira.” Rom. 5:9. E ele continua: “Muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.” Rom. 5:10.

No verso 15, ele exclama: “Muito mais a graça de Deus … [foi abundante] sobre muitos.” Paulo usa a expressão “muito mais” pelo menos 10 vezes em seus escritos. Para ele, sempre há muito mais graça, muito mais perdão, muito mais justificação, muito mais de Cristo.

O amor de Jesus é infinito. As “insondáveis riquezas de Cristo” falam (Efés. 3:8). A “pérola de grande valor” fala (Mat. 13:46). O “tesouro oculto no campo” fala (verso 44). Eles nos convidam a estudar Sua Palavra para descobrir este “muito mais” que Ele tem para oferecer. Suas gemas não estão na superfície.

Deus chama cada um de nós para um relacionamento com Jesus que vá além da superfície. As profundidades divinas nos chamam para muito, muito, muito mais da Sua graça do que podemos imaginar.

Pr. Mark Finley – Sobre a Rocha.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Sobre a Rocha e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Mais de Cristo

  1. Eu Sou a Dignidade da Justiça! disse:

    Também encontrei algumas explicações sobre a Lei de Moisés a partir do Livro de Mosias 13:25-35 que diz: 25 E aconteceu que depois de Abinádi dizer estas coisas, perguntou-lhes: Haveis ensinado a este povo que deve procurar fazer todas estas coisas, a fim de guardar estes mandamentos? 26 Digo-vos que não, pois, se o houvésseis feito, o Senhor não me haveria enviado para profetizar infortúnios concernentes a este povo. 27 E agora, dissestes que a salvação se alcança pela lei de Moisés. Digo-vos que ainda é preciso que guardeis a lei de Moisés; mas digo-vos que chegará o tempo em que não mais será necessário guardar a lei de Moisés. 28 E digo-vos mais ainda, que a salvação não se alcança somente pela lei; e se não fosse pela expiação que o próprio Deus fará pelos pecados e iniqüidades dos de seu povo, eles inevitavelmente pereceriam, apesar da lei de Moisés. 29 E agora vos digo que foi necessário dar uma lei aos filhos de Israel, sim, uma lei muito severa; porque eram um povo obstinado, rápido para cometer iniqüidade e vagaroso para lembrar-se do Senhor seu Deus. 30 Portanto uma lei lhes foi dada, sim, uma lei de ritos e de ordenanças, uma lei que deveriam observar rigorosamente, dia a dia, para conservarem viva a lembrança de Deus e de seu dever para com ele. 31Mas eis que vos digo que todas essas coisas eram símbolos de coisas futuras. 32 Ora, entendiam eles a lei? Digo-vos que não; nem todos entendiam a lei; e isso por causa da dureza de seu coração; porque não compeendiam que ninguém poderia ser salvo, a não ser pela redenção de Deus. 33 Pois eis que não lhes profetizou Moisés acerca da vinda do Messias e que Deus redimiria o seu povo? Sim, e mesmo todos os profetas que profetizaram desde o princípio do mundo – não falaram eles mais ou menos a respeito destas coisas? 34 Não disseram eles que o próprio Deus desceria entre os filhos dos homens e tomaria a forma de homem e andaria com grande poder sobre a face da Terra? 35 Sim, e não disseram também que ele proporcionaria a ressurreição aos mortos e que ele próprio seria oprimido e afligido?

  2. Eu Sou a Dignidade da Justiça! disse:

    Se não lermos a Biblia Sagrada, certamente acharemos que a Lei de Moisés são os Mandamentos de Deus, por isso muito cuidado ao lermos o Livro de Mórmon, se não formos experientes no assunto! Os Mandamentos de Deus estão no Livro de Mosias 13:12-24. Já a explicação sobre a Lei de Moisés aparecem logo em seguida no Livro de Mosias 13:25-35. Mas os desavisados aproveitariam o embalo dizendo que Os Mandamentos de Deus são a Lei de Moisés, o que não é verdade!

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s