Por que Pertencer a Uma Igreja?

Certa vez um líder religioso anunciou uma reunião especial onde daria oportunidade a todos que desejassem para apresentar suas acusações contra a igreja. No dia marcado, lá estavam as pessoas. O primeiro acusador disse:

– Os membros da igreja não são melhores do que os outros. Não vivem de acordo com o que professam.
– Sim, disse o pregador, isto infelizmente é verdade.
– Os pastores não são dedicados como eram antigamente, disse outro acusador.
– Infelizmente isto também é verdade, admitiu o líder.

E assim, continuaram as acusações, uma após a outra, tomando cerca de uma hora. Então, o pastor leu a lista toda de observações em voz alta e a seguir amassou o papel e o jogou no lixo, dizendo: – Senhores, as acusações contra a igreja, seus membros e seus pastores, são válidas. Mas nenhuma palavra foi dita contra o Senhor da igreja, Jesus Cristo.

Então, em poucas palavras ele lhes falou de Cristo como o Guia infalível e convidou a todos que aceitassem a Jesus e cressem nele. 49 pessoas atenderam o apelo.

Embora sendo uma comunidade de santos, a igreja não é uma sociedade perfeita. Um pecador puritano, chamado Richard Baxter, comparou a igreja a um hospital. E quem se atreveria a criticar um hospital pelo fato de seus internados estarem doentes?

O Senhor Jesus disse que “os sãos não precisam de médicos e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores ao arrependimento” (Lucas 5:31 e 32).

Somente aqueles que se acham justos demais ou mesmo aqueles que não reconhecem suas profundas necessidades espirituais se afastam da igreja. A igreja pode ser imperfeita e seus membros falhos, mas devemos olhar com confiança para o Senhor Jesus e Ele nos ouvirá e capacitará a viver acima das deficiências.

Em um documento antigo a igreja foi comparada a arca de Noé. “Se não fosse a tempestade lá fora não seria possível suportar o cheiro dentro dela.” Alguns desanimados com os problemas chegam a preferir a tempestade lá fora. Mas quando abandonam a arca para enfrentar os riscos dos vendavais que sopram sobre o mundo, enchem-se da comunhão com Deus e com seus irmãos.

Nas penitenciárias, o maior castigo imposto aos presos é o confinamento individual na solitária. Deus nos criou para vivermos em comunhão com Ele e uns com os outros. Apesar de todas as suas deficiências, encontramos na Igreja a força que nos é transmitida na companhia uns dos outros.

O sentimento de grupo, de não se estar só, de saber que outros estão no mesmo caminho, enfrentando as mesmas lutas, mas mesmo assim continuam juntos, é uma preciosidade para todos.

O fato de existirem muitas religiões e todas elas se proclamarem possuidoras da verdade, pode confundir muita gente. No entanto, a busca da verdade não é tão complicada quanto parece. O Senhor Deus é a única fonte de verdade. Sua revelação, a Bíblia, se encontra à nossa disposição para ser investigada e nas páginas desse livro sagrado encontramos conhecimento do caminho que Ele deseja que sigamos. Jesus chegou a prometer que o espírito da verdade nos guiaria a toda a verdade (João 16:13).

Todos aqueles que tiverem no seu íntimo o sincero desejo de andar no caminho indicado por Deus, não podem seguir as pegadas humanas, mas devem buscar com oração a direção certa. Há muitas pessoas enganando e ludibriando. Jesus advertiu que isto aconteceria pouco antes da Sua vinda. Lemos em Mateus 24:24: “porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grande sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos.” Portanto, não devemos aceitar as conversas e tradições humanas, mas devemos seguir aquilo que o Senhor nos revelou em Sua Palavra. Procedendo assim qualquer pessoa sincera chegará ao caminho verdadeiro que só Deus pode indicar.

No Salmo 55:22 encontramos mais uma forte razão para irmos a igreja: “Confia os teus cuidados ao Senhor, e Ele te susterá: jamais permitirá que o justo seja abalado”.

Os encontros periódicos com Deus em Seu Santuário nos permitem aliviar o coração do peso opressivo dos problemas, cuidados e aflições. O culto com os seus cânticos de louvor, as orações dirigidas ao Senhor e o cuidadoso estudo da Palavra, ajudam a curar muitas feridas, e diminuem as tristezas além de levarem conforto ao coração e manterem o ânimo em tempos de aflições e perplexidades. Certamente por conhecer essas bênçãos, Davi desejava estar para sempre na casa do Senhor (Salmo 23:6).

O navio Wieland, em uma de suas viagens, levava engaiolados um grande número de pássaros. Quando estava em alto mar, um dos pássaros fugiu. Levantando vôo, distanciou-se da embarcação e desapareceu. Desfrutando a liberdade em sua plenitude, a pequena ave cortava os ares batendo alegremente as asas. Passadas, porém, algumas horas, o pássaro apareceu de novo, se esforçando por alcançar o navio. Finalmente cansada e não encontrando lugar para ficar, pousou no convés da embarcação. Havia voado para bem longe, mas depois, com grande ansiedade buscava de novo o navio, já não mais considerando uma prisão, mas o seu querido lar.

Amigo ouvinte, a experiência desse pássaro ilustra o imenso drama vivido por milhares de pessoas que se afastam de Deus e da igreja. Cansados com as restrições que a religião parece impor, fascinados pela liberdade que o mundo oferece, abandonam a santa embarcação. E aqueles que não se perdem na amplidão do mal, podem regressar ao navio e desfrutar da comunhão com Deus e com os irmãos. Descobrem que a igreja lhes proporciona a mais perfeita liberdade para a prática de tudo que é bom e seguro. Foi por essa razão que Davi escreveu: “Vale mais um dia nos teus átrios do que mil em outra parte” (Salmo 84:10).

Embora a igreja possa nos proporcionar tantos benefícios, jamais nos esqueçamos: a salvação é um dom de Deus através de Jesus. A igreja não pode salvar ninguém. Ela nos ajuda em nossa caminhada para o céu, nos estimula a prosseguir ao lado de nossos irmãos, buscando os mesmos ideais eternos, mas salvação só em Jesus.

Que as razões apresentadas no estudo de hoje sejam um verdadeiro estímulo para que você possa estar em comunhão com Deus e a igreja, buscando sempre o caminho da verdade encontrado nas Sagradas Escrituras.

Pr. Montano de Barros

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Igreja e Temas Relacionados, Perguntas e Respostas Bíblicas, Pr. Montano de Barros, Sermões e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Por que Pertencer a Uma Igreja?

  1. Miguel Arcanjo Giarola disse:

    Sempre vi na igreja um lugar onde vou para restaurar a minha chama,que já está por apagar.Só que vejo tristemente o contrário.Toda vez que tenho ido a uma igreja adventista,tenho saido de lá pior do que tenho entrado.O que está acontecendo?Achei ter encontrado a igreja certa,mas vejo que a cada momento a coisa só desanda….Espero que aqueles que lerem este comentário, possam me incluir em suas oraçoes,pedindo ao PAI que possa interceder por mim….Obrigado…Miguel

  2. irmão leitor disse:

    Caro Miguel, estaremos orando por você, tando em família quanto em classe na Escola Sabatina.
    Que Deus seja a sua luz a cada dia.
    Aproveito e peço ao irmão que também ore por um estudo bíblico que faremos com um ex-padre.
    Você sabe, essa é uma situação bastante delicada. Ore por essa situação, por favor.
    Sucesso meu irmão!

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s