Senhor de tudo

Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando Ele Se manifestar, seremos semelhantes a Ele, porque haveremos de vê-Lo como Ele é. I João 3:2.

Em 1739, a cidade de Kingswood, Inglaterra, foi considerada um deserto religioso. Respeitáveis clérigos haviam quase desistido daquele lugar. Era uma cidade de mineiros, homens que passavam as horas do dia debaixo da terra, endurecidos pela pobreza e ignorância.

Um dia, porém, um homem levantou-se na praça de Kingswood e começou a falar para cerca de 200 daqueles homens. Seu nome era João Wesley. As igrejas estabelecidas haviam fechado suas portas para ele. Ele podia pregar apenas ao ar livre.

Os mineiros começaram a ouvir. Algo na proclamação do evangelho por João Wesley penetrava em décadas de privações. Lágrimas corriam por aqueles rostos enegrecidos.

Um número cada vez maior de mineiros e suas famílias se reuniam. Em pouco tempo, 10.000 deles se apinhavam no gramado da praça. Uma revolução espiritual começara na Inglaterra.

A revolução espiritual de João Wesley foi um dos movimentos mais notáveis na história da igreja cristã. Mas existe algo que talvez você não saiba sobre ele. João Wesley pregava com uma urgência premente porque acreditava que a vinda do Senhor estava próxima. Sendo um ardoroso estudante das profecias de Daniel e Apocalipse, Wesley pregava a mensagem do arrependimento. Ele chamava o povo à santidade. Baseado em sua crença na volta de Cristo, ele apelava por total consagração.

A mensagem da breve volta de nosso Senhor não é apenas uma mensagem de esperança; é um chamado à santidade. É um apelo incisivo para que Deus faça uma obra de profundidade em nosso coração. A mensagem do segundo advento nos conclama a render-nos inteiramente a Cristo como nosso Senhor. Como um escritor disse de modo tão hábil: “Se Ele não reinar como o Senhor de tudo, Ele não reinará como Senhor de nada.” O Salvador que morreu por nós deseja ser o Senhor dentro de nós.

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Sobre a Rocha e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s