Tudo vem de Deus

Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, que tivéssemos poder para tão voluntariamente dar semelhantes coisas? Porque tudo vem de Ti, e da Tua mão To damos. 1 Crônicas 29:14.

Os que vivem na Terra devem unir-se ao exército celestial em atribuir ao Criador todo o louvor e glória. Homem algum tem a mínima razão para orgulhar-se ou exaltar-se, mesmo fazendo o melhor que lhe é possível.

Deus está atuando constantemente para suprir as deficiências do homem. Até mesmo o arrependimento é produzido graças à aplicação da graça. O coração natural não sente necessidade de arrependimento. As lágrimas que caem dos olhos humanos por motivo da tristeza por sua pecaminosidade ou da compaixão de outros pecadores, vêm sem ser chamadas. São como orvalho de olhos que pertencem a Deus. … As boas resoluções que tomamos são apenas a expressão de desejos que são Seus. A vida reformada não é mais que o melhor uso de uma vida que foi remida pelo sacrifício de Seu Filho Jesus. Nenhum mérito devemos atribuir a nós mesmos, por qualquer coisa que façamos.

A fé, também, é dom de Deus. A fé é o anuir do entendimento do homem às palavras de Deus, unindo o coração ao serviço de Deus. E a quem pertence o entendimento do homem, se não a Deus? A quem pertence o coração, se não a Deus? Ter fé é render a Deus o intelecto, as energias, que dEle recebemos; por isso os que exercem fé não têm eles mesmos, mérito algum. Os que crêem num Pai celestial tão firmemente que nEle confiem com confiança ilimitada; os que, pela fé, podem alcançar para além da sepultura, as realidades eternas do além, esses devem desabafar-se numa confissão ao seu Criador, dizendo: “Tudo vem de Ti, e da Tua mão To damos.” 1 Crônicas 29:14.

As faculdades concedidas pelo Céu não devem ser usadas para servir a fins egoístas. Toda energia, todo dom, é um talento que deve contribuir para glória de Deus, sendo usado em Seu serviço.

Que ninguém procure exaltar-se falando de seus feitos, gabando suas habilidades, ostentando seus conhecimentos e cultivando elevado conceito de si mesmo. … Cristo nunca foi atrevido ou presumido.

Aquele a quem Deus confiou dons incomuns deve devolver ao tesouro do Senhor aquilo que recebeu, dando generosamente aos outros os benefícios de suas bênçãos. Assim Deus será honrado e glorificado.

Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág. 225.

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nos Lugares Celestiais e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s