O estranho ato de Deus

Para realizar a Sua obra, a Sua obra estranha, e para executar o Seu ato, o Seu ato inaudito. Isa. 28:21.

O livro Bitter Harvest [Amarga Colheita] fala de um empregado de uma firma de grãos em Michigan que, inadvertidamente, pegou um veneno mortal, e achando que fosse um complemento vitamínico, misturou-o com os grãos. Os grãos envenenados contaminaram o gado, as galinhas e os porcos de muitas fazendas. Os fazendeiros não tiveram escolha a não ser isolar os animais contaminados, sacrificá-los e queimar os corpos para evitar que a contaminação se espalhasse. Eles sabiam que se não destruíssem os animais, toda a indústria de gado de Michigan estaria ameaçada.

Deus “não [quer] que nenhum pereça”. II Ped. 3:9. É Sua vontade que “todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade”. I Tim. 2:4. Mas há pessoas a quem nem mesmo Deus pode salvar. Elas escolheram o pecado em vez da justiça, a rebelião em vez da obediência, o egoísmo em vez do amoroso serviço. Se Deus Se arriscasse a trazê-las para o Céu, elas o infectariam de novo com o vírus do pecado. Se Deus não agisse para erradicar o pecado, seus efeitos malignos acabariam por destruir o Universo inteiro.

Deus oferece perdão por nossos pecados passados e poder para vivermos a vida cristã no presente. Sua graça concede perdão quando falhamos e força para que não venhamos a repetir as mesmas falhas outras vezes.

Em última análise, Deus tem que agir. Ele tem que livrar o Universo do pecado. “Nosso Deus é fogo consumidor.” Heb. 12:29. Um Deus santo tem que consumir o pecado. Pecado e pecadores serão consumidos e transformados em cinzas (Mal. 4:1-3; II Tess. 2:8; Sal. 37:20).

Hoje, Deus nos oferece uma escolha – ou deixamos que Ele consuma o pecado dentro de nós através da abrasadora presença do Seu Santo Espírito, ou seremos consumidos com nosso pecado na abrasadora presença da Sua iminente volta. Um Deus amoroso chora ao ver pecadores sendo destruídos.

A destruição do perverso é um ato incomum e estranho, mas inevitável, se for para o Universo ficar seguro para sempre. Você permitirá que Jesus faça Sua obra purificadora em seu coração hoje? Permitirá que o fogo da Sua presença purifique-o interiormente?

Pr. Mark Finley – Sobre a Rocha.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Sobre a Rocha e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para O estranho ato de Deus

  1. viviane moura dos santos disse:

    gostei muito dessa mensagem

  2. irmão leitor disse:

    A morte é uma ato estranho para Deus.
    Concedeu vida a humanidade, e, mesmo que a humanidade tenha escolhido o pecado, cujo salário é a morte, ofereceu tudo para que a humanidade não morresse. Assumiu a culpa. Ofertou a Sua própria vida. O próprio Deus declarou: “Eu Sou a ressurreição e a VIDA”.

    Embora hoje haja exemplos sinistros de mães, em geral, porém, uma mãe faz tudo por seu filho. Gera, lhe concebe em meio a dores, beija, conversa, lava, alimenta, educa, cuida, e et cetera. Ou seja, não só fala que ama, mas age em amor. Para ela, o amor é ação. Assim, se um dia o filho lhe pede que não o ame mais, isso será estranho para ela. Se lhe pedir que não cuide dele, estranho será para ela. Se diante da morte ela lhe estende a mão, mas ele se nega a ser salvo, isso para ela é um ato estranho.

    Ora, o amor de Deus é infinitamente maior! Olhe para a cruz do Calvário e veja! Deus é amor!

    Então, em Sua segunda vinda, a glória por Ele manifestada matará todos os ímpios, que estarão pedindo para a s rochas cairem sobre si, enquanto os justos estarão sendo arrebatados, para com Ele morar no Céu por mil anos. No final desse período, novamente Se manifestará, ao descer juntamente com Sua santa cidade, a nova Jerusalém. A gloriosa majestade de Sua santa e perfeita presença será um fogo consumidor e purificador. Nesse momento, todos terão absoluta certeza de que os ímpios tiveram todas as possibilidades, mas rejeitaram. Eles não quiseram ser salvos da sentença. Deus fez de tudo para que eles não sofressem o que a Bíblia ensina assim: “No dia que dela comeres, é certo que morrerás” – ou, “o salário do pecado é a morte”. Os ímpios ressurgirão, no que denominamos de segunda ressureição, para receberem a final sentença. Que estranho será para Aquele que é a Fonte de Vida ver que a vida é extinta para essas pessoas! Que estranho!

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s