Sábados Semanais e Anuais

Assim como a Bíblia faz distinção entre leis, ela revela também contrastes entre o sábado do SENHOR instituído na criação e incorporado no Decálogo, e, os sábados cerimoniais estabelecidos no Monte Sinai e promulgados na Lei de Moisés ou Livro de Moisés. Os sábados cerimoniais eram festas litúrgicas ministradas durante a vigência do santuário terrestre e ligados diretamente à ele.

No Monte Sinai foi destinado também, um sábado à terra, e ocorria a cada sete anos. Ele tinha como propósito principal amparar os necessitados, pois, a produção do “sétimo ano” era destinada ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, e mesmo aos animais do campo (Levítico 25:1-7Êxodo 23:9-11).

Focando o sábado semanal, a Bíblia atribui a sua origem na criação e fora estabelecido no sétimo dia da semana após Deus terminar a Sua obra como Criador, estabelecendo-o como o Seu santo dia.1 Várias referências ao sábado semanal são encontradas tanto no Velho quanto no Novo Testamento2, e João chamava-o, também, de “dia do SENHOR”(a) A “lei dos mandamentos na forma de ordenanças” refere-se aos diversos regulamentos cerimoniais descritos na Lei de Moisés(b) (Apocalipse 1:10 cf Isaías 58:13). O apóstolo Paulo, também, cita o descanso de Deus instituído na criação em Hebreus 4:4. Deus declara que os sábados semanais são de Sua propriedade e os classifica de “Meus sábados” e “sábados do SENHOR“:

“Cada um respeitará a sua mãe e o seu pai e guardará os Meus sábados.” (Levítico 19:3)

“Guardareis os Meus sábados e reverenciareis o Meu santuário.” (Levítico 19:30)

“… Aos eunucos que guardam os Meus sábados, escolhem aquilo que Me agrada e abraçam a Minha aliança…” (Isaías 56:4-8)

“Também lhes dei os Meus sábados, para servirem de sinal entre Mim e eles…” (Ezequiel 20:12)

“Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus.” (Êxodo 20:10; Deuteronômio 5:14; Êxodo 16:23)

Outras referências a essa propriedade sabática encontram-se em Mateus 12:8 e Marcos 2:28, nessas ocasiões: Cristo rebateu as acusações dos fariseus de que Ele e Seus discípulos eram transgressores do quarto mandamento, os ensinou os verdadeiros objetivos do sábado e concluiu dizendo: “assim o Filho do Homem, até do sábado é SENHOR“. Em relação aos sábados cerimoniais vinculado à antiga aliança ou antigo concerto, cada um deles, o SENHOR determina como “vosso sábado“:

“Sábado de descanso solene vos será; então, afligireis a vossa alma; aos nove do mês, de uma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.” (Levítico 23:32Levítico 16:29-31)

O antigo Israel possuía diversas festas ao longo do ano. E entre elas haviam sete festas cerimoniais, e os seus dias eram considerados como sábados. Estas festas (sábados cerimoniais) ocorriam em datas fixas (Levítico 23:4; II Crônicas 8:12-13), e, devido a dinâmica do calendário de cada ano, elas eram celebradas em diferentes dias da semana, como em uma segunda, terça, quinta-feira e etc. Quando umsábado cerimonial coincidia em ser celebrado no sétimo dia da semana (sábado semanal), ele era considerado como umgrande sábado (João 19:31). Eis os sete sábados cerimoniaise seus respectivos dias de celebração:

1.º Sábado Cerimonial. Pães Asmos (Início) – 15.º dia do mês de Nissan – Levítico 23:6-8

2.º Sábado Cerimonial. Pães Asmos (Término) – 21.º dia do mês de Nissan

3.º Sábado Cerimonial. Primícias – 06.º dia do mês de Sivan – Levítico 23:15-21

4.º Sábado Cerimonial. Trombetas – 01.º dia do mês de Tishrei – Levítico 23:23-25

5.º Sábado Cerimonial. Expiação – 10.º dia do mês de Tishrei – Levítico 23:26-32

6.º Sábado Cerimonial. Tabernáculos (Início) – 15.º dia do mês de Tishrei – Levítico 23:33-36

7.º Sábado Cerimonial. Tabernáculos (Término) – 22.º dia do mês de Tishrei

A respeito desses sábados cerimoniais, também conhecidos como sábados anuais foi dito que:

“São estas as festas fixas do SENHOR, que proclamareis para santas convocações, para oferecer ao SENHOR oferta queimada, holocausto e oferta de manjares, sacrifício e libações, cada qual em seu dia próprio, além dos sábados do SENHOR, e das vossas dádivas, e de todos os vossos votos, e de todas as vossas ofertas voluntárias que dareis ao SENHOR.” “Estas coisas oferecereis ao SENHOR nas vossas festas fixas, além dos vossos votos e das vossas ofertas voluntárias…” (Levítico 23:37-38Números 29:39)

Esses dias festivos eram chamados de sábados porque eram guardados e respeitados assim como osábado semanal do quarto mandamento. Os sábados cerimoniais ou sábados anuais não são descritos nas Tábuas de Pedra, e sim no Livro de Moisés3. As Escrituras revelam que esses sete sábados cerimoniais prefiguravam a Jesus Cristo e a Sua missão na Terra:

“Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados, porque tudo isso tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o corpo é de Cristo.” (Colossenses 2:16-17 cf Gálatas 4:9-10)

Esses versos demonstram uma das principais diferenças entre o sábado semanal e os sábados cerimoniais. O sábado referente ao sétimo dia da semana não representa “sombras das coisas que haviam de vir“, pois está vinculado a um acontecimento do passado, a criação (Gênesis 2:1-3Êxodo 20:4-11Hebreus 4:4). As obras desempenhadas por Cristo em favor da humanidade eram “as coisas que haviam de vir“; e estas foram representadas pelas cerimônias da Antiga Aliança (Hebreus capítulo 8 e 9).

Existe o ensino de que Colossenses 2:16 refere-se ao sábado semanal e que este era “sombra” de Cristo. Com base nesta distorcida interpretação deveria-se afirmar, também, que Deus Pai descansou em Cristo ao final da obra da Criação (cf João 1:1-3)? Inconcebível! Este é um dos erros absurdos que o homem se envolve quando se vale de conjecturas para se esquivar sorrateiramente do quarto mandamento.

Descrevendo sobre a ab-rogação da Antiga Aliança e seus respectivos sábados cerimoniais, Oséias declarou:

“Farei cessar todo o seu gozo, as suas festas de Lua Nova, os seus sábados e todas as suas solenidades.” (Oséias 2:11).

E esta profecia se cumpriu quando Jesus morreu na cruz, “eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo; tremeu a terra, fenderam-se as rochas” (Mateus 27:51). As cerimônias e suas respectivas “sombras” (simbologias) que representavam a Cristo e Seu sacrifício foram extintas. O mesmo não ocorre com o sábado referente ao sétimo dia do SENHORdescrito no 4.º mandamento. A Bíblia ensina que ele tem fundamento imutável e permanente como os demais do Decálogo4. A obediência à ele é um claro reconhecimento do poder, autoridade, glória e santidade que o SENHOR unicamente detém.5


Vídeo relacionado: Sábados Semanais e Cerimoniais

a. Acesse “O dia do SENHOR

b. Acesse: Lei de Deus & Lei de Moisés

1. Gênesis 2:1-3; Êxodo 20:11; Hebreus 4:4.

2. Mateus 24:20-21; Mateus 28:1; Marcos 1:21; Lucas 4:16; Lucas 23:54-56; Atos 13:42-44; Atos 18:1-4 e etc.

3. Êxodo capítulo 24; Deuteronômio 31:24-26 cf Josué 1:7-8.

4. Mateus 5:17-19; Lucas 16:17; Tiago 2:10-11 cf Apocalipse 14:12; Isaías 66:22-23.

5. Salmos 19:1-7; Romanos 1:20-21; João 1:1-3; Hebreus 1:1-4; Apocalipse 14:6-7.

IASDonLine

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em A Lei de Deus e Temas Relacionados, Restauradores de Veredas e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para Sábados Semanais e Anuais

  1. Paula Sintra disse:

    Queridos irmãos,
    Gostei muito de ler este artigo. Mas também gostaria de saber se têm algum estudo sobre o Jubileu. Pois se todos os sábados cerimoniais apontavam para o plano da salvação no ministério de Jesus aqui na terra e no céu, então, o ano Jubilar da Sua primeira vinda, irá se repetir na segunda.
    Grata pela vossa atensão.
    Paula

  2. Quando foi declarado o dia de sábado dia do descanço, erá porque os escravos naquele tempo não tinha um dia de descanço . Trabalhavam direto todos os dias. Quando Moisés veio promulgsr a lei de um só Deus, declarou o sétimo dia como o de descança geral., para escravos, animais e o proprio homem. Deus que não teve começo e nem terá fim, jamais se cansaria por ter feito o mundo em 6 dias.. Ele não se cança, não se ofende, não dá mais a um do que a outro. Todos são seus filhos. “A cada um, segundo suas obras.(ação e reação.) Nem um til da Lei deixará de ser cumprida”. Lei imutável que está escrita na consciencia de cada um.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s