Mente Ocupada

O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração, tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca. Lucas 6:45.

A mente é constituída de maneira que precisa estar ocupada seja com o bem, seja com o mal. Se alcança um baixo nível, é geralmente porque é deixada a lidar com assuntos triviais. … O homem tem o poder de regular e controlar as atividades da mente, e imprimir controle à corrente de seus pensamentos. Isso exige, porém, maior esforço do que podemos fazer em nossa própria força. Devemos apoiar a mente em Deus, se quisermos ter pensamentos bons, e os devidos temas como meditação.

Poucos compreendem que é dever exercer domínio sobre seus pensamentos e imaginações. É difícil manter a mente indisciplinada fixa em assuntos proveitosos. Mas se os pensamentos não são devidamente empregados, a religião não pode desenvolver-se na alma. A mente deve estar preocupada com coisas sagradas e eternas, do contrário nutrirá pensamentos frívolos e superficiais. Tanto as faculdades morais como as intelectuais, precisam ser disciplinadas, e se fortalecem e desenvolvem pelo exercício.

Para entender devidamente isso, precisamos lembrar que nosso coração é naturalmente depravado, e somos de nós mesmos incapazes de seguir reto caminho. É unicamente pela graça de Deus aliada aos mais diligentes esforços de nossa parte, que podemos obter a vitória.

Há na fé cristã assuntos sobre que cada um deve habituar a mente a demorar. O amor de Jesus, que ultrapassa o entendimento, Seus sofrimentos pela raça caída, Sua obra de mediação em nosso favor, e Sua glória exaltada — tais são os mistérios para os quais os anjos desejam bem atentar. Os seres celestes encontram nesses temas o bastante para atrair e empregar seus mais profundos pensamentos; e havemos nós, tão intimamente interessados nisto, de manifestar menos interesse que os anjos, nas maravilhas do amor redentor?

O intelecto, bem como o coração, precisa consagrar-se ao serviço de Deus. Ele tem direito a tudo quanto há em nós.

Ellen G. White, Nossa Alta Vocação, pág. 108.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Nossa Alta Vocação e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s