O viver é Cristo

João Huss

Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro. Filip. 1:21.

Assim como Paulo, João Huss foi totalmente comprometido com o Senhor. Condenado a morrer na fogueira, Huss enfrentou a chamada “cerimônia de degradação”, na qual dignatários da Igreja o despojaram de sua identidade como sacerdote e cristão. Primeiro, o cálice da Ceia do Senhor foi tomado de suas mãos, e os dignatários apresentaram acusações contra Huss. Ele respondeu dizendo: “Espero beber do cálice no reino de Deus.” Depois, removeram suas vestes uma a uma, pronunciando, uma após outra, a respectiva maldição. Huss respondeu que estava disposto a sofrer essa vergonha em nome do Senhor.

Finalmente, recebeu uma coroa de papel. Nela, via-se a figura de três demônios brigando pela posse de uma alma, e a inscrição: “Este é um arqui-herege.” Os bispos pronunciaram a última maldição: “Encomendamos sua alma ao diabo!” João Huss respondeu calmamente: “E eu a encomendo ao misericordioso Senhor Jesus Cristo.” Esse corajoso homem, na verdade, estava dizendo: “Vocês podem tirar tudo de mim. Podem degradar-me publicamente, mas não podem tirar o que me é mais precioso: minha relação com o Senhor Jesus Cristo.”

João Huss ecoou as palavras de Paulo. Aprisionado em Roma, Paulo escreveu a carta aos filipenses, considerada por muitos estudiosos “a epístola da alegria.” Ele perdeu a liberdade, mas seu coração rejubilava. Sua reputação foi conspurcada, mas o coração estava cheio de alegria. Perderia a vida, mas, com júbilo, escreveu: “para mim, o viver é Cristo.” Filip. 1:21.

Paulo continua: “Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo.” Filip. 3:7 e 8. Se você foi despojado de tudo, riquezas, fama, trabalho, família, alegria e amigos, mas ainda tem Cristo, tem o suficiente.

Paulo e Huss descobriram isso.Você também o pode.

Pr. Mark Finley, Sobre a Rocha.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Sobre a Rocha e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para O viver é Cristo

  1. Gilberto Geremias de castilho disse:

    Obrigado pela explicação desse texto.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s