Paz nas tormentas da vida

E Ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece! O vento se aquietou, e fez-se grande bonança. Mar. 4:39.

Exausto, Jesus adormeceu na popa do barco. Mas, de repente, o vento começou a soprar sobre o Mar da Galiléia, agitando as ondas. O céu escureceu enquanto os relâmpagos riscavam o céu e os trovões ribombavam. O barco era agitado pelo mar como se fosse uma rolha de cortiça perdida nas ondas. Os discípulos de Jesus, homens galileus, de braços fortes, experientes no mar, acostumados a conduzir seus barcos em tempestades, nunca haviam encontrado uma tempestade como aquela.

Embora fossem marujos experientes, os discípulos sentiram-se como criancinhas. Eles pensaram que não havia como contornar a situação. Tremendo de frio, seus músculos fervendo na tentativa de remar contra a tempestade, eles viram que estavam sendo arrastados para o alto-mar. Os discípulos estavam certos de que iriam perder a vida.

Foi então que focaram sua atenção em outra coisa. Eles desviaram o olhar da tempestade e olharam para Ele. Não havia ninguém mais no barco que pudesse ajudar. Será que Ele Se preocupava? Eles clamaram: “Mestre, não Te importas com nosso iminente naufrágio? Não Te importas que não tenhamos nada em que segurar-nos, nada em que possamos confiar? Quando toda a nossa genialidade humana falha, Tu não Te importas?”

Marcos 4:39 e 40 diz: “E Ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece! O vento se aquietou, e fez-se grande bonança. Então, lhes disse: Por que sois assim tímidos?”

A única razão para temer a tempestade é você ficar remando o seu próprio barco, com o foco na tempestade. Quanto mais você olha para as ondas e as nuvens negras, quanto mais você escuta os trovões e vê os relâmpagos, mais temeroso fica o seu coração. Ellen White escreveu: “A fé viva no Redentor serena o mar da vida, e Ele nos guardará do perigo pela maneira que sabe ser a melhor.” – O Desejado de Todas as Nações, pág. 336.

Se já houve um tempo para que ajustássemos nossas prioridades, este tempo é agora. Se já houve um tempo de reajustar o foco de nossa visão, de saber que nosso coração é um com Deus, e de saber que Jesus está a bordo de nosso barco, este tempo é agora.

Pr. Mark Finley – Sobre a Rocha.

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Sobre a Rocha e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Paz nas tormentas da vida

  1. claudiney daminelli disse:

    é tudo que precisava ouvir,estou num daqueles dias que parece que estou sozinho na tempestade.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s