A Origem do Diabo

Nosso mundo está cheio de tragédias além da nossa imaginação. A Palavra de Deus nos revela claramente que uma inteligência mestra, invisível aos olhos humanos é responsável pelos crimes, ódio, guerras e todo pecado. É Satanás – o diabo.

A existência de Satanás é ensinada pelas Escrituras. O Novo Testamento menciona Satanás ou diabo, 71 vezes. A Bíblia fala dele como um perigoso inimigo do homem. Jesus cria num diabo real. Ele disse que o diabo é o pai do pecado e da mentira e que a mentira e a morte começaram com ele. João 8:44 conta: “Vós sois do diabo (referindo-se aos judeus que queriam matá-Lo) que é o vosso pai e quereis satisfazer-lhe aos desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere a mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.”

Mas de onde veio o diabo? Por estranho que possa parecer, Satanás veio do céu. Jesus disse: “Eu via a Satanás caindo do Céu como um relâmpago”. (Lucas 10:18). “Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti.” Ezequiel 28:15.

O profeta está se referindo a alguém que no seu estado de perfeição tinha um nome extraordinário: Lúcifer, que significa portador de luz. A Bíblia revela que ele era dotado de grande sabedoria e beleza, e ocupava a elevada posição de assistente de Deus. Ezequiel 28:14.

Usando seu livre arbítrio, esse elevado anjo aninhou o orgulho no coração. Ezequiel 28:17 conta: “Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor”. Lúcifer cobiçou a posição do próprio Senhor Deus: “Eu subirei ao Céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono… subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo.” Isaías 14:13 e 14.

O orgulho moveu Satanás a se rebelar contra o seu Criador. Usando então de sua extraordinária inteligência para o mal e empregando a mentira (ele é o pai da mentira), Satanás seduziu a terça parte dos anjos. (Apocalipse 12:3 e 4). Começou a discórdia e o descontentamento no Céu. Não sabemos por quanto tempo Deus, na sua longanimidade, os suportou por lá. Evidentemente Satanás e seus anjos recusaram o oferecimento do perdão que Deus lhes deve ter feito, como nos faz a nós homens, e persistiram no erro. Dessa maneira eles se confirmaram no pecado; foram além dos limites da misericórdia de Deus e tornaram-se irreconciliáveis inimigos do Seu Criador e do Bem.

Talvez você agora pergunte: “Mas, pastor, por que Deus não destruiu logo o diabo?”

Naturalmente quando Lúcifer começou sua obra maléfica, mentindo e enganando, os outros anjos não podiam compreender toda a extensão e enormidade do pecado, pois nunca existira pecado antes.

“Como poderiam os anjos acreditar que Lúcifer, a quem tinham altamente reverenciado, pudesse ofender ou torturar uma criatura de Deus, causar tristeza, dor, doença, agonia ou morte? Como creriam que, se conseguisse manter em seu poder a Cristo, açoitá-Lo-ia até Lhe sangrarem as costas; cravar-Lhe-ia as mãos com cravos cruéis, pendurando-O numa cruz para padecer morte lenta? Como esses anjos acreditariam que Lúcifer pudesse levar milhões e milhões a sofrerem tortura e cruciante agonia, e a fazê-los findar a existência terrena carbonizando-os aos poucos? Teria sido difícil demais, para os anjos, crerem nisso tudo!” (A Luta entre o bem e o mal, págs. 1 e 2).

O mau e perverso caráter de Satanás devia ser desmascarado para todos compreenderem os terríveis resultados do pecado. Então todo o Universo de Deus e os salvos cantarão: “Justos e verdadeiros são os Teus caminhos, ó Rei das nações.” Apocalipse 15:3.

Como resultado de sua rebelião contra Deus, Satanás e seus anjos foram expulsos do céu. Apocalipse 12:7 a 9 descreve a cena: “Houve peleja no Céu: Miguel e os Seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia não prevaleceram, nem mais se achou no Céu o lugar deles. E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a Terra, e com ele , os seus anjos.”

Adão e Eva, o primeiro par deste mundo recém-criado, receberam, das mãos do criador, um lindo lar, a promessa de filhos e o domínio sobre todos os animais (Gênesis, capítulos 1 e 2). Então Satanás tentou Adão e Eva. Dando ouvidos à voz de Satanás, desobedeceram a Deus.

Essa triste história é relatada em Gênesis, capítulo 3. Como conseqüência desse pecado, Adão e Eva perderam seu domínio e Satanás tornou-se o “príncipe deste mundo” João 12:31. Também o “deus” deste mundo (II aos Coríntios 4:4).

Por que Deus permitiu que Satanás tentasse a humanidade? A razão é simples. É porque Deus deseja que o homem O ame com inteligência, e não mecanicamente. Deus criou o homem à Sua imagem! Essa é uma grande revelação de amor! Criados à Sua imagem, seriam dotados de raciocínio, do poder de escolha: amar, ou deixar de amar. Somos livres para escolhermos o caminho que quisermos seguir: o bem o ou o mal. De outra forma seríamos autômatos – simples bonecos nas mãos de Deus.

Satanás empenha-se numa obra mortal contra o homem na qual emprega todo o seu poder, toda a sua sabedoria e astúcia, bem como todo o seu tempo. Na primeira carta, capítulo 5 versículo 8, o apóstolo Pedro adverte: “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como o leão que ruge procurando alguém para devorar.”

Mas não precisamos temer ao diabo. Jesus o venceu na cruz do calvário e a vitória de Cristo é nossa, pela fé. No poder de Jesus podemos vencer o mal e o pecado. Em Jesus há segurança e vitória!

Pr. Montano de Barros
About these ads

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Origem do Mal e Temas Relacionados, Pecado, Pr. Montano de Barros, Sermões e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A Origem do Diabo

  1. irmão leitor disse:

    Na Meditação Matinal de EGW, de 12.07.2002 – “Cristo Triunfante”, pág. 200, está escrito no meio do primeiro parágrafo: “Lançado fora do Céu, Satanás decidiu estabelecer um reino na Terra e conquistar para o seu lado a raça humana”.

    Esse tema é maravilhoso! Embora a rebelião recém criada por Lúcifer, Deus não mudou Seu plano de criar a Terra. Mesmo com o problemão criado pelo agora Satanás, Deus não mudou. Isso é magnífico! E mais: Lúcifer ainda exercia seu poder de livre arbítrio. Deus nem isso tirou. Satanás quis vir para cá, e veio. Quem deveria exercer o poder de escolha para que ele aqui não se estabelecesse era Adão.

    O grande conflito seria resolvido sem que Deus usasse o poder compulsório. O amor era, é e sempre será a base das ações de Deus. O Plano da Redenção revelado imediatamente em Gênesis capítulo 3, e consumado no Calvário, é a resposta de amor desse Deus maravilhoso que temos.

  2. W. Frank disse:

    Apreciei muito seu comentário, Irmão Leitor. Fiquem com Deus

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s