Toda a plenitude de Deus

E conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. Efésios 3:19.

Unicamente aqueles que prestarem a Deus plena e implícita obediência, serão aptos para as mansões de cima. Deus sabe que não apreciaríamos Seus mais raros dons se não fôssemos perfeitamente submissos para Lhe obedecer, tendo sempre em vista a Sua glória. E em observar o caminho do Senhor há grande recompensa.

Seja qual for vosso temperamento, quaisquer que sejam vossas tendências hereditárias e cultivadas, há um caráter para ser formado segundo o modelo divino. Não temos desculpa para conservar nosso próprio molde e inscrição. Não podemos reter o nosso próprio eu e ao mesmo tempo ser tomados de toda a plenitude de Deus. Temos de ser esvaziados do próprio eu. Se afinal ganharmos o Céu, sê-lo-á unicamente mediante a renúncia do próprio eu e o recebimento da mente, do espírito e da vontade de Cristo Jesus.

Estamos nós dispostos a pagar o preço da vida eterna? Estamos prontos para nos assentar e calcular as custas para ver se o Céu vale sacrifícios como o de morrer ao próprio eu e permitir que nossa vontade seja inclinada e moldada em perfeita conformidade com a vontade de Deus? Até que tal se dê, não será por nós experimentada a transformadora graça de Deus.

Logo que apresentemos ao Senhor Jesus e Sua causa nossa natureza esvaziada, Ele preencherá o vácuo pelo Seu Espírito Santo. Podemos então crer que Ele nos dará de Sua plenitude. Não quer que pereçamos. Nós não queremos mais de Deus e mais urgentemente, do que Ele quer que todo o nosso ser seja consagrado ao Seu serviço.

A eternidade é infinita. Nossa vida aqui, na melhor das hipóteses é um breve período, e para que e para quem estamos vivendo e labutando? E qual será o resultado final de tudo?

Da religião de Cristo precisamos diariamente. Tudo que fazemos ou dizemos é notado por Deus. “Somos feitos espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens.” 1 Coríntios 4:9. … A igreja de Cristo deve representar o caráter dEle. … Conquanto sentisse Ele toda a força da paixão da humanidade, jamais cedeu à tentação de praticar um único ato que não fosse puro, edificante e enobrecedor.

Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág. 157.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Deus, Nos Lugares Celestiais e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s