A Conquista da Paz

À medida que sua consciência é despertada pelo Espírito Santo, você pode compreender um pouco da malignidade do pecado, seu poder, sua culpa, sua miséria, e então passa a aborrecê-lo. Você sente que o pecado separou você de Deus, e que está cativo do poder do mal. Quanto mais luta para escapar, mais percebe sua incapacidade de vencer. Seus motivos são impuros; seu coração, também. Você vê que sua vida está repleta de egoísmo e pecado. Você quer ser perdoado, purificado, libertado. Como, então, obter harmonia com Deus e semelhança com Ele?

Paz é o que você precisa — o perdão, a paz e o amor do Céu no coração. O dinheiro não pode comprá-la, a inteligência e a sabedoria não conseguem alcançá-la. Pelos próprios esforços, você não pode esperar obtê-la. Mas Deus a oferece como um presente, “sem dinheiro e sem preço” Isaías 55:1. É sua a decisão de estender a mão e recebê-la. O Senhor diz: “Ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã” Isaías 1:18. “Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo” Ezequiel 36:26.

Você confessou seus pecados e, de coração, afastou-se deles. Resolveu entregar-se a Deus. Agora, vá a Ele e peça-Lhe que lave seus pecados e lhe dê um coração novo. Creia, então, que Ele assim o fará, porque assim o prometeu. Esta é a lição que Jesus Cristo ensinou quando esteve na Terra: que devemos crer que receberemos a dádiva que Deus nos prometeu, e que ela é nossa. Jesus curou as pessoas das suas enfermidades quando elas manifestaram fé em Seu poder. Ele as ajudava naquilo que não podiam enxergar, inspirando-as a nEle confiar quanto às coisas que não podiam ver — levando-as a crer no Seu poder de perdoar os pecados. Foi o que disse claramente ao curar o paralítico: “Para que saibais que o Filho do homem tem sobre a Terra autoridade para perdoar pecados — disse, então, ao paralítico: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa” Mateus 9:6. João, o evangelista, diz o mesmo ao falar sobre os milagres de Cristo: “Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em Seu nome” João 20:31.

Com a simples narrativa sobre como Jesus curou os enfermos podemos aprender a crer que Ele pode perdoar os pecados. Voltemos à história do paralítico do tanque de Betesda. O pobre sofredor encontrava-se desamparado; por 38 anos, não havia usado os seus membros. Jesus ordenou-lhe: “Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.” Aquele paralítico poderia ter dito: “Senhor, se quiseres me curar, obedecerei à Tua palavra.” Mas não foi assim; ele creu na palavra de Deus, creu que havia sido curado e imediatamente levantou-se; decidiu que andaria, e andou. Ele agiu de acordo com a palavra de Cristo, e Deus lhe concedeu a força. Estava curado.

Da mesma forma, você é um pecador. Não pode expiar seus pecados do passado, nem mudar o seu coração e se tornar um santo. Mas Deus promete fazer tudo isso por você, através de Cristo. Você crê nessa promessa. Em seguida, confessa seus pecados e entrega-se a Deus. Você deseja servi-Lo. Ao fazer isso, Deus certamente cumprirá Sua palavra. Se você crê na promessa — crê que está perdoado e purificado — Deus supre o que falta. Você é curado da mesma maneira como Cristo deu a força para o paralítico andar, quando ele creu que estava curado. Assim é, se você crê.

Não espere sentir que você está curado, mas diga: “Eu creio, e assim é, não porque eu o sinta, mas porque Deus prometeu.” Jesus diz: “Tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco” Marcos 11:24. Há uma condição para o cumprimento dessa promessa — que oremos de acordo com a vontade de Deus. E a vontade de Deus é nos purificar do pecado, tornar-nos Seus filhos e capacitar-nos para viver uma vida de santidade. Podemos, então, pedir essas bênçãos, crer que as recebemos e agradecer por tê-las recebido. É nosso privilégio ir a Jesus, ser purificados e apresentar-nos diante da lei sem qualquer vergonha ou remorso. “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” Romanos 8:1.

Daqui por diante, você já não pertence a si mesmo; você foi comprado por um preço. “Não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, […] mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo” 1 Pedro 1:18, 19. Por meio desse ato simples de crer em Deus, o Espírito Santo gerou uma nova vida em seu coração. Agora você é uma criança nascida na família de Deus, e Ele ama você como ama o Seu Filho.

Agora que você se entregou a Jesus, não volte atrás, nem se afaste dEle, mas repita diariamente: “Sou de Jesus Cristo; a Ele me entreguei.” Peça-Lhe que conceda a você Seu Espírito e que o sustente com Sua graça. Da mesma maneira que se tornou um filho de Deus quando creu nEle e a Ele se entregou, assim também você deve viver nEle. Diz o apóstolo: “Como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nEle” Colossences 2:6.

Alguns parecem pensar que precisam passar por uma prova, e assim demonstrar ao Senhor que estão transformados, antes de poder pedir Sua bênção. Mas eles podem pedir essa bênção agora mesmo. Eles precisam de Sua graça, o Espírito de Cristo, para ajudá-los em suas fraquezas, ou não poderão resistir ao mal. Jesus deseja que nos cheguemos a Ele como estamos, pecaminosos, desamparados e dependentes. Devemos ir com todas nossas fraquezas, leviandades e pecaminosidade, e, arrependidos, lançar-nos a Seus pés. Ele Se alegra ao envolver-nos em Seus braços de amor, curar nossas feridas e purificar-nos de toda impureza.

É nesse ponto que milhares fracassam; não crêem que Jesus lhes perdoa pessoalmente e de forma individual. Não põem à prova o que Deus diz. É privilégio de todos os que aceitam as condições verificar, por si mesmos, que o perdão é oferecido amplamente para cada pecado. Afaste qualquer suspeita de que as promessas de Deus não são para você. Elas são direcionadas a cada transgressor que se arrepende. Força e graça foram dadas por meio de Cristo para serem levadas por anjos ministradores a todo aquele que crê. Ninguém é tão pecador que não possa encontrar força, pureza e justiça em Jesus, que por todos morreu. Ele anela livrar os pecadores de suas vestes manchadas e poluídas pelo pecado, e vestir neles as vestes brancas da justiça. Ele insiste para que vivam, e não morram.

Deus não trata conosco como os seres humanos tratam uns aos outros. Seus pensamentos são de misericórdia, amor e terna compaixão. Ele diz: “Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que Se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar.” “Desfaço as tuas transgressões como a névoa e os teus pecados, como a nuvem” Isaías 55:7; 44:22. “Não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus. Portanto, convertei-vos e vivei” Ezequiel 18:32.

Satanás está pronto para nos roubar as benditas promessas de Deus. Ele quer arrebatar do coração cada lampejo de esperança e todo raio de luz; mas você não deve permitir que ele faça isso. Não dê ouvidos ao tentador, mas diga: “Jesus morreu para que eu pudesse viver. Ele me ama e não quer que eu pereça. Tenho um Pai celestial compassivo; embora eu tenha abusado do Seu amor e negligenciado as bênçãos que me deu, vou levantar-me para ir ao Pai e dizer-Lhe: ‘Pequei contra o Céu e diante de Ti; já não sou digno de ser chamado Teu filho; trata-me como um dos Teus servos.’” A parábola nos mostra como será recebido aquele que se perdeu: “Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou” Lucas 15:18-20.

Mesmo essa parábola, por mais terna e comovedora que possa ser, não consegue expressar a infinita compaixão do Pai celestial. O Senhor declara através do Seu profeta: “Com amor eterno Eu te amei; por isso, com benignidade te atraí” Jeremias 31:3. Enquanto o pecador ainda está distante da casa do Pai, esbanjando seus bens em uma terra estranha, o coração do Pai o quer de volta; e cada desejo de retornar para Deus, despertado no coração, não é outra coisa senão a terna voz do Seu Espírito, suplicando, insistindo, atraindo o transviado para o coração cheio de amor do Pai.

Mesmo tendo perante você as ricas promessas da Bíblia, ainda é capaz de duvidar? Ou você imagina que, quando um pobre pecador deseja voltar e abandonar seus pecados, o Senhor, com severidade, o impede de prostrar-se, arrependido, aos Seus pés? Longe de nós pensarmos assim! Nada pode nos prejudicar mais do que ter um conceito assim do nosso Pai celestial. Ele odeia o pecado, mas ama o pecador. Ele entregou-Se, na pessoa de Cristo, para que todos pudessem ser salvos e desfrutar as bem-aventuranças eternas no reino de glória. Que outra linguagem mais forte e mais carinhosa poderia ser empregada em lugar da que Ele escolheu para expressar o Seu amor por nós? Ele declara: “Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, Eu, todavia, não Me esquecerei de ti” Isaías 49:15.

Olhe para cima, você que está em dúvida e com medo; pois Jesus vive para fazer intercessão por nós. Dê graças a Deus pelo dom do Seu Filho amado e ore para que Ele não tenha morrido em vão. O Espírito está convidando você hoje: Venha para Jesus de todo o coração, e poderá pedir as Suas bênçãos.

Ao ler as promessas, lembre-se de que elas são uma expressão de amor e misericórdia indescritíveis. O grande coração do Amor Infinito volta-se para o pecador com ilimitada compaixão. Em Jesus Cristo, “temos a redenção, pelo Seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da Sua graça” Efésios 1:7. Sim, apenas creia que Deus é o seu auxiliador. Ele quer restaurar Sua imagem moral no ser humano. À medida que você aproximar-se de Deus com arrependimento e confissão, Ele Se aproximará de você com misericórdia e perdão.

Ellen G.White, Caminho a Cristo, Capítulo 6.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Caminho a Cristo, Paz e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s