Culto a Baal Enfraquece a Mente

O que é culto a Baal hoje em dia? Como você pode estar cultuando um falso deus na sua vida diária sem perceber?

O Deus da Bíblia, do Antigo e do Novo Testamentos, Deus do Cristianismo, sempre recomendou a não adoração de Baal. Baal é um deus pagão. Podem existir vários e o plural de Baal é Baalin (masculino). Dentre os diferentes tipos de Baal, há um introduzido em Israel por Acabe, o Baal-Melkart, há também o Baal-Zebube, cuja pronúncia era Belzebu, ou o príncipe dos demônios, etc.

Baal era um falso deus. Nos tornamos parecidos com o deus que adoramos, com aquilo que mais contemplamos. Você fica parecido(a) com o deus que adora, seja por fixar-se na imagem como no caráter dele.

Adorar algo falso lesa a mente, pois somente as virtudes, como a verdade, a justiça, a misericórdia, a honestidade, etc., constroem uma mente saudável. E cada um faz a escolha de quem quer adorar, copiar, imitar.

Por isto, para preservar a saúde mental e espiritual dos Seus seguidores, o Deus da Criação recomendou já no Antigo Testamento expressamente que não se adorasse Baal, qualquer Baal.

Mas o que seria adoração a Baal hoje? Culto a Baal em pleno século 21 envolve a exaltação do humano sobre o divino; louvor de líderes populares; culto à riqueza material; exaltação dos ensinos da ciência sobre as verdades da Revelação e exaltação da razão humana sobre a Palavra.

Acho irritante ouvir na mídia as exaltações extremamente exageradas de personagens do mundo do esporte, dando-se apelidos que promovem uma adoração destes indivíduos, como “fenômeno”, “imperador”, etc. Será que deram algum apelido destes para algum cientista da Fio Cruz, da UFRJ, UERJ, USP, etc.?

Quando você quer exaltar a si mesmo, uma ótima maneira de fazer isto é exaltando outra pessoa ou instituição. É uma mediocridade, no fundo, um vazio este culto a Baal feito pela mídia ao exaltar personagens, em nosso país, especialmente do futebol, de modo super exagerado.

Há uma diferença entre admitir que determinado atleta é realmente talentoso, e exaltá-lo como se ele fosse um deus. Mas como costumam fazem isto, surgem os Baalins, ganhando salários absurdos e adorados pela multidão fanática.

Você quer preservar sua mente de destruição neuronal? Não fique exaltando seres humanos, ou instituições, líderes, pessoas mortais como eu e você. Respeitar a pessoa, valorizar os feitos dela, reconhecer que ela tem talento e se esforça para desenvolve-lo e praticá-lo, é importante, e podemos fazer isto sem cair no culto a Baal. Mas também é importante pensarmos se as pessoas que a mídia vive exaltando produzem algo de útil para a sociedade. Produzem? Ou será que muitos destes endeusados, na verdade são um mal exemplo para nossa juventude? Não são alguns deles indisciplinados, impulsivos, agressivos, com amizades suspeitas, vida familiar irregular, etc.?

Já não seria um bom avanço se a mídia falasse 80% sobre cientistas (sem fazer deles também Baalin) que se esforçam para fazer algo de bom para a humanidade, e deixasse só uns 20% para falar destes personagens que não contribuem nada para a sociedade, a não ser ganhar um campeonato?

Assisti parte de uma entrevista com um piloto de Fórmula 1. O jornalista entrevistador, como de costume, ficava exaltando o piloto com perguntas envolvendo elogios exagerados (culto a Baal). O piloto falou duas coisas, basicamente, num certo momento que, para ele, eram o motivo de correr: (1) ganhar corridas para o povo brasileiro e (vou usar as palavras dele), (2)”Eu preciso correr, eu preciso correr, eu preciso correr!” Falou isto demonstrando uma compulsão. O jornalista estava cultuando e promovendo o culto de um indivíduo com compulsão para correr e que, por tabela, acaba ganhando corridas, segura a bandeira do Brasil e o povo cultua Baal.

Parece antipático escrever sobre isto, não é? Mas é algo sério. A gente se torna parecido com aquilo que mais contemplamos. O que a mídia mais divulga e o que o povo mais contempla? O bom ou o mal? O útil ou o inútil? Quer neurônios que funcionem bem? Evite os cultos a Baal.

 Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Culto a Baal e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para Culto a Baal Enfraquece a Mente

  1. Galhardo disse:

    Muito bom Bom Doutor!! E tbm não podemos deixar de incluir alguns do mundo evangélico q idolatram homens a semelhança de nós. Homens propícios aos pecados. A mídia, me desculpem a expressão: Muitas me enojam! Agora na atualidade vemos, homens pregando o evangelho como se fossem artistas de palcos: Pulam, giram, gritam, e etc, fazem um verdadeiro circense;usam de velas,portais, água de Israel, óleo benzido e por ai vai…Uma enganação sem precedente. Diz as Escrituras Sagrada:”Pois surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios q se possível fora, enganariam até os escolhidos.” (Mateus 24.24). Imaginem aqueles q não e nem se aproxima da palavra de Deus, o q diria Deus sobre está adoração?

  2. jornalão da midia golpista disse:

    eu concordo e acrescento + não é so o futebol que fazem de culto baal mais sim todos os desportos,e os seus respectivos salários que é tamanho absurdo milhões e milhões quanto um
    trabalhador que da no duro para trazer vida a sociedade recebe tão pouco para a sua infelicidade.
    lavagem cerebral é feita sobre o controle das midias,e o pobre contenta-se com pouco que recebe
    achando eu sou tecnico professional por isso eu devo receber o salario minimo.
    esse é o mundo governado por lucifer desigualdade social.

  3. Susano Vicente disse:

    Baal significa literalmente “senhor”, isto ficou patente no Monte carmelo quando Elias desafiou o povo a decidir-se em quem adorar, Adonai(Senhor) ou baal(senhor). Nota-se que a maioria do povo de Israel estava confuso, por isso não deram nenhuma resposta ao Elias.
    Origem: os cultos a baal surgiram após o dilúvio mais concretamente após a morte de Nimrod e em memória deste como “deus sol”. Este sistema de culto disseminou-se entre as nações circunvizinhas, evoluindo-se e adaptando-se conforme as varias culturas e assumindo nomes como Tamuz (conhecido como reencarnação de Nimrod), Baal entre os cananeus, Mitra na Media Pérsia, Osíris no Egipto, Adônis na Grécia, Saturno em Roma, etc.

    O mais estranho para mim é que isto consta da história universal, e esta patente no Dicionário Bíblico Adventista. Tenho notado que sempre que os nossos lideres falam destes ou outros assuntos polêmicos, comentam daqui e dali, e nunca vão ao fundo da questão. Vocês sabem porquê? Porque muitos têm medo de ver os seus salários penhorados por agentes satánicos infiltrados nos escalões mais altos da hierarquia da igreja de Deus. Estes que não querem que o povo de Deus seja esclarecido sobre estas questões (joio em todos os segmentos, até nos altos escalões).
    Sem querer por em causa os tipos de cultos modernos á Baal demonstrados pelo articulista, e que são uns meros acessórios ou enfeites dos verdadeiros cultos a esse ídolo, vou enumerar os mais conhecidos actualmente e infligidos pela igreja católica e apoiadas pela maçonaria internacional que é O Domingo – Dia do Sol, Natal, dia do nascimento de Tamuz, filho do deus sol, (ligado ao solstício de Inverno); Carnaval e cinzas, ligados morte e enterro de Tamuz, seguido do Quaresma que significa 40 dias de luto a contar do dia de cinzas até o dia da páscoa pagam conhecida por Ishtar, dia em que os pagão creem que Tamuz ressuscitou e reencarnou numa nova vida como deus sol e reinar com a sua mãe a rainha Semíramis também conhecida como deusa da lua ou a mãe de deus ou simplesmente “A MÃE”. O dia de celebração deste ídolo é 13 de Maio entre os católicos, mas as outras religiões celebram alguns no 1º domingo de Maio, outras no 2º domingo. Para satanás não importa, basta que esta data seja festejada no mês de Maio, O MÊS DE MARIA. ESSES SÃO OS VERDADEIROS CULTOS A BAAL, nunca mudaram e assim serão até o fim que já arrastaram e continuam a arrastar bilhões para o terreno da idolatria.

    A boa noticia é que Deus na sua infinita misericórdia tem uma mensagem para você e para mim nestes últimos dias, e ela se encontra em Apocalipse 18:4 ”E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.”

    Apocalipse 2:26” E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,”
    Que Deus nos abençoe.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s