Pode um Morto dar Conselho?

Meu pai foi um homem bom, honesto, trabalhador, cumpridor dos seus deveres, mas morreu, você que é religioso, poderia me dizer: Onde ele está?

Alguns dizem que ele já está no céu.

Bem se ele está no céu, será então ele está me vendo?

E eu posso fazer contato com ele?

Outros me garantem que eu posso falar com o meu pai. Teve até uma pessoa que me disse que se meu pai tinha apenas o conhecimento religioso, mas como dizem: não era praticante. Se de vez em quando ia a igreja, de vez enquanto dava uma esmola, então ele não está no céu, ele está no purgatório, um lugar intermediário, fica entre o céu e o inferno.

Será que existe purgatório?

Inferno isso não! Eu não imagino meu pai no inferno.

Meu pai viveu apenas 70 anos, mesmo que ele tenha pecado muito, seria Deus tão exigente a ponto de deixar uma pessoa que viveu 70 anos no pecado, passar uma eternidade num lago de fogo?

Ou será que morreu e pronto, acabou?

Igual a este exemplo que contei, tem muita gente por aí que se encontra buscando respostas. Afinal de contas, o que acontece com quem morre?

Para onde vão os mortos? É possível conversar com quem já morreu?

O que a Bíblia tem a nos dizer sobre consultar os mortos?

Dizem que na vida a única certeza é a morte! A morte é uma realidade que mais cedo ou mais tarde iremos nos deparar.

E como a morte é democrática!

Democrática? Como assim?

É a morte é democrática, porque ela atinge a todos, crianças, jovens e velhos, ricos e pobres, pessoas de todas as classes sociais, de todas as raças.

Como está escrito em Romanos 5:12 “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.”

Não existe uma única pessoa neste mundo que não tenha passado pela experiência de alguém próximo, ou amigo ou da família que a morte tenha levado. E quando a morte chega ela traz com ela: separação, dor, lágrimas, um sentimento de perda indescritível. Ela deixa um vazio.

A hora mais triste da cerimônia fúnebre é o momento em que o caixão é fechado, e vai descer para dentro da tumba. Quando a primeira pá de terra é jogada sobre o caixão. E se cumpre o que Senhor disse: “até que tornes a terra, porque dela foste tomado, porquanto és pó e ao pó te tornarás: Gênesis 3:19

E mesmo que já tenhamos derramado muitas lágrimas, não sei de onde, aparecem mais lágrimas!!!

E como não chorar?

Diante da morte até Jesus, o doador da vida chorou. Um dos versos da Bíblia mais fácil de decorar, apenas duas palavras: “Jesus chorou” está escrito em João 11:35

A morte pode fazer uma pessoa chorar, uma família, uma comunidade, uma cidade, uma nação inteira chorar.

O Brasil inteiro chorou no dia 1º de Maio de 1994. Aquele domingo foi muito triste. Com Ayrton Senna os domingos eram emocionantes. Aos domingos, milhões de brasileiros ligavam a TV para torcerem não para um time, ou mesmo para a seleção brasileira de futebol, o Brasil parava diante da TV para torcer por uma pessoa. Ayrton Senna do Brasil, havia resgatado o orgulho nacional, era só ele entrar na reta final e já ouvíamos os primeiros acordes do “tema da vitória”. E ao cruzar a linha de chegada, receber a bandeirada, Ayrton Senna tinha o costume de se aproximar de algum torcedor e pegar uma bandeira do Brasil e com uma das mãos segurava a bandeira e com outra o volante, não importava o tamanho da bandeira, podia ser uma bandeirinha comum ou uma bandeirona. Se fosse grande, depois de subir ao pódio, ele ás vezes até se enrolava na bandeira, e com orgulho todos cantávamos o hino nacional.

Mas, numa fatalidade, aquele que tantas alegrias havia dado aos brasileiros, agora era um corpo inerte no chão, e os para-médicos tentavam, faziam de tudo para reanimá-lo, a cena do acidente era repetida várias vezes na TV. Na curva chamada Tamburello, Senna que como ninguém sabia acelerar na curva para usar a força centrifuga a seu favor para que o carro ganhasse mais aderência á pista, repete o gesto, feito com maestria nos treinos, mas desta vez, o carro passou reto na curva, o choque foi inevitável, o barulho foi ouvido, a torcida emudeceu. As vozes que gritavam agora clamavam, mãos que aplaudiam agora eram colocadas na posição de quem fazia uma prece, orações, rezas, todos á sua maneira suplicavam para que um milagre acontecesse. O helicóptero chegou e o levou, fico pensando na família de Ayrton Senna, sua mãe, seus irmãos, assistindo aquilo pela TV!

Depois de Ayrton Senna a Fórmula 1 nunca mais foi á mesma. Os domingos nunca mais foram os mesmos. No seu enterro, do velório até o cemitério o caixão circulou pelo carro de bombeiros, o povo acompanhava aos soluços, muitos choravam alucinados, a morte não respeitou a unanimidade, o desejo da grande maioria esmagadora e levou repentinamente o herói do Brasil.

POR QUÊ A MORTE CAUSA TANTA DOR?

Não fomos feitos para morrer! Por isso não aceitamos a morte, ela não é algo natural, a morte traz separação e para amenizar a dor da perda a falta que faz a pessoa que faleceu, para aliviar o sofrimento de perda, desviamos os nossos pensamentos do foco e alimentamos a idéia de que melhor seria que o seu ente querido estivesse em um lugar tendo noção de tudo o que está acontecendo, de que a pessoa continua nos vendo, e poderíamos continuar conversando com ela. Isso ajuda a suportar a morte. A morte é algo que incomoda não fomos feitos para morrer.

A morte sempre foi um tema que despertou a curiosidade e interesse das pessoas. Mesmo nas civilizações antigas a morte já era tema de estudo e nas culturas egípcia, grega, dos incas e dos maias, acreditava-se que a morte era a passagem desta vida para uma outra vida. Os egípcios faziam verdadeiros monumentos à morte, afinal as pirâmides nada mais eram que os túmulos dos faraós, que ao morrerem eram sepultados com suas riquezas, mulheres e escravos para que pudessem usufruir numa outra vida, dos privilégios adquiridos nesta vida.

Mas em meio a tantas informações como saber a verdade sobre a morte? Existe uma esperança para quem morre e conforto para os que estão sofrendo a perda de alguém que partiu?

Sim a reposta é sim!

A Bíblia tem uma mensagem de esperança e conforto a respeito da morte, e mais que isso, só a Bíblia tem a verdade, e não achismo e especulação.

Veja o que está escrito em 1º Tessalonicenses 4:13 “Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança“.

E é isso que queremos mostrar a você, a verdade.

Você quer realmente saber a verdade sobre o que acontece com aqueles que morrem? Você quer saber a verdade se é possível conversar com alguém que já morreu? Pode um morto dar conselhos?

Talvez você esteja dizendo ou pensando: O que ele vai me dizer? Que isto é mentira!

Porque são tantas as pessoas que dizem que já conversaram com mortos, com seus parentes, que já receberam recados, orientações, cartas psicografadas, eu mesmo já passei por uma experiência assim.

Realmente, nem eu, nem ninguém podemos afirmar que todos os que passaram pelas experiências para-normais estejam inventando suas histórias. É certo que a grande maioria destes que afirmam de fato passaram por uma experiência sobrenatural. Algum espírito realmente falou com eles.

Mas a questão é: Foi de fato um seu parente?

O pai, a mãe, o esposo, a esposa, o filho, o irmão?

Tem uma história na Bíblia que exemplifica e explica, esclarece muito bem o que aconteceu com todas estas pessoas, e o que talvez esteja acontecendo com você.

A liderança do povo havia desejado ser igual ás outras nações,1º Samuel 8:5 “dá-nos, pois, agora, um rei sobre nós, para que nos governe, como o têm todas as nações.”

Nós somos assim mesmo, queremos ser como os outros, queremos ser parecidos com os outros,

Aí então que entra Saul na história.

A Bíblia fala em 1º Samuel 9:2 deste personagem “Saul, moço e tão belo, que entre os filhos de Israel não havia outro mais belo do que ele; desde os ombros para cima, se destacava de todo o povo.”

Quando o profeta Samuel viu a Saul o Senhor que falava com o profeta lhe disse: 1º Samuel 9:17 “…Eis o homem de quem eu já te falara. Este dominará sobre o meu povo.”

Saul como você pode ver, Saul foi escolhido por Deus para ser o primeiro rei de Israel, no dia da sua coroação a Bíblia diz em 1º Samuel 10:1

“Tomou Samuel um vaso de azeite, e lho derramou sobre a cabeça, e o beijou, e disse: Não te ungiu, porventura, o SENHOR por príncipe sobre a sua herança, o povo de Israel?”

O óleo representava o Espírito Santo que Deus estava colocando sobre Saul, para ser o rei do povo de Israel. Então Deus o escolheu e o ungiu, o capacitou para ser o rei de Israel.

Uma pessoa escolhida por Deus para uma missão especial, ser o rei do povo escolhido por Deus.

Durante um período Saul foi um rei escolhido, por Deus para cuidar do povo escolhido por Deus. Deus escolhe pessoas, mas Deus respeita tanto o nosso livre arbítrio, a nossa liberdade de escolha, que mesmo as pessoas que são escolhidas por Deus, tem a liberdade de rejeitar as escolhas ou o plano de Deus para ele.

Têm o direito de escolher ser escolhido ou não, e mesmo que tenham escolhido a Deus, poderão a qualquer momento, desde que queiram, rejeitar o plano de Deus e dizer:

— Resolvi que não quero mais ficar do teu lado Senhor.

O povo de Israel tinha sido escolhido por Deus para serem um povo diferente, enquanto todas as nações tinham vários deuses, adoravam o sol, a lua, as estrelas, adoravam a Baal, a Dagon, e uma infinidade de deuses, o povo de Israel adorava um único Deus. Por isso as outras nações consideravam o povo de Israel um povo fraco, pois tinham um único Deus.

Enquanto as outras nações usavam de feitiçarias, encantos, magia, e consultavam os espíritos dos mortos, o povo de Deus adorava a Deus e consultava o profeta escolhido de Deus como o seu representante na cerimônia de culto e adoração.

Durante um ano Saul esteve à frente do povo, consultando a Samuel o profeta e tudo o que o profeta dizia, Saul fazia. Porém depois de um ano de progresso, de vitória sobre inimigos mais fortes e com muito mais experiência de guerra, Saul se deixou ser dominado pelo seu ego, e começou a achar que era a sua sabedoria, a sua capacidade de liderança que estava fazendo com que o progresso do povo de Deus estivesse ocorrendo tão rápido.

E num momento em que o inimigo do povo de Deus se aproximou com 30 mil carros e 7 mil cavaleiros, (1º Samuel 13:5) Saul esperou que o profeta viesse para fazer o culto e a cerimônia de purificação dos soldados para a batalha, Samuel disse que iria depois de 7dias, e por algum motivo Samuel não pode vir, o que Saul fez?

Saul mesmo tomou o lugar de Samuel e ofereceu o holocausto. Saul sabia que apenas o sacerdote podia fazer tal cerimônia. Mesmo ele sendo o rei era da tribo de Benjamim e apenas da tribo de Levi poderia vir o sacerdote. Era uma determinação de Deus, Saul podia ser rei, mas jamais poderia ser sacerdote.

Mesmo assim Saul não fez questão de respeitar a ordem de Deus. Nas outras nações os reis tinham o que se chama de poder absoluto, quando um rei falava ninguém podia contradizer, mas o rei do povo de Deus tinha que ser submisso a Deus e ao seu representante direto que era o profeta.

Quando Saul estava terminando a cerimônia, o profeta Samuel chegou e disse:

1º Samuel 13:11 e 12 “O que você fez? Você desobedeceu ao Senhor!”

Saul tentou se justificar, dizendo que o que havia feito era para benefício do povo. Mas demorou muito, Deus pediu a Samuel que dissesse a Saul que era pra “ batalhar com o povo amalequita e não poupar a ninguém, nem pessoas, nem mulheres, e nem crianças, e nem rebanho e não pegar nada daquele povo” (1º Samuel 15:3)

Você pode achar que isso era cruel da parte de Deus. Mas Deus apenas pediu que o povo de Israel usasse de justiça, porque os amalequitas estavam há muitos anos fazendo aquilo com as nações mais fracas e indefesas. Deus estava usando o povo de Israel como libertador dos indefesos.

Saul reuniu duzentos e dez mil homens e prendeu o rei Agague, rei dos amalequitas, mas ao contrário do Deus havia pedido, poupou a vida do rei e escolheu o melhor do seu rebanho de gados e ovelhas também.

Às vezes nos esquecemos de uma característica que só Deus tem, a Onisciência, Deus sabe tudo sobre todos e no capítulo 15:10 e 11 de 1º Samuel lemos “Então veio a palavra do Senhor a Samuel dizendo: Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; PORQUANTO DEIXOU DE ME SEGUIR, e não executou as minhas palavras…”

Foi quando Samuel procurou a Saul e perguntou a ele se ele havia feito o que o Senhor ordenara, e Saul mentiu e disse que sim que havia executado a vontade do Senhor, e Samuel então perguntou:1º Samuel 15:14 e 15 “Que barulho é esse que ouço? Não é o balido de ovelhas e o mugido de vacas? E Saul mentiu mais uma vez e disse: achamos melhor poupar o melhor do rebanho pra oferecer ao Senhor”

Samuel então disse 1º Samuel 15:22 “Obedecer é melhor do que sacrificar”

Quantas pessoas estão tão dispostas a fazer sacrifícios, a carregar uma cruz de madeira, a subir escadas de joelhos, mas quando o Senhor diz: Dá-me o teu coração, assuma um compromisso comigo, a resposta é: Não! Agora Não, mais tarde quem sabe!

De que estava adiantando a orientação de Deus se Saul não estava obedecendo?

Este é o grande erro de muitos, sabem o que devem fazer, e não fazem. Sabem qual é a vontade de Deus, mas preferem fazer a sua própria vontade.

E o profeta Samuel disse a Saul 1º Samuel 15:23 “Como você rejeitou a Deus, ele também te rejeitou para que não sejas mais rei”

Quando Saul ouviu aquilo, segurou na roupa de Samuel e exigiu que Samuel ficasse com ele, e segurou com tanta força na roupa de Samuel que acabou rasgando a roupa do profeta e ficou com um pedaço na mão, e veio então a sentença : “Hoje o Senhor tem rasgado de ti hoje o reino de Israel e tem dado a outro próximo de ti e melhor que tu” (v.28)

Saul começou a chorar e a implorar, Samuel ficou com pena do rei, e Samuel se foi e a Bíblia diz: “E foi-se Samuel e nunca mais viu Samuel a Saul, até o dia da sua morte.” 1º Samuel 15:35

Samuel foi orientado por Deus a escolher um outro rei, e escolhido então foi Davi.

Pouco tempo depois, o profeta Samuel que já era bem idoso morreu.

Conforme a Bíblia diz em Efésios 4:27 diz “não deis lugar ao diabo”. Saul usou da sua liberdade de escolha e se desviou dos caminhos do Senhor, rejeitou ouvir os conselhos e orientação de Deus. Ao desprezar o Espírito Santo, um outro espírito ocupou o lugar que estava sem Deus.

1º Samuel 16:14 a 17 e 23 “Tendo-se RETIRADO de Saul O ESPÍRITO do SENHOR, da parte deste um espírito maligno o atormentava. Então, os servos de Saul lhe disseram: Eis que, agora, um espírito maligno, enviado de Deus, te atormenta. Manda, pois, que teus servos, que estão em tua presença, BUSQUEM UM HOMEM QUE SAIBA TOCAR HARPA; e será que, quando o espírito maligno, da parte do SENHOR, vier sobre ti, então, ELE A DEDILHARÁ, E TE ACHARÁS MELHOR. Disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que SAIBA TOCAR BEM e trazei-o.”

E sucedia que, quando o espírito maligno, da parte de Deus, vinha sobre Saul, DAVI TOMAVA A HARPA E A DEDILHAVA; ENTÃO, SAUL SENTIA ALÍVIO E SE ACHAVA MELHOR, E O ESPÍRITO MALIGNO SE RETIRAVA DELE”.

Acredito que foi aqui que veio aquele ditado: QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA!

Talvez parece uma surpresa pra você a Bíblia repetir por tantas vezes a expressão : Um espírito mal da parte de Deus, atormentava o rei” mas veja o seguinte:

Saul o primeiro rei de Israel havia recebido a unção (o Espírito Santo) 1º Samuel 10:1 mas ele:

1º) Rejeitou a Deus

2º) Desobedeceu a Deus

3º) Desprezou a companhia do profeta de Deus

4º) Mandou matar a Davi que poderia ajudá-lo

5º) Tentou matar Davi

6º) Não desviou do mal

7º) Não resistiu à tentação (a inveja, o orgulho, o egoísmo…)

E quando nós não ouvimos o que o Espírito Santo diz, nós estamos rejeitando o próprio Deus, Hebreus 3:7 e 8 “ Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração como foi na provocação, no dia da tentação no deserto,”

Saul ao se afastar de Deus deixou o coração vazio para ser preenchido pelo inimigo de Deus.

Deus respeita o nosso direito de escolha, o nosso livre arbítrio, Deus não nos obriga a segui-lo. Como diz em Apocalipse 3:20 “Eis que estou a porta e bato, SE ALGUÉM OUVIR A MINHA VOZ E ABRIR A PORTA, ENTRAREI em sua casa e com ele cearei e ele comigo.”

Saul sabia como poderia vencer o espírito do mal, bastaria apenas obedecer a Deus como Tiago que diz: Tiago 4:7 “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; MAS RESISTI AO DIABO, E ELE FUGIRÁ DE VÓS” . FOI SAUL QUE SE DESVIOU DOS CAMINHOS DO SENHOR, E POR ISTO O ESPÍRITO SANTO O DEIXOU, E ENTÃO UM OUTRO ESPÍRITO OCUPOU O LUGAR QUE ESTAVA VAZIO, ESTAVA SEM DEUS.

A Palavra de Deus nos adverte em 1ª Pedro 5:8 “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge buscando a quem possa tragar”

Ele desprezou a presença do Espírito Santo na sua vida, quando se diz um Espírito da parte de Deus, seria o mesmo que dizer:

Bem Satanás eu fiz tudo pelo Saul, procurei estar ao seu lado, procurei ajudá-lo orientá-lo, mas ele não quer a minha companhia, então como ele está escolhendo a você, como ele no uso da sua liberdade de escolha preferiu a sua companhia, é com tristeza no coração que eu vou permitir que você Satanás o meu lugar no coração de Saul.

Mas mesmo assim Saul ainda teve a sua oportunidade, bastaria ele ter continuado a ouvir a música de Davi, ter buscado a companhia novamente do espírito de Deus, ma veja só onde Saul foi parar.

1º Samuel 28 Saul e a Pitonisa.

5 Vendo Saul o acampamento dos filisteus, foi tomado de medo, e muito se estremeceu o seu coração.

6 Consultou Saul ao SENHOR, porém o SENHOR não lhe respondeu, nem por sonhos, nem por Urim, nem por profetas.

7 Então, disse Saul aos seus servos: Apontai-me uma mulher que seja médium, para que me encontre com ela e a consulte. Disseram-lhe os seus servos: Há uma mulher em En-Dor que é médium.

8 Saul disfarçou-se, vestiu outras roupas e se foi, e com ele, dois homens, e, de noite, chegaram à mulher; e lhe disse: Peço-te que me adivinhes pela necromancia e me faças subir aquele que eu te disser.

9 Respondeu-lhe a mulher: Bem sabes o que fez Saul, como eliminou da terra os médiuns e adivinhos; por que, pois, me armas cilada à minha vida, para me matares?

10 Então, Saul lhe jurou pelo SENHOR, dizendo: Tão certo como vive o SENHOR, nenhum castigo te sobrevirá por isso.

11 Então, lhe disse a mulher: Quem te farei subir? Respondeu ele: Faze-me subir Samuel.

12 Vendo a mulher a Samuel, gritou em alta voz; e a mulher disse a Saul: Por que me enganaste? Pois tu mesmo és Saul.

13 Respondeu-lhe o rei: Não temas; que vês? Então, a mulher respondeu a Saul: Vejo um deus que sobe da terra.

14 Perguntou ele: Como é a sua figura? Respondeu ela: Vem subindo um ancião e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel, inclinou-se com o rosto em terra e se prostrou.

15 Samuel disse a Saul: Por que me inquietaste, fazendo-me subir? Então, disse Saul: Mui angustiado

Você já parou pra pensar porque a médium disse a Saul.

— A quem quereis que eu faça subir?

Subir? Bem se o profeta Samuel estivesse no céu ele deveria descer, não é verdade?

Então fica a questão:

Se não era Samuel que apareceu a Saul quem era então?

2º Coríntios 11:14 e 15

14 E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz.

15 Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme as suas obras.

Bem se Satanás tem poder até para se transformar em anjo de luz, será que ele não poderia também se transformar em um parente meu que já morreu?

Porque ele faria isso?

Com que objetivo?

O que a Bíblia diz sobre quem fala com mortos?

Deuteronômio 18:10 a 12

10 Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;

11 nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos;

12 pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR, teu Deus, os lança de diante de ti.

Isaías 8:19 “Quando vos disserem: Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos?”

Se não é o seu parente, se não é o seu pai,o seu filho, quem pode ser?

Vemos claramente neste texto que Deus abomina aqueles que consultam os mortos.

Não podemos discutir a sua existência, que existem isso é um fato. Por isso algumas pessoas dizem:

Ah, eu não acredito, só acredito se ver!

A questão é que não podemos acreditar nem se ver.

O médium seria um intermediário entre os espíritos desencarnados e as pessoas.

São pessoas que tiveram á mediunidade desenvolvida, e assim eles podem interpretar, traduzir o que os espíritos têm pra nos dizer.

E sobre a psicografia?

Eu recebi uma mensagem do meu parente?

Bem era realmente o meu parente?

A pergunta então é: Se não era o Senhor, quem poderia ser então?

Como só existem duas fontes de inspiração ou Deus ou o inimigo de Deus. Só poderia ser o poder do mal.

Por esta razão a Bíblia é tão enfática quanto a consultar os mortos.

Quem vai consultar os mortos, está na realidade consultando o próprio inimigo de Deus.

Você pediria conselhos ao inimigo se Deus?

Você acha que buscar orientação de Satanás é o ideal?

Alguns acham que o que importa é ouvir a voz do meu ente querido!

A saudade é tanta que o que eu quero é ouvir a voz, se possível ver!

Mas o texto Bíblico é claro: Eclesiastes 9:5 e 6”

5 “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, porque a sua memória jaz no esquecimento.

6 Amor, ódio e inveja para eles já pereceram; para sempre não têm eles parte em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.”

A Bíblia é clara quando diz que eles não tem parte alguma com o que acontece debaixo do sol, ou seja aqui na terra. Porque eles estão incomunicáveis.

A Bíblia fala que quando se morre o corpo vai para a sepultura Salmos 146:4 “Sai-lhes o espírito, e eles tornam ao pó; nesse mesmo dia, perecem todos os seus desígnios.

É a naquele momento, no momento da morte perecem, acabam, terminam todos os seus desígnios, vontades, desejos, pensamentos. Porque cessaram todas as atividades cerebrais. É o cérebro que comanda os sentidos do corpo. A visão, a audição, o tato, por essa razão a pessoa não pode ver, ouvir, ou sentir qualquer coisa.

O grande problema, o que causa a confusão é quando nós separamos aquilo que Deus não separou e jamais vai separar. O corpo, do espírito. Sempre que existir vida tem que existir um corpo.

Não importa de que tipo, mais tem que ter. O apóstolo Paulo deixa isso muito claro em 1º Coríntios 15: 35 a 40

35 “Mas alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? E em que corpo vêm?

Só há um jeito de alguém que está morto voltar a ver, ouvir e falar, ele precisa de um corpo. Pra falar precisa de boca, pra ver precisa de olhos, pra andar precisa de pernas, e pra comandar tudo isso precisa de um cérebro. E só um jeito de um morto ter um outro corpo é através da ressurreição.

36 Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer;

37 e, quando semeias, não semeias o corpo que há de ser, mas o simples grão, como de trigo ou de qualquer outra semente.

38 Mas Deus lhe dá corpo como lhe aprouve dar e a cada uma das sementes, o seu corpo apropriado.

39 Nem toda carne é a mesma; porém uma é a carne dos homens, outra, a dos animais, outra, a das aves, e outra, a dos peixes.

40 Também há corpos celestiais e corpos terrestres; e, sem dúvida, uma é a glória dos celestiais, e outra, a dos terrestres.

Como Paulo foi didático e esclarecedor, ele disse o corpo dos peixes próprio para quem vive na água, é coberto de escamas, o das aves é coberto de penas e plumas, mas o nosso é totalmente diferente mas todos os seres vivos precisam de um corpo. E ele até diz: Que existem corpos terrestres e corpos celestes.

Anjo têm corpo, Deus também tem um corpo, nós fomos feitos a sua imagem e semelhança.

Vemos em 1º Samuel 31:4 a 6

4 Então, disse Saul ao seu escudeiro: Arranca a tua espada e atravessa-me com ela, para que, porventura, não venham estes incircuncisos, e me traspassem, e escarneçam de mim. Porém o seu escudeiro não o quis, porque temia muito; então, Saul tomou da espada e se lançou sobre ela.

5 Vendo, pois, o seu escudeiro que Saul já era morto, também ele se lançou sobre a sua espada e morreu com ele.

6 Morreu, pois, Saul, e seus três filhos, e o seu escudeiro, e também todos os seus homens foram mortos naquele dia com ele.

Que fim trágico teve Saul!

Este é também o fim de todo aquele que despreza a Deus e busca conselhos na fonte errada.

Fonte: Adventismo em Foco

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Espiritismo, Estado do Homem na Morte e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s