Alimentos não saudáveis podem receber uma taxa extra

Última pesquisa da Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) mostrou que quase 16% da nossa população está obesa. Os Estados Unidos já ultrapassou essa porcentagem e hoje tem 27% dos americanos na faixa de obesidade. Diversos países discutem medidas a serem tomadas para proporcionar uma alimentação mais balanceada à população e reduzir o peso de seus habitantes.

Pesquisadores da Universidade de Oxford e da City University de Londres sugerem cobrar uma sobretaxa de 20% para alimentos que possuem alto teor de gordura, açúcar, sal e refrigerantes. A medida seria acompanhada de subsídios para baixar preços de alimentos saudáveis. Entretanto, o mais viável seria se as empresas reduzissem os teores de sódio e gordura saturada em seus produtos.

Com base em estudos econômicos, pode-se esperar que ocorra uma queda de 3,5% nos níveis de obesidade nos EUA se a medida for adotada.

Entretanto, acredita-se que existem providências mais simples a serem tomadas antes de recorrer à sobretaxa. “É preciso garantir informações nutricionais claras ao consumidor e restringir a publicidade desses alimentos,” defende Lisa Gunn, coordenadora executiva do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor), à Folha.

Na França, além de cobrar uma taxa extra sobre refrigerantes, um novo projeto de lei quer obrigar uma legenda nos cardápios de restaurantes. Informações sobre o prato devem mostrar ao cliente se ele está consumindo algo congelado, enlatado ou fresco.

Um dos países que já aderiu à sobretaxa é a Hungria, onde alimentos considerados não saudáveis, álcool, refrigerantes, energéticos e cafeína já possuem valor elevado. Na Dinamarca, uma taxa extra é aplicada em alimentos com alto teor de gordura saturada.

No Brasil, a Abia (Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação) juntamente com o Ministério da Saúde já cortaram 230 mil toneladas de gordura trans dos alimentos.

E você? Que medidas tem tomado para garantir uma alimentação mais saudável em sua casa?

Blog da Saúde

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Saúde em Pauta e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Alimentos não saudáveis podem receber uma taxa extra

  1. Eu quanto a minha alimentação na casa há uma melhoria estamos passando a ser vejetarianos

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s