Crise no jardim

Adiantando-Se um pouco, prostrou-Se sobre o Seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de Mim este cálice! Todavia, não seja como Eu quero, e sim como Tu queres. Mat. 26:39.

Segundo a literatura médica, uma pessoa pode transpirar gotas de sangue, estando sob estresse que produz terror excessivo ou cansaço extremo. Voltaire, o cético francês, em seu ensaio sobre as guerras civis da França, descreveu uma cena na qual um homem suava sangue. Quase dois anos depois do massacre do Dia de São Bartolomeu, o Rei Carlos IX teve uma estranha doença para a qual não se achou cura. Seu sangue gotejava pelos poros. Para Voltaire, “aquilo foi o resultado de medo excessivo, de uma violenta luta interior e da vingança divina contra o pecado”.

Houve uma noite em que Jesus suou gotas de sangue. O destino do mundo estava em jogo, e Ele Se deparava com uma escolha difícil: voltar para o Céu, assegurando Sua salvação, ou enfrentar a cruz como um pecador condenado e, assim, garantir a nossa salvação.

Ellen White escreveu: “O tremendo momento chegara – aquele momento que decidiria o destino do mundo. Na balança oscilava a sorte da humanidade. Cristo ainda podia, mesmo então, recusar beber o cálice reservado ao homem culpado. Ainda não era demasiado tarde. Poderia enxugar da fronte o suor de sangue, e deixar perecer o homem em sua iniqüidade. … Sofrerá o Inocente as conseqüências da maldição do pecado, para salvar o criminoso? Trêmulas caem as palavras dos pálidos lábios de Jesus: ‘Pai Meu, se este cálice não pode passar de Mim sem Eu o beber, faça-se a Tua vontade.’” – O Desejado de Todas as Nações, pág. 690.

Cristo não podia suportar a idéia de nossa perdição. O sangue que verteu de Sua fronte naquela noite e, depois, na cruz, é o sangue remidor, o sangue da salvação, vertido por você e por mim, a vida de Deus entregue a um preço infinito. Tudo o que nos resta é dizer: “Obrigado, Jesus, porque derramaste o Teu sangue, para que possamos experimentar o derramamento da Tua graça.”

Pr. Mark Finley – Sobre a Rocha.

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Sobre a Rocha e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s