Buscai ao Senhor Enquanto se Pode Achar

O texto para a nossa meditação encontra-se em Isaías 55:1: “Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite”.

Deus faz um convite especial, mas não é um convite para todos; é um convite apenas para aqueles que têm sede.

A sede é o sentido da necessidade da água, um sentido que indica eloqüentemente uma necessidade física. Mas, em nosso texto, o profeta está usando uma figura de nossa necessidade espiritual: a necessidade de salvação. Ele está falando da sede de salvação.

Nem todos sentem sede espiritual. Eles sentem sede de novidades. Sentem sede de diversão. Eles sentem sede das coisas do mundo. Sentem sede de dinheiro. Sentem sede de fama. Mas, infelizmente, não sentem sede de salvação.

Para eles este assunto é de somenos importância. Eles simplesmente não se interessam. Eles dizem que a religião é apenas um freio para ajudar os que não têm domínio próprio. Eles simplesmente não têm tempo para estas coisas. Eles estão muito preocupados com as coisas materiais e não sentem o perigo que estão passando em negligenciar a sua salvação.

Mas o convite é para aqueles que sentem sede de águas: “Vinde às águas!” Águas são simbólicas da Salvação. Portanto, o convite é estendido a todos os que têm sede de Salvação. Eles anseiam ser salvos e não estão satisfeitos com a vida que estão levando. Eles almejam por uma vida melhor, sem a angústia e martírio do pecado e suas dramáticas consequências.

I. COMO CONSEGUIR AS ÁGUAS DA SALVAÇÃO

Como podemos conseguir estas águas refrigeradoras? Diz o profeta que devemos comprar.

1. Não temos dinheiro para comprar.

Nós estamos “sem dinheiro.” Isso significa evidentemente que somos pobres espiritualmente, não temos condição para comprar os bens espirituais, não temos recursos para satisfazer às exigências que são impostas para comprar as águas purificadoras.

Não temos possibilidade de comprar a nossa salvação, não temos condição de comprar uma entrada para os Céus. Se somos pobres, não temos como pagar as dívidas do passado. Temos muitas dívidas que contraímos no passado – através dos pecados praticados por pensamentos, palavras ou atos. Não podemos comprar o perdão dos nossos pecados. Mas se somos ricos, o nosso dinheiro não tem o poder de comprar os méritos da salvação. O dinheiro tem poder de comprar muitas coisas, o dinheiro compra tudo; menos a salvação.

No tempo da Idade Média, o papa vendia as famosas indulgências. “Em 1517, Martinho Lutero expôs, na porta da Igreja de Todos os Santos de Wittenberg, suas “95 Teses”, escritas em latim, contra a venda de indulgências”. (Lutero, Martinho, Enciclopédia Encarta 99.)

“A doutrina das indulgências ensinava a completa remissão dos pecados, passados, presentes e futuros, e livramento de todas as dores e penas em que os pecados importam. Ensinava-se também ao povo que, pelo pagamento de dinheiro à igreja, poderia livrar-se do pecado e igualmente libertar as almas de seus amigos falecidos que estivessem condenados às chamas atormentadoras.” (White, O Grande conflito, 59).

Entretanto, não podemos pagar pelos pecados passados, porque não temos dinheiro. Naturalmente que o profeta ao dizer: “vós que não tendes dinheiro” está usando uma linguagem figurada. “Sem dinheiro” significa sem condições para pagar e não pode ser pago com recursos humanos. As indulgências foram uma invenção humana que não podia satisfazer à Lei de Deus.

2. O preço da salvação não pode ser pago pelo homem.

Vamos provar isso no Salmo 49:7,8: “Ao irmão, verdadeiramente, ninguém o pode remir, nem pagar por ele a Deus o seu resgate” (Pois a redenção da alma deles é caríssima, e cessará a tentativa para sempre).” O preço da nossa redenção é altíssimo. Isso indica que não há possibilidade de pagar o preço de nossa salvação.

Não adianta tentarmos com os nossos fracos meios! Não adianta indulgência! Neste caso, não ajuda nada caminhar longas peregrinações, não resolve pagar esmolas ou guardar os mandamentos! Tudo isso junto não pode pagar a nossa redenção. Se nós dependermos destas coisas para entrar no Céu, nunca chegaremos lá.

3. O preço da salvação já foi pago.

De fato, o apóstolo Pedro disse que não fomos “resgatados mediante coisas corruptíveis como ouro ou prata, mas pelo precioso sangue de Cristo”; “o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (1 Pedro 1:18,19; João 1:29). Na Cruz do Calvário, Jesus Cristo pagou o preço de nossa salvação quando derramou o Seu sangue por nós.

O profeta Isaías revelou este fato com antecipação no capítulo 53:5: “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” Jesus Cristo foi castigado em nosso lugar para que nós não precisássemos ser castigados; Ele foi morto para que nós não fôssemos mortos; Ele sofreu a pena da morte eterna para que nós não experimentássemos a morte eterna. Com efeito, o preço foi plenamente pago, a Lei foi completamente satisfeita, e a justiça foi realizada. E, portanto, Deus foi apaziguado de Sua ira que foi dirigida contra o Cordeiro imaculado, Cristo Jesus.

4. Temos de conseguir de graça as águas da salvação.

De fato, o profeta Isaías, em nosso texto, disse: “Vinde… e comprai, sem dinheiro e sem preço.” Ou seja, se queremos conseguir as águas salvadoras, temos de comprar, de que modo? “Sem dinheiro e sem preço”.

Agora, o que significa isso? “Comprar sem dinheiro e sem preço” significa receber gratuitamente. A salvação é gratuita. O apóstolo Paulo disse: “Pela graça sois salvos, mediante a fé, e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem de obras, para que ninguém se glorie”. “Sendo justificados gratuitamente, por Sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus” (Rom. 3:24).

Como podemos adquirir as águas da salvação? Pela graça de Jesus, recebemos a salvação gratuitamente sem “dinheiro e sem preço”, porque o preço já foi pago na Cruz pelo nosso Senhor Jesus Cristo.

A salvação é um dom de Deus. Não pode ser comprada por sacrifícios. Não pode ser comprada por méritos próprios, não pode ser comprada por nenhuma observância. A salvação é completamente gratuita, e é adquirida pela fé em Jesus Cristo. Somos justificados e salvos gratuitamente. E, portanto, Deus pode ser justo e justificador daquele que tem fé em Jesus Cristo nosso Salvador.

Certa vez, o grande pregador Moody estava ensinando esta verdade na sua igreja. De repente, ele chamou a atenção dos seus ouvintes, com a seguinte promessa: “A primeira pessoa que vier à frente, eu darei o meu relógio!” E era um relógio de ouro maciço! Todos ficaram surpresos com esta declaração, julgando que Moody estava só brincando. Então, um menino se levantou, dirigiu-se à frente, estendeu a mão e recebeu o relógio. Alguém, nesse momento, perguntou, expressando a realidade do pensamento de todo o grupo: “Mas, o senhor vai dar mesmo o relógio para ele?” “Sim!” foi a resposta. “Eu prometi dar o relógio gratuitamente, não foi? Pois assim acontece com a salvação. Precisamos apenas crer na Palavra de Deus como Doador da salvação, e recebê-la”.

II. A MENSAGEM DE ISAÍAS É: “BUSCAI AO SENHOR!”

A salvação é gratuita; devemos comprar “sem dinheiro e sem preço” – mas de quem devemos comprar as águas da salvação? A quem devemos nos dirigir para conseguir tão preciosa salvação?

O profeta Isaías responde a essa pergunta: Isaías 55:6: “Buscai ao Senhor”. Esta é a grande mensagem de Isaías: “Buscai ao Senhor!” Temos de buscar ao Senhor, temos de comprar dEle as águas da salvação, mesmo que nós vamos lá pela fé, sem nada nas mãos, “sem dinheiro,” completamente sem recursos, desamparados, “pobres, cegos, miseráveis e nus.” Temos de buscá-lO.

1. Por que devemos buscar ao Senhor? E não a outro?

Devemos buscar ao Senhor porque Ele é “rico”. Nós somos pobres, mas Deus é rico, o Senhor Jesus é rico, o Pai é rico, o Espírito Santo é rico. Em que é que o Senhor é rico? Deus é rico em todas as coisas. Ele é o próprio Criador de todas as coisas e, portanto, todas as coisas Lhe pertencem. Mas há uma coisa em que o profeta se detém – Ele é rico em perdoar.

(1) Deus gosta de perdoar. O homem não gosta de perdoar. Certa vez um ministro do Evangelho foi fazer uma reconciliação entre dois homens que haviam brigado. Falou com um deles, falou com o outro, e nada. Depois, com muito jeitinho, conseguiu que um deles dissesse alguma coisa favorável. Mas ele disse: “Está bem; perdoar, eu perdôo; mas esquecer, jamais eu esqueço o que ele me fez!” Sim, os homens não gostam de perdoar, mas Deus tem prazer em perdoar e mostrar Sua misericórdia. Ele perdoa maravilhosamente, porque ele perdoa e esquece.

(2) Deus perdoa ricamente. Ninguém aqui precisa dizer: “Fui longe demais para ser perdoado!” porque Deus é rico em perdoar. Que ninguém hoje diga: “Não há perdão para mim!” porque Deus é rico em perdoar. Portanto, busquemos ao Senhor!

Ele perdoa completa e abundantemente. “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:9). Ele é rico em perdoar porque o Seu coração é bondoso e compassivo. Portanto, Ele perdoa abundantemente, Ele perdoa a qualquer pecado, Ele perdoa a maior transgressão, Ele perdoa a todos os pecados e a todas as injustiças, Ele perdoa os pequenos pecados e os grandes pecados. Deus perdoa os maiores pecadores: Ele perdoa os criminosos, os adúlteros, os estupradores, os assassinos e os terroristas, porque Deus é rico em perdoar; e ninguém pode impedi-lO de perdoar, porque Ele é rico em perdoar.

2. Como devemos buscar ao Senhor nosso Deus?

(1) Devemos buscar ao Senhor ansiosamente. Sal. 63:1: “Ó Deus, Tu és o meu Deus forte; eu Te busco ansiosamente; a minha alma tem sede de Ti; meu corpo Te almeja, como terra árida, exausta, sem água.” Assim se expressou Davi, o suave cantor de Israel, revelando a sede que ele tinha de Deus. Devemos buscar a Deus intensamente, com todo o fervor. Devemos buscar a Deus ansiosamente; assim como quando temos sede pelas águas, do mesmo modo devemos ter sede de Deus e da salvação!

(2) Devemos buscar ao Senhor sinceramente. Jer. 29:13: “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.” Se nós buscarmos a Deus de todo o nosso coração, sem reservas e sinceramente, nós haveremos de achá-lO. Esta é a Sua promessa infalível para todos nós. Mas devemos fazer a nossa parte e irmos a Ele com inteiro coração, em sinceridade, porque sem a sinceridade de propósito não podemos conseguir nenhum dos bens espirituais que estão à disposição de todos. Com Deus não se brinca, e Ele não se deixa escarnecer.

(3) Devemos buscar ao Senhor prioritariamente. Mat. 6:33: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu reino e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Este é o ponto deveras crítico. Muitas coisas pretendem ocupar a nossa atenção; muitas coisas surgirão em nosso caminho desviando-nos de buscar a Deus e a Sua justiça. Mas Ele não Se deixa enganar: Ele sabe quando nós O colocamos em segundo plano, ou quando nós O colocamos em primeiro lugar. E alguns até O colocam em último lugar, enquanto outros não têm lugar algum para o seu Benfeitor. Mas, se queremos a Sua bênção e a Sua salvação, temos de buscar a Deus ansiosamente, sinceramente, prioritariamente, deixando tudo de lado para acertarmos a nossa vida com Ele, e recebermos dEle a certeza da salvação.

3. Quando devemos buscar ao Senhor?

Devemos buscar ao Senhor hoje, porque hoje “é tempo de buscar ao SENHOR” (Oséias 10:12). Hoje é o dia da salvação; amanhã será o dia do julgamento. Hoje é o dia em que Ele pode ser achado; amanhã, Ele pode não ser encontrado. Hoje é o dia em que Ele está perto; amanhã, Ele pode estar longe! “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar; invocai-O enquanto Ele está perto”.

Haverá um tempo em que os homens não poderão achar a salvação: Amós 8:11,12: “Eis que vêm dias, diz o SENHOR Deus, em que enviarei fome sobre a Terra, não de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do SENHOR. Andarão de mar a mar e do Norte até ao Oriente; correrão por toda parte, procurando a palavra do SENHOR, e não a acharão.”

Nesse tempo, os homens clamarão, mas o seu clamor será em vão porque terá passado o tempo de graça, o tempo da oportunidade. Então, eles vão repetir as palavras que nós encontramos em Jer 8:20: “Passou a sega, findou o verão, e nós não estamos salvos.” Estas são as palavras mais tristes da Bíblia. Portanto, busquemos ao Senhor urgentemente, agora mesmo, antes que seja tarde demais.

CONCLUSÃO

Certa ocasião, Dwight L. Moody estava pregando num salão, e ele notou que um jovem estava sob a convicção do Espírito Santo, e o jovem ficou depois da pregação e foi falar com o pastor Moody, e disse: “Pastor, eu quero seguir a Jesus.”

Moody disse: “Jovem, aceite a Jesus hoje. Hoje é o dia.” “Não, pastor, hoje não! Eu tenho alguns negócios lá na cidade, eu vou terminar esses negócios, e depois de terminar esses negócios sim, eu vou aceitar a Jesus.” O pastor disse: “Não, jovem, você deve aceitar agora, deve aceitar neste momento.” Ele disse: “Pastor, eu preciso terminar esses negócios, mas eu prometo que depois de terminá-los, eu vou aceitar a Jesus.”

O jovem saiu daquele lugar, ele foi fazer os seus negócios. E um dia, muito depois, o pastor Moody se encontrou com ele na rua e disse: “Como é, jovem, ainda não fez a sua decisão?” Ele disse: “Ainda não, pastor, ainda não; mas logo mais eu vou fazer, agora eu estou muito ocupado, tenho muito a fazer”.

Pouco tempo depois veio um aviso ao pastor de que esse jovem estava no hospital, doente. O pastor foi lá falar com ele, disse: “Jovem, como é? Já fez a sua decisão?” Ele disse: “Não, mas eu estou muito doente; o médico não me deu muita esperança, eu posso morrer, e se eu tomar uma decisão agora, o povo vai dizer que eu tomei essa decisão com medo de morrer. Eu não quero tomar a decisão pressionado, nem com medo. Espere, se eu melhorar, se Deus me der saúde, então eu vou seguir a Jesus, mas agora não.” O pastor saiu muito triste, mas o jovem melhorou, e foi curado completamente. Então, ele saiu do hospital.

E o pastor Moody foi visitá-lo, e lhe disse: “Jovem, agora, vamos fazer essa decisão?” Ele disse: “Agora não, agora eu estou muito ocupado! Um pouco mais tarde!”

O tempo passou e mais uma vez o jovem adoeceu, e o pastor foi visitá-lo já na sua cama, já muito fraco pela enfermidade, e o pastor disse: “Como é, jovem? Vai fazer a sua decisão agora?” O jovem falou alguma coisa que o pastor não podia entender, mas notou que os seus lábios estavam se mexendo e ele colocou o ouvido bem perto para ouvir o que este jovem estava dizendo, ele estava citando um texto bíblico, as palavras que achamos em Jeremias 8:20: “Passou a sega, findou o verão e eu não estou salvo.”

O pastor disse: “Jovem, ainda há tempo, você ainda tem vida, aceita agora a mensagem de Deus.” Ele respondeu mais fraco ainda, quase não dava para ouvir; disse: “Passou a sega… findou… o verão… e eu não estou salvo.” O pastor fez mais um apelo ainda, e disse: “Jovem, Deus ainda o ama, você ainda pode aceitá-Lo, aceita agora.” Mais uma vez ele repetiu as palavras. Agora as suas forças o estavam deixando, estava ficando cada vez mais fraco. Ele disse: “Passou a sega… findou… o verão… e eu não estou salvo.”

Quantos aqui desejam aceitar a salvação que há em Jesus Cristo? “Aquele que invocar ao Senhor, será salvo”. “Buscai ao enquanto se pode achar; invocai-O enquanto está perto”.

Você receberá paz, alegria e vida eterna. Você quer ter a certeza de que é um filho de Deus? Busque ao Senhor intensamente; busque a Deus sinceramente; não deixe para depois, porque depois pode ser tarde demais. Busque ao Senhor urgentemente, dê a prioridade para Jesus Cristo. Não O deixe esperando. Só assim, você será plenamente feliz. Ele está à porta do seu coração agora. O que você vai fazer do Senhor Jesus? O que você está fazendo consigo mesmo?

Pr. Roberto Biagini

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Cristianismo Prático, Pr. Roberto Biagini, Salvação e Temas Relacionados, Sermões e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Buscai ao Senhor Enquanto se Pode Achar

  1. ROGERIO PIMBA disse:

    Ao Senhor misericordioso e amoroso.
    Agradeço-lhe bastante por ampliar Sua graça a todo que quizer. O que peço é que do Seu amor não me deixe de fora.
    Que me dê a fome e sede de Sua justiça.
    Que possa me sustentar sempre até o meu fim.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s