Quanto Vale a Sua Marca?

A cada ano a Interbrand, uma consultoria inglesa, divulga a lista das marcas mais valiosas do mundo. Em 1999, por exemplo, essa consultoria revelou algumas marcas e seus valores bilionários. Vejamos: A Coca-Cola 83,8 bilhões, a Microsoft 56,6 bilhões, a Ford 33,1 bilhões, a Mcdonald’s 26,2 bilhões. Apenas para mencionar algumas marcas.

Uma marca fala bem ou mal de seu produto e consequentemente de seu valor. Qual é e quanto vale a sua marca? A declaração seguinte é relevante: “A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus. Mas um tal caráter não é obra do acaso.” (Educação, p. 57).

A nossa marca é o nosso caráter. Aliás, é válido ressaltar que vivemos numa época caracterizada por grandes crises. Todavia, a maior delas é a crise de caráter que se faz sentir em todos os segmentos da sociedade. William Shakespeare, o dramaturgo inglês, dizia: “O homem que perde o dinheiro não perdeu nada; o homem que perdeu a saúde perdeu alguma coisa; mas o homem que perdeu o caráter perdeu tudo.” De fato, o caráter é a marca registrada do homem em todas as suas relações no mundo que lhe cerca.

Os milionários que já deixaram esse mundo nada levaram de suas fortunas. O salmista diz: “pois, em morrendo, nada levará consigo, a sua glória não o acompanhará. Ainda que durante a vida ele se tenha lisonjeado, e ainda o louvem quando faz o bem a si mesmo, irá Ter com a geração de seus pais, os quais já não verão a luz.” (Sal. 49: 17-19). Todavia, como diz Ellen White, “O caráter formado a semelhança divina é o único tesouro que deste mundo podemos levar para o futuro. Que importância tem, pois, nesta vida o desenvolvimento do caráter.” (Parábolas de Jesus, p. 332).

No cenário bíblico, alguns personagens tiveram suas marcas e seus respectivos valores. Para Esaú, no que diz respeito a primogenitura, sua marca valeu um prato de lentilha (Gên. 25: 31-34). Para Judas Iscariotes sua marca valeu trinta moedas de prata (Mat. 26: 14-16). Para Pilatos, sua marca valeu a sentença que executou um inocente (Mat. 27: 18-24). Entretanto, para José, filho de Jacó, os três hebreus na antiga Babilônia e Estevão, a sua marca valeu a eternidade. (Gên. 39:9 Dan. 3: 17-18 e Atos 7: 55-60). No caso de Estevão, sua demonstração de caráter face ao apedrejamento rendeu ao cristianismo a conversão de um de seus maiores protagonistas. O apóstolo Paulo. Esses e muitos outros defenderam, com sacrifício de qualquer coisa e até da própria vida, a tese de que “… O homem que perdeu o caráter perdeu tudo.”

O cenário secular também traz seus personagens com suas marcas e seus valores. As palavras de Paulo em II Timóteo 3: 1-5 encontram o seu eco na sociedade moderna, onde aqueles que vencem pelo engano e astúcia são os premiados. Para muitos advogados, sua marca vale o suborno e falsidade na tentativa de burlar a lei. Para muitos administradores (empresas, organizações seculares e religiosas, etc.) sua marca vale o massacre, o assédio moral, o ciúme e perseguição aos seus colaboradores. Para muitos médicos, sua marca vale cirurgias desnecessárias e altos custos em causa própria. Para muitos funcionários, sua marca vale a ociosidade durante os períodos de ausência do chefe. Para muitos alunos, sua marca vale a cola na prova para superar o despreparo acadêmico fruto da negligência. Apesar de tudo isso, é indispensável ressaltar a existência de inúmeros advogados, administradores, médicos, funcionários e alunos que são a excelência personificada no exercício de suas funções.

Diante de tudo isso, é fundamental o apelo que nos faz o salmista quando ele diz: “Que nossos filhos sejam, na sua mocidade, como plantas viçosas, e nossas filhas como pedras angulares, lavradas como colunas de palácios.” (Sal. 144: 12) É claro que esse apelo alcança a todos nós, pois as colunas de nosso caráter precisam ser bem lavradas.

A Coca-cola, a Microsoft, a Ford, a Mcdonald’s, a GE, a IBM e outras são marcas que valem bilhões no mundo comercial.

E você? Quanto vale a sua marca?

NERIVAN F. SILVA – Pastor e Professor de Educação Religiosa no IAEMG
Lavras-MG

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Caráter e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s