Vencendo o egoísmo

Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar. 1 Coríntios 10:33.

Há no coração de muitos um elemento de egoísmo que se apega a eles como se fosse lepra. Por tanto tempo consultaram seus desejos, o próprio prazer e conveniência, que não julgam que os outros tenham algum direito sobre eles. Seus pensamentos, planos e esforços concentram-se neles mesmos. Vivem para si, e não cultivam a desinteressada beneficência, que, posta em prática, havia de aumentar e fortalecer-se até se tornar um deleite — viver para o bem dos outros. Esse egoísmo deve ser reconhecido e verificado, pois é pecado grave à vista de Deus. Precisam praticar um especial interesse na humanidade; e, assim fazendo, levariam o coração em mais íntima ligação com Cristo, e seriam imbuídos de Seu espírito, de modo que se apegariam a Ele com tão firme tenacidade que coisa alguma os poderia separar do Seu amor.

O homem cuja experiência é a menos invejável é aquele que encerra suas simpatias dentro do próprio coração. Os que maior soma de bem fruem da vida, que sentem a mais verdadeira satisfação, são os que recebem para dar. Os que vivem para o próprio eu acham-se sempre em necessidade, pois nunca se sentem satisfeitos. Não há cristianismo em encerrar nossas simpatias em nosso coração egoísta. Devemos levar claridade e bênção para a vida dos outros. O Senhor nos escolheu como condutos através dos quais possamos comunicar aos outros Suas bênçãos.

Vem o tempo em que a Terra há de vacilar como o bêbado, e ser movida e removida como a choça de noite. Isaías 24:20. Mas os pensamentos, os propósitos, os atos dos obreiros de Deus, embora agora invisíveis, aparecerão no grande dia da retribuição e recompensa finais. Coisas agora esquecidas aparecerão então como testemunhas, ou para aprovar ou para condenar.

Amor, cortesia, abnegação — isto nunca se perde. Quando os escolhidos de Deus forem transformados, de mortais para imortais, suas palavras e atos de bondade se tornarão manifestos, e serão preservados através dos séculos eternos. Nenhum ato de serviço abnegado, por pequeno ou simples que seja, jamais se perderá. Pelos méritos da justiça de Cristo a fragrância dessas palavras e atos será preservada para sempre.

Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág. 237.

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nos Lugares Celestiais e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Vencendo o egoísmo

  1. procuro um artigo que fala do desejo de Adão em preservar a vida que se transformou em egoísmo, egocentrismo e egolatria devido o pecado.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s