Evangélicos Comemoram: PEC 23/2007 Não É Aprovada

PEC 23/2007 entrou em pauta pela segunda vez, depois de ser aprovada na primeira votação, e foi rejeitada com 2 votos a favor e 39 contra.

A votação da proposta, que prevê a inclusão da orientação sexual no rol dos direitos fundamentais previstos na Constituição, ocorreu nesta terça-feira, e precisaria de 42 votos a favor para ter quorum e ser aprovada.

Mas, desta vez, depois de mobilizações por parte dos evangélicos contra a intenção “sutil” contida na proposta em “benefício aos homossexuais”, os deputados mudaram suas posições para a votação.

O presidente da Alerj, deputado Paulo Mello, também votou contra a proposta, não sendo favorável à sua volta à pauta de votações e discussões da casa neste ano.

No último dia 09 o pastor Silas Malafaia, enviou uma nota para a imprensa alertando que a proposta de emenda à Constituição do Estado do Rio de Janeiro, a PEC 23/2007 era também inconstitucional.

O projeto estava em trâmite na Assembleia Legislativa, e ficou conhecida como a “PLC 122 carioca”. Pastores e deputados evangélicos aderiram à movimentação e fizeram intensa campanha contra a proposta.

Na primeira votação, a maioria dos deputados evangélicos votaram a favor da proposta. Entre eles até o irmão de Silas Malafaia, Samuel Malafaia, votou a favor.

“Fizeram isso não porque apóiam essa emenda, mas por não terem observado minuciosamente a proposta. Tanto que foram os próprios parlamentares cristãos que me alertaram. Agora eles estão empenhados para que essa emenda não seja aprovada na segunda votação”, disse Malafaia.

Nesta terça-feira, durante o dia, diversos manifestantes e lideranças evangélicas estiveram no plenário para protestar contra a aprovação do projeto. Estiveram no plenário o pastor Marcos Gregório, do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, e representantes da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, do pastor Silas Malafaia.

Também fizeram presença diversos manifestantes pró-gays que almejavam a aprovação da PEC 23/2007.

No final da votação, os deputados favoráveis à aprovação do projeto, falaram de preconceito, homofóbia e declararam até que o estado é laico após a rejeição. Já os deputados que votaram contra agradeceram ao presidente da casa e ao criador do projeto, deputado Gilberto Palmares (PT-RJ), pela cordialidade do debate.

Fonte: The Christian Post

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Homossexualismo e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Evangélicos Comemoram: PEC 23/2007 Não É Aprovada

  1. Martini disse:

    Até que enfim uma conquista! Esses gays estão querndo demais! As mulheres levaram quase um século para garantir alguns direitos fundamentais e ainda não conseguiram alguns direitos claros na constituição e na área trabalhista, e os gays querem tudo em tão pouco tempo.Que Deus ilumine nossos políticos, para saberem votar, com sabedoria, alguns itens, dessa carreata de favores, que estão fazendo em pról da perversão. Abraços!

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s