Homossexuais Podem Ser Curados !

O testemunho que você está prestes a ler foi escrito por um pastor adventista, que usa o pseudônimo de Victor J. Adamson, para proteger sua identidade. Ele escreveu seu testemunho em grande parte como resposta ao artigo “Are Homosexual God’s Children? São os Homossexuais Filhos de Deus?” que apareceu na Adventist Review de Abril de 1997. O artigo, como indicado acima, via a homossexualidade como uma orientação hereditária permanente que não pode ser mudada.

Adamson não partilha desta opinião. A história de sua peregrinação da escravidão à liberdade mostra que, pela graça de Deus “Homossexuais podem ser curados!”. Eu acredito que você gostará de ler este testemunho. Sinta-se livre para compartilhar com seus amigos.

Se você tivesse me perguntado há nove anos, porque eu tinha escolhido ser gay, eu teria respondido a você como eu fiz inúmeras vezes antes, “Eu não escolhi ser gay! Eu escolhi ser um cristão adventista do sétimo dia. Eu escolhi ser educado nas escolas cristãs Adventistas do Sétimo. Eu escolhi ser um estudante missionário. Eu escolhi me graduar e pós graduar em Teologia com distinção. Eu escolhi me casar com uma jovem adventista. Eu escolhi ter filhos adventistas do Sétimo Dia. Eu não escolhi ser gay! Eu finalmente cheguei ao confronto com a realidade e aceitei o fato de que eu era gay. cheguei a acreditar que eu nasci gay”.

Durante anos depois de minha “saída” do armário e experimentando a separação devastadora do meu lar, eu duvidava que alguém me dissesse que a minha “condição” era uma questão de escolha. Eu tinha feito todas as “escolhas” certas na minha vida. Embora lutando com os anseios irritantes do meu coração, eu tinha orado incessantemente para que Deus “Criasse em mim um coração puro, e renovasse um espírito reto dentro de mim.” Eu queria que Deus me ajudasse a amar e ser apaixonado pela minha esposa. Mas, todos os meus esforços foram em vão.

Por fim, eu sucumbi àqueles anseios lancinantes e cai na vida “gay” de relações homossexuais, totalmente convencido de que a minha “condição”, ou “comportamento”, não era o resultado da minha escolha deliberada. Que cristão estaria disposto a optar por estar tão radicalmente fora de sincronia com a sociedade e a igreja? Eu tinha de ser a vítima do meu próprio ambiente, ou eu simplesmente nascera assim.

Meus pais, amigos e familiares todos pensavam em mim como uma pessoa gentil, amável e atenciosa com os outros. Aos seus olhos eu era inteligente, simpático, cortês e talentoso em muitas áreas. Acima de tudo, eu era conhecido por ser profundamente espiritual.

As Tensões do Meu Estilo de Vida “Gay”

Ao entrar no estilo de vida “gay”, eu ainda vivia de acordo com essa imagem, só que eu já não era mais “profundamente espiritual.” Recusei-me a ser um hipócrita. Não havia nenhuma maneira que eu pudesse conciliar a minha homossexualidade com o chamado para fazer parte do povo remanescente que ama a Deus e guarda os seus mandamentos. Para mim a Bíblia era muito clara ao ensinar que “os sodomitas” não entrarão no Reino de Deus (1 Coríntios. 6:9).

Olhando para trás nos anos gastos no estilo de vida “gay”, eu posso honestamente dizer que minha vida se tornou cheia de comportamentos nojentos, depravados e pervertidos. Como todo homossexual que eu conhecia, fiquei lascivo e obcecado por sexo. Em público e entre os amigos, porém, mantia magistralmente a imagem de uma pessoa decente, gentil, atenciosa, educada, amorosa e adorável.

Antes de voltar para Deus, por dezesseis anos eu O culpava por tudo de errado com minha vida, especialmente a minha homossexualidade, porque eu tinha orado para que Ele a tirasse de mim, e ele não o fez. Assim, eu raciocinava, que a culpa de eu ser gay era de Deus e não minha.

Durante esses egoístas anos de “amor”, de promiscuidade, de prazer, de auto-exaltação e auto-satisfação, sentia muita solidão, miséria e sofrimento. No entanto, meus pais e famíliares nunca me fizeram sentir que eu não fosse amado, apreciado, ou aceito. Em Sua misericórdia e paciência, o Senhor cooperava com os membros da minha família para me revelar o verdadeiro significado do amor incondicional para comigo, um pecador, sem condenar meu estilo de vida pecaminoso. Eles manifestaram seu amor incondicional e aceitação, não só para mim, mas também para com os meus amigos e amantes. A sua aceitação incondicional de mim demonstrou o significado das palavras de Jesus: “Nem eu te condeno.”

Em sua aceitação amorosa, no entanto, eles não descartaram o resto da declaração de Jesus: “vá e não peques mais” (João 8:11).

Algumas Perguntas Inquietantes, e um Sonho

A aceitação incondicional dos meus familiares me levaram a parar de culpar a Deus por minha condição. Em vez disso, comecei a olhar honestamente para mim. Afinal, pensei, eu posso culpar a Deus por toda a minha vida e ainda estar perdido. Eu me perguntava: “Qual é o ponto: fingir que não existem consequências para o meu estilo de vida, ou que eu poderia ser salvo apesar disso?” Aos poucos, percebi que eu estava enganando a mim mesmo. Eu precisava parar de correr e de me esconder de Deus, em vez de buscar orientação na Sua Palavra.

A declaração “Todos os que se esforçam por desculpar ou esconder seus pecados, permitindo que permaneçam nos livros do Céu, sem serem confessados e perdoados, serão vencidos por Satanás” (O Grande Conflito, pág 620), parecia falar com a minha própria situação. Aquele era eu. Eu tinha me tornado totalmente vencido por Satanás.

Comecei a pensar: “Não seria trágico me achar algum dia fora da Nova Jerusalém, com uma “boa desculpa”. Por muitos anos fiquei perturbado com um sonho recorrente no qual eu experimentei o horror de estar perdido, enquanto eu olhava para o rosto de Jesus, que vinha nas nuvens de glória. Aparentemente, Jesus usou este sonho para chegar a mim, um homossexual, dizendo: “Meu filho, dá-me o teu coração, antes que seja tarde demais.” Aliás, desde que voltei para ele, eu nunca experimentei outra vez o pesadelo deste sonho!

Jesus nos adverte sobre o destino dos ímpios, dizendo: “Apartai- vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos; …” (Mateus 7:23, 25:41). Tragicamente, o lago de fogo irá conter um número incontável de pessoas a quem Deus ama incondicionalmente. Ele os ama tanto que deu o seu Filho unigênito, para que eles não precisassem morrer. Mas eles optaram por rejeitar o dom da vida eterna. Deus honrou a escolha deles. O resultado é a eterna separação da fonte da vida eterna.

O Desafio de Começar uma Nova Vida

No raciocínio e lógica infantil, eu orava estudando a Palavra de Deus para encontrar qualquer justificativa para a minha homossexualidade, ou o remédio para ela. Por mais que tentasse, não conseguia encontrar justificativa em qualquer lugar na palavra de Deus para continuar meu estilo de vida homossexual. Quanto mais eu estudava as Escrituras mais eu me convencia de que Deus criara o casamento como a união de um homem com uma mulher, tornando os dois uma só carne.

A relação íntima de um homem com um homem ou uma mulher com uma mulher não pode cumprir o propósito de Deus para o casamento. Além disso, a Escrituras condenam relacionamentos do mesmo sexo como “abominação” (Lv 20:13), que vai impedir a entrada no Reino de Deus (1 Coríntios 6:9-10). Estes e outros textos me convenceram de que não havia nenhuma maneira para mim legitimar o meu estilo de vida homossexual.

Era presunçoso para mim viver como se eu tivesse o dom da vida eterna, quando, na realidade, eu estava consciente recebendo o salário do pecado a “morte”. Quando eu comecei a ponderar o meu destino eterno, gradualmente, fiquei convencido de que minha vida tinha que ser mudada. Mas, me sentia impotente para fazer essa mudança. Em retrospecto, posso compreender que a sensação de impotência resultante da minha violação aos princípios morais de Deus, era concebida para despertar em mim a realização da minha necessidade de um Salvador.

No meu desespero eu encontrei conforto no fato de que Deus é o Criador onipotente e Re-Criador de nossas vidas. Através da iluminação da Sua Palavra e do poder capacitador do Seu Espírito, senti que eu poderia ser purificado e curado. Eu vim a perceber que não importa se eu nasci homossexual ou se eu tinha escolhido me tornar um. Todos os descendentes de Adão nascem com tendências para o pecado. Ganhei confiança na promessa de que a graça de Deus poderia permitir-me superar as tendências pecaminosas tanto as herdadas como as cultivadas.

Conforme eu continuava a estudar e orar, sentia mais e mais o amor incondicional de Deus por mim, que era homossexual. Percebi que não importa quão pecador meu passado tivesse sido, Deus podia perdoar e purificar-me. O que eu precisava fazer era desenvolver um ódio pelo pecado e um amor pela verdade e pela justiça.

Foi-me dada a garantia em 1 Coríntios 6:9-11 que eu poderia ser curado de minha homossexualidade. Paulo fala deste pecado, entre outros, quando ele diz: “E tais fostes alguns de vós [pretérito], mas fostes lavados [tempo presente], mas fostes santificados, mas fostes justificados em nome do Senhor Jesus, [Como?] pelo Espírito do nosso Deus”.

Como eu continuei a minha auto-avaliação, eu vim a perceber mais e mais que eu tinha estado enganado em pensar que eu estava vivendo uma vida de liberdade, quando na realidade eu estava em uma terrível escravidão. O que eu precisava desesperadamente, não era a liberdade da lei de Deus, mas a liberdade da escravidão do pecado: a minha perversão sexual viciante. Essa liberdade se tornou possível graças à habilitação da graça de Deus, que pode trazer “cativo todo pensamento à obediência de Cristo” (2 Coríntios 10:5). Agradeço a Deus por Sua maravilhosa graça, que restaurou um pecador como eu para a família de Deus e fez de mim um membro produtivo trabalhando em Sua causa.

Talvez o maior desafio de começar uma nova vida, fosse convencer meus companheiros crentes adventistas que, pela graça de Deus eu já não era um homossexual. Minha atitude e orientação sexual tinham mudado. Como era angustiante para mim ouvir ministros e leigos desacreditarem a minha experiência de conversão, dizendo: “Claro, eu acredito na vitória sobre o pecado. Mas as pessoas nunca deixam de ser gay! Nunca ninguém que saiu do estilo de vida gay, permaneceu em linha reta por mais de dois anos! Cuidado com ele e mantenha suas crianças longe dele”. Tais críticas revelam uma falta de fé no poder de Deus para perdoar e purificar os pecadores penitentes de todas as práticas pecaminosas, inclusive a homossexualidade.

Questionando a Alma

Os comentários sarcásticos que muitas vezes ouvi de outros crentes, me levaram a questionar a minha alma e a freqüentemente me perguntar: “Teriam os meus sentimentos e emoções em relação aos homens milagrosamente mudado devido a minha conversão? Será que eu realmente experimentei uma mudança radical de atitude, uma mudança psicológica na minha orientação sexual? Ou, ainda tenho a mesma orientação sexual?

Estas questões são de extrema importância para aqueles que estão sinceramente buscando a libertação do pecado de qualquer natureza que nos assedia. Elas merecem uma explicação definitiva. Mas a resposta nem sempre é fácil de encontrar, especialmente quando alguém, como eu, passou por uma experiência traumática. Eu terminei o meu relacionamento com o homem que eu amava profundamente. Meus sentimentos e emoções em relação a ele, não tinham mudado, mas a minha atitude para com o Homem Jesus Cristo e os ensinamentos da Palavra de Deus tinham mudado radicalmente.

A luta de uma Nova Vida

Estando diante de uma escolha entre o meu amante e o homem Jesus, eu decidi seguir o meu Salvador, independentemente das consequências. Como as palavras do hino popular, para mim, tornou-se uma questão de “confiar e obedecer.” Comecei a confiar no meu Criador, sabendo que o “Pai realmente sabe o que é melhor.” E nessa confiança cada vez maior, comecei a obedecê-lo, apesar dos meus sentimentos e emoções, sabendo que Sua vontade para mim era para minha própria felicidade presente e eterna.

Eu aceitei a verdade bíblica de que “o justo viverá pela fé”, não por sentimentos e emoções. Na prática deste princípio bíblico, descobri que os sentimentos e emoções corretos não surgem de imediato. Eles chegam aos poucos, aprendi a aceitar pela fé a vontade do meu Criador para minha vida. Se eu tivesse esperado até conseguir uma vitória sobre minhas inclinações pecaminosas antes de confiar e obedecer a Cristo, então eu já não precisaria de um Salvador!

Como homossexual, eu precisava ser salvo dos meus pecados, exatamente como um cônjuge infiel, um ladrão, um assassino, ou um mentiroso precisa ser salvo dos seus pecados. A salvação do pecado não é uma conquista humana, mas uma provisão da graça divina. É um trabalho de terapia, reprogramação e redirecionamento divinos.

Deixando para trás o amor da minha vida pecaminosa, entrei em meu novo mundo como um indefeso bebê, recém-nascido. Como uma criança começa sua vida com tendências hereditárias para o mal, eu comecei a minha nova vida com todas as tendências que eu havia cultivado durante a minha vida anterior. Mas, confiando em Deus, meu Pai e Cristo, meu Salvador, eu renunciei a minha homossexualidade e me submeti as diretivas divina e comunhão buscada dentro da família de Deus.

Um princípio importante que eu aprendi foi a “proteger o meu novo ambiente.” As tendências herdadas e cultivadas para o mal são como um leão faminto procurando a quem possa tragar. Essa “besta” deve morrer de fome, enquanto o Cordeiro de Deus, deve ser alimentado e cultivado. O mal deve ser substituído com o bem. Os sentimentos e emoções pervertidos podem ser gradualmente substituídos por sentimentos e emoções corretos quando seguimos as instruções estabelecidas para nós, no “Manual do Operador” dado pelo Criador da sexualidade.

A nova luta que enfrentei quando eu decidi virar as costas a tudo e todos que eu tinha conhecido, me fez lembrar da luta que enfrentei quando fugi de Deus no início da minha vida. Eu tive que me separar totalmente da cena e estilo de vida gay, fugindo deles para minha própria vida, como que fugindo das condenadas Sodoma e Gomorra.

Eu comecei uma nova vida rodeando-me de tudo o que eu sabia ser certo para mim. E não era necessariamente tudo que eu queria ao meu redor! Mas, nenhum cristão pode se dar ao luxo de depender do que o faz se sentir bem. Nem eu poderia! A mente espiritual é para governar e trazer em sujeição a concupiscência da carne.

Guardando as Avenidas da Minha Mente

Eu aprendi a importância de guardar bem as vias para a minha mente, ao não me colocar no caminho da tentação. Isto implica ser cuidadoso em relação ao que eu vejo, ao que leio e ao que eu ouço. Isto requer uma determinação diária para não dar a Satanás uma vantagem sobre mim. Como o apóstolo Paulo, também eu, devo “morrer diariamente” (1 Coríntios 15:21), “subjugando o meu corpo, e o reduzindo à submissão, para que, depois de pregar a outros, eu mesmo não venha a ficar reprovado” (1 Coríntios. 9:27 ).

E quando Satanás plantar estes pensamentos e desejos impuros no coração, (e ele o faz), Deus permite que Sua graça seja suficiente para a minha luta contra a homossexualidade. Sua graça permite-me, como Paulo coloca, a trazer “cativo todo pensamento à obediência de Cristo” (2 Coríntios. 10:5). Eu pratico usando o meu poder de escolha para “virar a página” e “mudar de assunto”. Deus me ajuda a fazer isso, quando eu coloco a minha vontade em Suas mãos.

A injunção bíblica de “Sujeitai-vos pois, a Deus. Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tiago 4:7), tornou-se muito significativa para mim. Quando tentado, repito as palavras de Filipenses 4:8: “tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”.

Outro princípio que eu aprendi a colocar em prática é aceitar com gratidão o dom de uma companheira que me foi dispensada por Deus. No Jardim do Éden, Deus criou uma mulher, não um homem, como uma companheira para Adão. Em Sua infinita sabedoria e amor Deus deu ao homem o dom de uma mulher para estar ao lado dele. Não havia alternativa melhor. Deus não cometeu nenhum erro. Ele sabia o que estava fazendo quando Ele criou uma parceira para o homem.

Deus fez um grande esforço para proporcionar ao homem o dom maravilhoso de uma mulher. Alguns dos homens têm torcido o nariz a este dom, “deixando o uso natural da mulher, se inflamando em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro” (Rm 1:27). Eu era um deles. Será que Deus deixou de me amar? Não! Claro que não! Ele continuou a me amar embora eu tenha escolhido usar a minha sexualidade para amar um homem, em vez de uma mulher. É com grande desapontamento que o Criador vê os homens perverterem o destino de sua sexualidade.

Não é pecado uma pessoa viver sem o dom de um parceiro conjugal. Por diversos motivos muitas pessoas acabam vivendo suas vidas sem os prazeres do casamento. Também é errado para as pessoas entregarem-se a um comportamento sexual fora do casamento. E é errado para nós, homens, pervertermos o dom da nossa sexualidade, que foi projetado para uma função procriativa e relacional. É igualmente errado para uma mulher cobiçar e desejar outra mulher a quem Deus criou para o homem. Levou tempo para eu aprender a ser grato a Deus pelo que Ele tem provido para o meu melhor interesse.

Superando a Homossexualidade

O segredo para vencer o pecado da homossexualidade, ou de qualquer outro pecado que nos assedia, encontra-se em ajudar alguém a superar o pecado. Essa premissa é baseada no princípio bíblico de felicidade: A verdadeira felicidade vem em ajudar alguém a ser feliz: Jesus em primeiro lugar, os outros em segundo, você por último.

José, longe de casa na terra de seu cativeiro, nunca se esqueceu deste princípio. “Como posso eu cometer este grande mal e pecar contra Deus?” , ele gritou quando ele fugiu da tentação da esposa de Potifar. Sua preocupação não era “o medo do castigo”, nem era “a esperança de recompensa.” Não, sua fidelidade na obediência resultou em desgraça e confinamento em um calabouço. A preocupação de José era uma total obediência a vontade e a honra do seu Deus, independentemente das consequências. Ele também amou e honrou seu mestre Potifar, pondo os interesses do seu senhor acima dos seus.

Todo o exército celestial estão centrados sobre a felicidade e bem-estar dos outros, incluindo eu e você. Exceto o homem pecador, todos os seres não caídos vivem para o benefício do resto da criação. Este princípio tem sido de grande valia no processo de recondicionar a mim mesmo do meu antigo estilo de vida homossexual. Ajudou-me a abandonar a velha prática da auto-satisfação, buscando o cumprimento dentro do domínio sagrado do casamento.

Ao praticar estes e outros princípios bíblicos, tornei-me totalmente à vontade na minha nova vida como heterossexual. O pensamento de voltar a minha antiga vida tornou-se estranho e repugnante para mim. Submeter-me ao recondicionamento e terapia divina tem realmente resultado em uma nova criação. E Eu me regozijo nas palavras de Paulo sobre a minha nova vida em Cristo: “Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo” (2 Co 5:17 ).

Por que os cristãos devem duvidar de que essa promessa possa ser verdade para o homossexual, bem como para qualquer outra pessoa? Minha nova e vitoriosa vida heterossexual é um testemunho do poder de Deus para salvar as pessoas da profundidade de seus pecados. E eu O louvo todos os dias por demonstrar o poder da Sua graça em perdoar, limpar e renovar a minha vida.

Pela limpeza e renovação de minha vida, o Salvador encomendou-me com as mesmas palavras que Ele falou ao endemoninhado limpo em Marcos 5:19, “Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes o quanto o Senhor te fez, e como teve misericórdia de ti”. Assim, eu gosto de contar a história através da palavra falada e de minha autobiografia publicada, de como o Senhor me resgatou das profundezas da degradação, para uma nova vida de serviço para Ele.

Essa história de minha peregrinação da escravidão para a liberdade, é projetada para incentivar não só os homossexuais em busca de libertação divina, mas também alguém lutando com o assedio de pecados de qualquer natureza. Neste testemunho eu compartilho os princípios bíblicos que me ajudaram a ganhar a vitória sobre a homossexualidade e agora a me sustentar na heterossexualidade.

Para encerrar eu gostaria de testemunhar que minha vida não foi alterada por meio do raciocínio humano, lógica, filosofia e aconselhamento, mas através da Palavra de Deus e da graça salvadora de Jesus Cristo. Por Sua graça, este pródigo filho homossexual foi libertado de seu pecado e redirecionado para uma vida produtiva e frutífera , para um novo tipo de serviço como um adventista do sétimo dia e ministro do evangelho. Estou alegremente casado e com filhos.

Eu louvo ao Senhor por Sua compaixão, piedade e maravilhoso poder me salvando da minha vida de pecados! Para aqueles que acreditam que os homossexuais nunca mudam, eu posso dizer: “Sim, eles podem mudar ! O poder transformador e a graça de Deus pode torná-los inteiros. Isto é o que Ele fez por mim.”

Texto extraído da newsletter Endtime Issues No. 57, do já falecido Samuele Bacchiocchi, Ph. D. Professor aposentado de Teologia da Universidade Andrews, publicado em seu site Biblical Perspectives. Crédito da tradução: Blog Sétimo Dia https://setimodia.wordpress.com/

Anúncios

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Artigos Traduzidos - Samuele Bacchiocchi, Cura, Homossexualismo, Perdão e Temas Relacionados e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

35 respostas para Homossexuais Podem Ser Curados !

  1. ACHEI A MENSAGEM MARAVILHOSA,POIS EU SEI QUANDO HÁ ARREMPENDIMENTO, HÁ REMISSÃO DE PECADOS, POIS O NOSSO DEUS É LONGÂNIMO EM PERDOAR. TENHO UM COLEGA DE TRABALHO QUE É HOMOSSEXUAL , ESTOU COMN VONTADE DE MOSTRAR ESSA MENSAGEM PARA ELE , MAS ESTOU RECEIOSA .

  2. Seventh Day disse:

    Olá Valdineide,

    Se você se sente receosa, pode enviar essa mensagem para ele por e-mail. No final do post existe a opção de envio da mensagem por e-mail, basta clicar lá e adicionar o e-mail da pessoa.

    Deus a abençoe !

  3. Pingback: Homossexuais Podem Ser Curados ! (via SÉTIMO DIA) | Adventismo em Foco

  4. Mônica disse:

    Tenho pena de pessoas que acham que a homossexualidade é algo curável. Deveriam ver a Bíblia como ela é, um livro de lições morais errôneas e completamente preconceituoso. Se a Bíblia diz que o amor entre duas pessoas do mesmo sexo é pecado, vocês não têm de condenar o homossexualismo; deveriam é parar de lê-la.

  5. Gustavo 7 disse:

    Execelente esse Testemunho desse pastor! Incrivel!Deus seja louvado!

    Como obter a vitória sobre o pecado?

    Ao ler Mateus 4.1-11, certamente o amigo reparou que, para cada tentação, Jesus tinha uma única resposta: ’Está escrito’!

    ”A resistência à tentação deve partir do homem, que, por sua vez, deve obter de Deus o poder.”(Desejado de Todas as Nações, pág. 677).

    Deve, antes, entender que todo o mandamento, que se encontra na Bíblia, é nada mais, nada menos que uma promessa divina! A fé no poder da Palavra lhe dará a vitória!

    Se, no momento da tentação, você citar a Palavra, com fé em Seu poder divino, ela criará em sua mente o conteúdo daquele mandamento. Por exemplo: Se alguém deseja vencer o ‘estopim curto’, bastaria citar com fé: “Está escrito: Não matarás.” E a vitória, sobre o nervosismo, será dele, instantaneamente! Se tentado a mentir, você poderia citar: “Não dirás falso testemunho”, a fim de ser vitorioso sobre a falsidade! Simples! Mateus 21.21-22. E funciona!

    Como sabemos, os atos repetitivos formam um hábito; e os hábitos formam o caráter. E esse determina o nosso destino eterno! Em cerca de 21 dias, é-nos possível alterar um hábito. Mudando os hábitos, muda-se o caráter. E a vitória está ganha! Pela fé na Palavra [Jesus]!.( Livro: Como Realmente Ser Poderoso)

    ”A resistência à tentação deve partir do homem, que, por sua vez, deve obter de Deus o poder.”(Desejado de Todas as Nações, pág. 677).

    Fonte:http://www.citeapalavra.com.br
    http://www.ellenwhitebooks.com/( Livros como ”Santificação”, ”Mensagens Escolhidas ”que fala sobre a ”Encarnação” A Plenitude da Humanidade de Cristo.” No Deserto da Tentação”, O Desejado de Todas as Nações e muitos outros. Leiam a Palavra de DEUS É Poder.
    http://megatomaz.blogtok.com/blog/19027//
    E os livros dos pastores Waggoner e Jones também falam muito mais em detalhes como vencer as tentações pelo Poder da Palavra de Deus. Waggoer e Jones foram apoiados por Ellen White veja:” O Coração da Última Mensagem de Deus

    Vários me escreveram, indagando se a mensagem da justificação pela fé é a mensagem do terceiro anjo, e tenho respondido: “É a mensagem do terceiro anjo, em verdade.” Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 372.

    Em Sua grande misericórdia, enviou o Senhor preciosa mensagem a Seu povo por intermédio dos pastores [E. J.] Waggoner e [A. T.] Jones. Esta mensagem devia pôr de maneira mais preeminente diante do mundo o Salvador crucificado, o sacrifício pelos pecados de todo o mundo. Apresentava a justificação pela fé no Fiador; convidava o povo para receber a justiça de Cristo, que se manifesta na obediência a todos os mandamentos de Deus. ”
    AMÉM!

  6. Mariana disse:

    Lamentável, alguém que se diz curado de ser gay. Se o problema do mundo fosse o amor entre as pessoas, seja entre homens e mulheres ou pessoas do mesmo sexo, com certeza não haveria guerras. Heterosexuais participam de micaretas, saem beijando a todos e ninguém contesta, porém dizem que gays são pervertidos. Quantos casais heterosexuais conhecemos e são infelizes em seus casamentos, traem. A Bíblia diz que quem trai (Mateus) deve ter seu olho arrancado. Isso acontece? Gays não são inférteis, ao contrário, muitos querem e tem filhos ou mesmo adotam. Não desrespeitam a sociedade, pagam seus impostos como quarquer ser, tem moral, ética. Uma pena a sociedade ser tão hipócrita!

  7. Giusepe Lopes disse:

    Levítico 18,22 “Não te deitarás com um homem como se deita com uma mulher”
    Essa é a palavra de Deus! Não me venham dizer que 2+2 são cinco. Não é e pronto. Sabemos também que esse pecado pode ser perdoado pois não é uma apostasia. Cada um que tenha essa prática abominável procure forças em Cristo que pode nos libertar de todo mal.

  8. Doidivanas disse:

    Fico triste e ao mesmo tempo feliz com a declaração do pastor. Triste por não ter acontecido o mesmo comigo e feliz por ele estar bem em sua nova condição. Espero que seja fiel a sua esposa e esteja conseguindo purgar os pensamentos homossexuais que, certamente, ainda fazem parte dos seus pensamentos. Fui adventista por longos 10 anos, era feliz, contudo, minha orientaçào sexual nunca condisse com os ensinamentos da igreja. Se fiquei 10 anos na igreja, 10 anos passei orando, dobrando joelhos, me dedicando as atividades da igreja para esquecer da minha condição. Tentei um ou dois relacionamentos com alguma garota, sem sucesso. Chegou um momento que percebi que estava me anulando e que, parecia, Deus não me ouvia. Resolvi me afastar. Sinto falta do convivio com os irmãos de fé, mas percebo que estou menos doente psicológicamente depois de ter me afastado. Estou praticamente “casado” a quase 3 anos com meu atual companheiro. Temos uma afinidade que nunca imaginei ter com alguém. Por certo o pastor deve ter sofrido muito quando deixou seu companheiro que tanto amava. Eu, quando acontecer e for a hora, talvez não esteja mais com meu namorado que tanto amo, mas enquanto isso a troca de carinho de amor de cumplicidade é verdadeira e me faz um bem enorme. Não consigo imaginar, apesar do conhecimento profundo da Bíblia que tenho, Deus dizendo “Aparta-te de Mim pois AMASTE um homem e não és merecedor do reino dos céus”.

  9. Max disse:

    É sempre a mesma coisa. Infelizmente existem muitos homossexuais mal resolvidos que insistem em viver uma vida de heterossexual, Exemplo é esse pastor, observem que ele fala “tornei-me totalmente à vontade na minha nova vida [como heterossexual]”. Ele não fala que Deus o transformou em heteressexual, ele fala claramente que vive uma “vida de heterossexual”. Ou seja, ele mesmo admite que vive algo que ele não é. Ou seja vive uma mentira!

    Por que o pseudônimo? Por que esse pastor esconde o seu nome? Qual o problema? Ele tem vergonha do seu testemunho?

    Sabem porque são omitidos os nomes? Pois eu vou contar o porquê: Pois se forem revelados os nomes deles, as pessoas vão confiirmar que depois de alguns anos, todos esses ex-gays se tornam ex-ex-gays!

  10. Nany disse:

    Deus seja louvado por isso
    Esse testemunho me ajudou a intender e a tirar algumas duvidas, vejo que o amor de DEUS é real, pois ele abomina o pecado mais ama o pecador,sei que nao é facil aceitar o fato de estar fazendo algo que nao é espiritualmente correto, principalmente quando esse ato lhe proporciona prazer (te da paz)

  11. Fernanda disse:

    Gostaria de sugerir-lhes a leitura do livro “Imagens Partidas” de Leanne Payne. Minha visão sobre homossexualidade mudou bastante depois de lê-lo. Com certeza irá ajudá-los a entender alguns mecanismos psicológicos em andamento detro de você ou de alguém que você ama.

    http://www.4shared.com/document/M__cpBPT/Imagens_Partidas.html

  12. Max disse:

    por que meu comentário não foi publicado?
    Estou sendo censurado, porque?

  13. Olá Max,

    Qual a data do seu comentário? Ele continha links? Se continha links pode ter caído em nossa caixa de spams, vou verificar. Nós apenas censuramos aqui neste espaço, comentários que sejam desprovidos de educação ou espírito cristão. Por favor aguarde que verificaremos o que houve com seu comentário.

  14. Max,

    Acabamos de buscar baseados em seu IP, se havia algum comentário seu retido em nossa caixa de spam ou em nossa lixeira. Não havia nada seu em nenhuma delas. Muito possivelmente ocorreu alguma falha no envio do comentário. Por gentileza, se desejar o fazer, envie novamente seu comentário, para que possamos publicá-lo.

    atenciosamente,

    Moderação Blog Sétimo Dia.

  15. Max disse:

    Nunca afirmei que um homossexual não possa viver uma vida de heterossexual. Pode sim. Aliás há muitos por ai. O que estou falando é que eles nunca deixam de ter desejos homoafetivos. E viver uma vida falsa que não é a sua, isso sim, é pecado, pois a pessoa mente para si mesma, mente para sociedade, para a mulher, para os filhos e para Deus. Tenho pena de gente assim.
    O que está sendo falado aqui neste blog, não passa de um método de neurolinguística de condicionamento, uma forma de adestramento mental. Por mais que eles neguem, eles sabem que continuam tendo desejos, apesar de terem casado e terem filhos.

    Esse proprio pastor em seu relato, fala de um suposto “estilo de vida gay”. O que ele vivia, na verdade, era uma vida desrregrada, como ele mesmo fala “depravada”. O problema, portanto, não é a homossexualidade em si, mas o estilo de vida promiscua que ele levava. Independentemente, se hétero ou homo, esse tipo de vida desregrada leva a problemas psicológicos, como depressão entre outros. Ele mistura as coisas, para provar um falso ponto de vista. Acho isso lamentável e triste.

    Os homossexuais sofrem muito, mas não por que são homossexuais. Sofrem por causa da (o)pressão social, religiosa, da familia, no trabalho etc. Um jovem tem que enfrentar tudo isso sozinho. Se não existisse o preconceito, a violência, o estigma social, e perseguição, eles estarim numa boa, vivendo sua vidas normalmente, sem problemas, felizes. Por isso que digo, toda a violência na sociedade, nasce da intolerância religiosa de centenas de anos atrás introduzidas na sociedade e repassadas de geração a geração. Mas felizmente hoje, estamos entrando em uma época, em que cada vez há mais pessoas questionando essas “Verdades” pregadas na igreja. E poi isso, o desespero dos religiosos fundamentalistas.

    Outra coisa, antigamente, para se referir a um homem homossexual podia se usar o termo eunuco. A palavra “homossexual” foi criada há bem pouco tempo. Por isso, sempre digo, o melhor exemplo é o de Jesus, que nunca falou nada contra a homossexualidade, pelo contrário. Leia o texto inteiro da passagem de Mateus 19 : 12, lá está bem claro, que Jesus está falando de relações humanas, num primeiro momento de homem-mulher e depois ele fala dos eunucos que assim nasceram. E, ainda, faz uma alerta, de quem nem todos estão prontos para aceitar essa verdade!
    Falo para ler o texto inteiro, pois existem muitos textos fundamentalistas, que citam um verso isolado, às vezes, uma pequena frase solta da Bíblia para provar algum ponto de vista. Mas quando vamos ler o texto integralmente percebemos claramente que o texto original está falando de outra coisa completamente diferente. Esse texto aqui desse pastor, só para citar um exemplo, ele cita ““Apartai- vos de mim, malditos, .…” (Mateus 7:23, 25:41). Falaciosamente colocado no meio do texto, para supostamente tentar dizer que Jesus condenaria a homossexualidade. Por isso, amigos, sugiro que leiam a passagem completa, e você mesmos, vão confirmar que Jesus direcionou estas palavras justamente para os religiosos da igreja! Que ironia!

    Os fundamentalistas afirmam que sodomita é sinônimo de homossexual. Maior mentira. Antes de Tomas de Aquino, essa palavra nunca teve essa conotação. Antigamente as cidades não eram como são hoje. As cidades eram inimigas, e as pessoas de outras cidades eram consideradas estrangeiras. Essas cidades viviam em guerra entre elas. E era normal estrangeiros serem estuprados. Era uma forma de humilhação, ou até mesmo, punição. Além disso, Sodoma já estava condenada, antes de tal evento ter ocorrido. Portanto, o que se está falando de verdade nesta passagem é sobre o estupro.

    Aproveitem e leiam o texto http://pt.wikipedia.org/wiki/Homossexualidade_na_B%C3%ADblia
    Uma explicação sobre as diferentes traduções ao longo dos anos.

    Hoje já não dá mais para aceitar esse tipo de pregação que fala de um deus que é “amor”, e que dá “livre-arbítrio” às pessoas, mas se elas não fizerem o que esse deus determina, no dia do Juízo Final, então essas pessoas vão ser enviadas ao “inferno” para viver em “eterno sofrimento”. Isso é um deus de amor?!

    Jesus, em sua época, falou às pessoas que julgavam as outras: quem não tem pecado, que atire a primeira pedra.
    Mas se fosse hoje, Jesus falaria: quem não tem pecado, que aponte o primeiro versículo!

  16. Max,

    Ninguém deve julgar a ninguém por ser homossexual, esse julgamento cabe a Deus e a Deus somente, e ele deixou muito claro na Bíblia, o que acontecerá com quem não abandona esse pecado e muitos outros que ele especificou. Diante disso, cada qual façam suas escolhas, o Deus da Bíblia, foi muito claro em suas recomendações, infelizmente os incautos distorcem as palavras divinas, reinterpretando recomendações por demais claras, para sua própria perdição. Só há um Deus, esse deus do pode tudo, certamente é uma farsa, que aqueles que não querem largar seus pecados acariciam, para poderem viver suas vidas com a consciência tranquila, se é que para esses isso seja possível. Qdo digo isso, digo em relação a todos os pecados, incluindo o homossexualismo tbém, que é apenas mais um entre tantos pecados que a bíblia menciona que devem ser abandonados se quisermos ser salvos.

  17. Max disse:

    Sra. Sétimo Dia,

    Vc cita:
    > “Deus da Bíblia”. Mas “Deus” de qual tradução vc está se referindo?
    O que percebemos que “Deus” mudou de idéia, conforme as traduções foram feitas…

    Os fundamentalistas religiosos usam certas passagens mas esquecem de falar que essas mesmas passagens já tiveram outras traduções e entendimento diferente do atual, o qual dizem que deus condenará os homossexuais para sofrer eternamente no fogo do inferno! (Com esse deus que vc prega, nem precisa de Satanás?!)
    A verdade é que em algum momento da história da igreja, os líderes religiosos se reuniram e decidiram pela tradução homofóbica, mas isso não quer dizer que seja verdade.

    >”cada qual façam suas escolhas” – homossexualidade não é escolha. É inato. Ninguém pode ser condenado por sentir determinado sentimento. Ninguém pode ser condenado só por que ama outra pessoa, e essa pessoa é do mesmo gênero.

    Sra. Sétimo Dia, vc que gosta de seguir a Bíblia literalmente, me responda uma pergunta já feita a vc no outro blog, o qual vc não respondeu. Afinal vc realmente acredita que Deus acha a mulher IMUNDA quando menstruada?

  18. Max,

    Cada pessoa se ilude com aquilo que lhe convém. A palavra de Deus meu amigo é verdadeira, as igrejas não são homofóbicas por Deus deixar claro que homossexualismo é um pecado, o qual se a pessoa não abandonar não entrará em seu reino. Isso é o que Deus diz em sua palavra, não as igrejas, escuta e segue o conselho divino quem quer ser salvo. Não entrarei na questão da imundicie da mulher, se você tiver interesse depois posso lhe enviar por e-mail o comentário bíblico sobre a imundície da mulher. Não estou te julgando por sua condição de homossexual, mas Deus o julgará por este pecado, como também julgará todas as pessoas que não quiseram abandonar seus pecados, antes o acariciaram mediante as mais equivocadas desculpas. Livre arbítrio meu amigo é para isso, cada pessoa escolhe seu caminho, as consequencias no final podem ser trágicas, dependendo da escolha que é feita, e quando se trata de nossa salvação, nada neste mundo justifica nossa teimosia em querer continuar no erro, quando a palavra de Deus é clara como água cristalina sobre este assunto.

    Que Deus o abençoe e você possa usar seu livre arbítrio para escolher o caminho estreito que conduz a salvação, e não pegar os atalhos de gente que quer justificar seus pecados e não abandoná-los !

  19. Max disse:

    …nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem malakoi, nem arsenokoitai… herdarão os reino de Deus”

    — I Coríntios 6:9-10

    Esta passagem em que São Paulo, para alertá-los de seus erros, lembra da lei judaica aos cristãos de Corinto, tem sido alvo de intensas discussões quanto a sua tradução. As palavras malakoi e arsenokoitai ao longo dos séculos têm sido traduzidas de forma bem distintas.
    Quanto a palavra malakoi (que literalmente significa “mole”, “macio”) já houve versões bíblicas que a traduziram como “depravados”, “pervertidos”, “efeminados”, “efebos”, “meninos prostitutos” e algumas versões modernas chegaram até mesmo a falar em “homossexuais”. Entretanto, até a Reforma no século XVI e no Catolicismo no século XX, pensava-se que tal palavra significasse “masturbadores”…

  20. Max disse:

    Sra. Sétimo dia: Eu só queria que vc respondesse pontualmente a esses questionamentos.

    Me explique as traduções da Bíblia. Por que tanta diferença?
    Porque a tradução atual é considerada a “vontade de Deus” e a outras não?
    Deus vai julgar as pessoas por algo que as pessoas não escolhem sentir? É esse o deus de amor que vc prega?

    Quanto à palavra IMUNDA, vc não se posiciona aqui, porque vc sabe que vai cair em contradição. Vamos falar aqui abertamente para todo mundo ver.
    A tua fé é tão frágil assim que tens medo de discutir em público?

    PECADO é viver uma falsa de vida de heterossexual. Mas, ABOMINÁVEL é usar Deus para dissiminar o preconceito!!

  21. Alcedyr disse:

    Eis o que está na Bíblia:

    “E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.” Gênesis 1:27.

    “Homem e mulher os criou; e os abençoou e chamou o seu nome Adão, no dia em que foram criados.” Gênesis 5:2.

  22. Max disse:

    Alcedyr, Deus nunca disse que o amor só existe entre homem e mulher!

  23. Otaviano disse:

    Boa tarde irmãos e irmãs,
    Praticamente tudo que se refere à bíblia é alvo de controvérsias e isso é indiscutível. Do contrário, não existiriam tantas denominações religiosas que encontram dentro da bíblia justificativa para seus credos, encontram amparo bíblico “legal” para as suas teorias e doutrinas rsrs. A homossexualidade aqui muito bem discutida, leva em consideração muitos fatores a serem analisados. Acho que devemos considerar a diversidade de culturas, estilo de vida, o nível de escolaridade etc. Estou convicto de que há amor sim entre homens e mulheres do mesmo sexo etc etc etc etc … Agora por favor, me ajudem a raciocinar, porque eu não consigo ver nada errado em dois homens ou duas mulheres se amarem, estão se amando como um homem e uma mulher se amariam, onde está o problema, o pecado, a abominação, a repugnância disso? Confesso que já procurei, isso foi algo que já me massacrou muito, não sou leigo dentro da bíblia, eu era Testemunha de Jeová, e os adventistas aqui, sabem da analogia que há entre as TJs os ASD. Acredito que nem todas as pessoas que passaram por aqui tiveram a oportunidade de estudar antropologia ou cadeiras de sociologia etc etc etc, e não quero aqui tornar enfadonha a leitura desse post, o fato é que se a meia dúzia que dita as regras nas igrejas, e diga-se de passagem enriquecem às custas dos fiés, tivesse um pouco de conhecimento secular e não fossem tão fanáticos, as coisas seriam vistas de modo diferente. Não há num relacionamento homossexual algo que fira a ÉTICA ou a MORAL, a ética senhoras e senhores é inalterável, a moral sim é mutável em acordo com as culturas. Como muitos aqui devem saber, a prática homossexual em outras civilizações era algo bastante aceitável, nossa cultura é diferente, simplesmente. É como comer carne de cachorro, aqui achamos repugnante mas na ásia não. E as pessoas nascidas dessa ou daquela cultura nascem condicionadas a pensar muitas vezes como seus genitores, de modo que acham que tudo é pecado, inclusive a homossexualidade. Grandes pensadores, desbravadores, cientistas, e pessoas notáveis do passado, pensaram diferente dos de sua geração, naquele tempo riram da cara deles, cuspiram, foram chicoteados, massacrados, esfolados. Bom, quero apenas aqui dividir com vcs as minhas dúvidas e incertezas e também certezas, nesse mundo parece que nunca chegaremos a conclusões definitivas sobre esse ou aquele assunto. Fato é que D’us amou tanto esse mundo que nos mandou seu filho pra nos salvar, e Jesus em sua infinita bondade pelo ser humano se doou, deu sua vida. Então, vamos exercer fé em Jesus, no seu sacríficio de resgate e sejamos felizes, e vivendo conforme a ética bíblica, pq se fossemos viver debaixo da lei que está lá escrita estaríamos regredindo. Algum irmão aqui quiser me ajudar a ver as coisas de outra maneira estou à inteira disposição. Bom, vamos ver o q se escrevem adiante. Até.

  24. Otaviano,

    Infelizmente muitos dos que se dizem cristãos, não crêem plenamente na inspiração bíblica. Ou a Bíblia é 100% a palavra de Deus, ou ela é meramente mais um livro entre tantos outros. Quem se julga Cristão, deve crer 100% na Bíblia, que é o livro Sagrado do Cristianismo e não apenas crer nas partes que não entram em choque com o próprio estilo de vida. Se uma pessoa não crê 100% na Bíblia, ela não pode se dizer cristã, mas simpatizante da religião e aí existe uma grande diferença, entre quem é cristão verdadeiramente e quem apenas nutre simpatia pelos ensinos cristãos. O Deus do cristianismo, que se mostra revelado nas páginas da Bíblia Sagrada, condena abertamente a prática da homossexualidade, embora na atualidade tenham surgido alguns teólogos homossexuais, que para defender a própria homossexualidade, queiram interpretar a Bíblia pela ótica que não conflita com sua opção sexual, eles podem fazer isso, mas não significa que a interpretação deles de algo que seja mais claro do que água cristalina, corresponda a aquilo que eles pretendem que seja. Esses tais, deveriam seguir então outra religião, que fosse mais liberal e outro livro sagrado, que lhes diga que a prática da homossexualidade não seja um pecado abominável perante Deus. Sim, pq aí estariam a seguir um deus, um outro deus que não o da revelação Bíblica. O Deus da revelação Bíblica é imutável, o que ele considerou pecado abominável no passado, ainda considera pecado abominável no presente. O homossexualismo foi listado entre os pecados que deixariam pessoas fora do céu, recebendo a devida condenação no juízo final. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça o que o Espírito de Deus diz através da Bíblia, os que querem acatar como verdade apenas aquilo que lhe convém da Bíblia, não podem ser considerados cristãos, mas como disse antes, apenas simpatizantes da religião. As pessoas tem o livre arbítrio para crerem no Deus que quiserem, mas só existe um Deus, e esse único Deus verdadeiro é o Deus da revelação Bíblica, me desculpe quem crê no Deus do Espiritismo, no Deus do hinduísmo, do budismo etc..mas esses são falsos deuses, e quem neles crê já começa pecando contra o primeiro mandamento da Lei de Deus. Só existe um Deus verdadeiro, e um livro sagrado, quem crê totalmente na palavra de Deus, abandona seus pecados, pois o Espírito de Cristo que habita no crente lhe concede forças para vencer TODO e qualquer pecado. Se alguém julga não conseguir resistir a um pecado condenado na Bíblia, é porque ainda não tem o Espírito Santo habitando dentro de si, então esse deve confessar seus pecados e abandoná-los, somente pelo arrependimento e fé, que o poder de Cristo pode vencer por mim, minhas tentações e pecados, me coloco em terreno seguro, e posso aguardar a bem aventurada promessa da salvação. Amigos não se iludam, não existe pecado que não possa ser resistido, não existe má inclinação da natureza humana que não possa ser dominada, por aqueles que tem a Cristo habitando dentro de Si. Não há meio termo, não há desculpas, ou se tem ou não se tem o Espírito. Aqueles que resistem ao Espírito Santo, uma hora deixarão de ouvir a Sua voz, e aí terão chegado num ponto de não retorno em seu relacionamento com Deus. Isso vale para todos os pecados, não apenas para a homossexualidade. Todo aquele que comete pecado ficará fora do reino de Deus.

    Deus abençoe a Todos e que o Espírito Santo lhes conceda todo o entendimento necessário, não fechem os ouvidos, nem as portas do coração a influência do Espírito Santo.

  25. Max disse:

    Otaviano,

    Parabéns pela coragem de questionar as crenças que as pessoas acreditam que é bíblico, mas na verdade, não é. Cada vez mais a Verdade vai aparecerecendo, para o desespero dos fundamentalistas tradicionalistas.

    A Bíblia foi inspirada por Deus, não ditada, muito menos escrita por Deus diretamente. Quem escreveu foi o homem, em diversas épocas, também filtrada por interesses diversos. Muitos dos textos bíblicos são histórias e estórias contadas de geração a geração, que somente muito tempo depois é que foram passadas para o papel. Sem contar as diversas traduções ao longos dos séculos. O que eu estou falando aqui, não é minha opinião, trata-se de História, ou seja, fatos comprovados. Por mais que os fundamentalistas não gostem, não há como negar a realidade. Muitos trechos da Bíblia foram traduzidos sim, de formas diferentes no passado. Um exemplo disso, são as palavras Sodomita, malakoi, arsenokoitai.(sem mencionar outros temas diferentes) que tiveram seus significados alterados ao longo da história por conveniências e crenças de religiosos. Quem está falando isso, não são teólogos homossexuais, são historiadores, pessosas sérias, com fatos comprovados. Portanto não se trata de acreditar 100% na Biblia ou não, mas sim de buscar a verdade doa a quem doer. Até por que tem muita gente pensa que está acreditando na Bíblia, mas na verdade, ela está seguindo um sermão/pregação de um pastor (ou seja, a crença de alguma denominação). Eles citam uma frase ou uma passagem isolada, que não tem nada haver com o tema, e encaixam em outro tema para supostamente afirmarem que Deus pensa assim ou assado.

    Deus, de Verdade, não condena os homossexuais, ao fogo do inferno. São as pessoas que usam Deus para fazer tal afirmação. Pense um pouco: Deus afirma que é amor, que dá livre arbitrio às pessoas. Agora como poderia esse mesmo Deus condenar ao “sofrimento eterno” uma pessoa só porque ela ama outra pessoa do mesmo sexo! Algo que ela nem escolhe sentir ou deixar de sentir. Esse não é o Deus que Jesus pregou, nem da Bíblia. Esse é o deus da igreja, da tradição, dos fundamentalistas religiosos ou seja, um deus incoerente, ditador e tirano.

    Livre arbitrio existe para o homossexual: Ou ele vive uma falsa vida de heterossexual e de mentiras, (para agradar os pais, pastor e a sociedade) ou ele se assume, como ele nasceu, desagradando a tudo e a todos, correndo o risco de ser agredido gratuitamente nas ruas (como passou na TV esses dias atrás), ser demitido na empresa, ser perseguido, e ainda ter que ouvir que deus vai condenar os homossexuais ao inferno.

    Todos esses ex-gays que aparecem por ai, em testemunhos, nenhum deles ABSOLUTAMENTE deixa de ter o sentimento homossexual. Ele pode até se casar, ter filhos. Mas o sentimento SEMPRE o acompanhará. Homossexualidade não é pecado. Tanto que Deus em sua própria criação, na natureza, há diversas espécies em que ocorre a homossexualidade.

    Existem civilizações e povos, com registros, com mais de 5000 anos AC (antes de Cristo), em que a prática homossexual NUNCA foi condenada, pelo contrário. E essas pessoas, que no passado que nunca tiveram contato com a Bíblia, vão arder no inferno? Será que Deus tem dois pesos e duas medidas? (Para quem conhece a Bíblia deus julgará de uma forma. Se não conhecer, julgará de outra forma!) Que coisa mais injusta seria isso!!

  26. Otaviano disse:

    Só sei que nada sei! D-us tenha misericórdia desta carcaça e deste espírito.

  27. Neto disse:

    Ninguém deve julgar a ninguém por ser homossexual, esse julgamento cabe a Deus e a Deus somente…

    Homosexualidade não é Doença…
    Se sentir amor for pecado, eu vou morrer pecando…

  28. A questão Neto,
    É que vc já é um morto, um morto espiritual. Somente quando nasceres do Espírito de verdade, entenderás que homem dormir com homem, mulher com mulher é abominação perante o Deus da Bíblia. A não ser que o Deus que vc crê seja outro que não o da Bíblia, aí não há motivos para você se preocupar. Se o Deus que vc crê, não é o da Bíblia, então você não pode se dizer nem cristão. Pois cristão é aquele que crê 100% na Bíblia, Palavra do Deus Vivo, e crendo na Palavra do Criador, segue estritamente aquilo que Ele recomenda, e ele diz que a prática do ato de dormir com pessoa do mesmo sexo, é abominação. Vcs homossexuais, podem distorcer a palavra das escrituras a vontade, nem por isso, o que Deus uma vez proclamou se torna falso, somente para satisfazer a inclinação pecaminosa de vocês ou de qualquer pecador. Deixando claro que não tenho absolutamente nada contra homossexuais, nem suas escolhas, pois todos nós diariamente fazemos em nossas vidas escolhas entre o que é certo e errado que redundarão na volta de Jesus em salvação ou perdição. (Lembrando que o Julgamente de Deus já começou, e quando Jesus voltar ele somente aplicará a penalidade devida a cada um). Cabe a nós escolhermos o lado que queremos ficar, e quem escolher fazer o que Deus abomina, estará perdido, seja praticando a homossexalidade, mentindo, roubando, sendo avarento, adulterando e praticando tudo aquilo que Deus condena (pecado é pecado, Deus não julga um pecado pior do que outro, todos os pecados para Ele são abomináveis) . Livre arbítrio é para ser usado, só não se deve esquecer que nossas escolhas nos trarão consequencias eternas.

  29. Max disse:

    Morto espiritual é quem julga os outros. Usam Deus para discriminar. Desculpe a sinceridade, mas é burrice não querer perceber que a Biblia foi adulterada por interesses religiosos. Se vc quer discriminar não use Deus para isso! Sra. Sétimo Dia todos os seus argumentos falaciosos, um a um, caem por terra, assim como satanás. Vcs fundamentalistas não tem nenhum argumento válido, nem moral, nem bíblico. Absolutamente NADA. Para cada post mentiroso, em menos de pouco tempo a verdade é revelada. Vcs se baseiam, simplemente, no que meia duzia de homens, em algum momento, decidiram que tal passagem significa isso e aquilo.
    Vc foge dos questionamentos como o Diabo foge da cruz! Tudo que te foi questionado, vc simplesmente não responde.
    Abominação é querer que os outros sigam certas passagens da Bíblia literalmente e para vc, as que lhe convém, vc interpreta. Vc devia se envergonhar do que faz.
    Deus não condena o amor, não importa a forma. Se vc acha que escolher viver uma vida falsa de hétero para supostamente agradar a Deus, percebo, que vc tem uma visão bem distorcida de Deus. Só podemos sentir pena de pessoas assim. Agora se “nós” homossexuais distorcemos a “verdade”, então porque vcs não mostram a verdade? Porque não fazem isso? Simplesmente não fazem porque perante a verdade de fatos históricos não há argumentos mentirosos que resista. No fundo o que vcs não admitem é que as pessoas questionem as supostas “verdades” pregadas na igreja. Isso não interessa aos detentores do poder da igreja, por isso é que somos ensinados desde pequenos a acreditarmos 100% nas “verdades bíblicas” ensinadas na igreja.
    Não me venha com esse papinho de que não tem nada contra homossexuais, que esse discurso do “politicamente correto”, amplamente dissiminado na igreja, de todos é o mais hipócrita de todos. Na prática os efeitos destruidores são os mesmos. Toda essa violência que existe na sociedade, começou na igreja. Mas vai chegar um dia que a verdade de que Deus não é homofóbico, vai ficar tão evidente, que a igreja terá de perdir perdão pelo mal que está causando a milhares de pessoas.

  30. Max Querido,

    Morto espiritual é todo aquele que não pratica o que se encontra na palavra de Deus. Todo crente verdadeiramente da Palavra tem algo em comum com Ezequiel: a obrigação de pregar para mortos. (Só que o crente prega para mortos espirituais). A conseqüência final da morte espiritual meu querido é a morte eterna. Por essa razão, pregamos a verdade conforme ela se encontra nas Sagradas Escrituras, infelizmente os que ainda não foram ressuscitados espiritualmente, muitas vezes acham a verdade dura demais. Cerram os ouvidos à Palavra de Deus que é altissonante, e não há sombra de dúvidas. Querido, não importa o quanto os que defendem a homossexualidade esperneiem querendo tornar válido que suas práticas pecaminosas não são abomináveis aos olhos de Deus, a PALAVRA DE DEUS é ROCHA, despedaça qualquer teoria humana. Não se engane meu querido, se vc crê que é impossível para um homossexual largar este pecado, é porque ainda não tem fé suficiente em Jesus para crer que Ele concede a vitória sobre TODO e QUALQUER pecado. Deus é amor, mas esse evangelho da graça barata que pregam as pessoas atualmente é um crime, pois não as tiram de seus pecados, não promove mudança de vida.

    Estamos vivendo os últimos dias da história da Terra, em breve pecado e pecadores não regenerados serão destruídos. Enquanto o Espírito Santo não se retira da Terra há chances para todo pecador se redimir, Jesus está disposto a dar a quem lhe pedir a força necessária para vencer seus Golias. Não ultraje o Espírito da Graça, no dia do juízo não haverá desculpas.

    Que você possa aceitar a libertação que Deus lhe oferece !

    Publicamos ontém mais um artigo, sobre este tema. Espero que o leia.

    https://setimodia.wordpress.com/2010/12/13/homossexualismo-uma-perspectiva-biblica/

  31. Max disse:

    Percebo que vc se tornou especialista em não responder absolutamente nada. Não quer responder as diversas perguntas feitos neste blog , não tem problema, pois as suas crendices não tem como serem justificadas mesmo! Por mais que vc tente disfarçar vc prega a “verdade da igreja”, (dos homens e da tradição), não a Verdade de Deus, nem de Jesus. E aí não tem o que fazer, é uma questão de foro íntimo, cada um acredita no que bem quer, apesar de a Verdade estar gritante dizendo o contrário. Jesus nunca falou nada contra a homossexualidade, mas advertiu claramente os fundamentalistas religiosos de sua época (Apartai-vos de mim malditos…) isso te diz alguma coisa? Pense bem, pois no post anterior vc atingiu seu ápice da arrogância, julgando os outros de “mortos”. Se vc acha que isso é uma atitude de uma pessoa cristã, sinto muito, mas vc tem uma visão de Deus, realmente bem distorcida. E quanto a isso, realmente dá pena!.
    Querida Sra. Sétimo Dia, não importa o quanto os que defendem a homofobia esperneiem querendo tornar válido suas práticas preconceituosas que são abomináveis aos olhos de Deus, mas DEUS é VERDADE, e despedaça qualquer teoria homofóbica humana. Quanto aos seus outros posts, pode publicar a vontade quantos vc quiser, isso só prova, que quem tenta convencer os outros de alguma coisa, é sinal de que bem lá no fundo ela sabe que é mentira.
    Espero que uma dia vc possa aceitar a Verdade que DEUS não discrimina.

  32. Alexandre disse:

    Sou um jovem com 21 anos, me converti com 8 anos e não me lembro se alguma vez me senti atraido por uma mulher. Na verdade tambem não sou daqueles que ficam “loucos” quando veem um homem bonito (apesar de me considerar homossexual).
    Na verdade não sou e nunca fui feliz em “ser gay” isso só me entristece dia após dia… minha familia não sabe desta minha “condição” e se depender de mim nunca vão saber!
    Digo isso porque não acho certo compartilhar com eles algo que nem mesmo eu gosto de ser…

    Li o texto do artigo mas não consegui me “encontrar” nele, porque ao contrario do Pastor eu nunca fiz sexo com homens e nem com mulheres (até porque não sinto absolutamente nada quando vejo uma mulher bonita ou nua).

    Sera que algum dia vou sentir tesão ou prazer com uma mulher ??

    Esta é a pergunta da qual eu daria tudo o que tenho para ter uma resposta positiva…

    bom… é isso… gostaria de receber alguma resposta ou orientação de vocês.

    OBS: Apesar de EU não gostar de ser homossexual, respeito a opção/condição de cada um!

    Que Deus nos abênçoe e que o Espirito Santo nos dê sabedoria pois ja é chegada a hora o “dia no nosso Senhor Jesus Cristo”.

  33. Alexandre,

    A “tendência homossexual não é pecado” ela é consequência do pecado que desde a queda de nossos pais vem degenerando a natureza humana. Porém a PRÁTICA, ou seja relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo é sim pecado, conforme é-nos dito na Palavra de Deus Gn 19,1-29; Rm 1,24-27; 1Cor 6,9-10; 1Tm 1,10.

    A tendência homossexual tanto pode ser congênita como pode ser adquirida; todavia ela nunca é normal, porque não é natural. Não é porque alguém tenha a tendência homossexual que é certo dizer que isso é “normal e correto”, e que ele pode viver a homossexualidade, discordando até de Deus e das suas Escrituras. Se for assim, o alcoólatra também poderá dizer: “eu tenho naturalmente a tendência a beber, então, é correto e natural eu beber”; o drogado poderia dizer o mesmo; e assim, outros casos. Então, não poderíamos combater nenhum vício.

    A cruz da tendência homossexual é pesada, mas o cristão sabe que é da cruz que nasce a ressurreição.

    Se você souber conviver com a tendência homossexual, mas sem viver os atos homossexuais, você estará como que “subindo a escada da santidade”. Para isso é preciso a graça de Deus, a Confissão quando cair, a leitura e meditação da Palavra de Deus. Não é o que todos nós precisamos fazer?

    Cristo carregou na Sua Cruz esta sua tendência homossexual; e nas santas chagas do Senhor você pode buscar o remédio para elas. São Pedro diz que “Ele carregou as nossas enfermidades”; então, você pode procurar na oração a cura desse mal. Peça a pessoas de oração, e bem maduras, que orem por você, e busque também um bom tratamento psicológico com um profissional cristão.

    É preciso também tomar consciência de que você não é o único a carregar um problema difícil. Todo ser humano tem o seu; pode ser até o extremo oposto ao seu, ou seja, uma excessiva atração pelo outro sexo. Isso nos proporciona a ocasião de lutar contra tendências desregradas; é precisamente na luta que alguém se faz grande. Não fora a luta, ficaríamos sempre com nossa pequena estatura espiritual. Por conseguinte, assuma corajosamente sua tarefa de não ceder aos desvios sexuais.

    Convido-o, como amigo e irmão em Cristo, para viver a Lei Divina, e você será feliz, mesmo que isso custe muito; quanto mais for difícil, mais mérito você terá diante de Deus. Você, tal como é, é chamado por Deus à santidade. Ele tem as graças necessárias para levar você à perfeição cristã. Os Santos não foram de linhagem diferente da nossa, tiveram seus momentos difíceis, mas conseguiram vencer com o auxílio de Deus.

    Pode ser que você não deixe de ter a tendência homossexual, como o alcoólatra não deixa de ter a tendência ao alcoolismo, mas você pode, com o auxílio da Graça de Deus, vencer-se a si mesmo sempre. E receberá de Deus a recompensa, pois você vai agradar muito ao Senhor. E assim você será feliz, mesmo já aqui neste mundo, porque a Palavra de Deus não falha. Não há outro caminho verdadeiro de felicidade para você, esteja certo disso. Mesmo que você caia, não pode desanimar nem se desesperar.

    Busque ajuda num amigo em quem você confia e também procure ajuda nos seus pais e na sua família; abra-se com eles se eles podem entendê-lo e ajudá-lo.

    Procure sublimar seus impulsos naturais dedicando-se ao esporte e à arte (poesia, música, pintura…) ou a uma tarefa que lhe interesse ou mesmo ao trabalho profissional. Lembre-se de que sentir tendências homossexuais não é pecaminoso, desde que não se lhes dê consentimento. O mal consiste em consentir nessa prática.

    Não se feche em si mesmo ou no isolamento. A solidão, no caso, é prejudicial. Se você leva uma vida digna, tenha a cabeça erguida e aborde a sociedade com normalidade. E jamais abandone a sua prática religiosa. Sem Deus todo fardo se torna mais pesado.

    Deus o abençoe !

  34. Max disse:

    Por que o meu comentario não foi publicado? Estou sendo moderado? porque?

  35. Olá Max,

    Seu comentário foi moderado, pois este é um blog cristão, e não permitiremos jamais que alguém que não siga a doutrina bíblica aconselhe a um irmão nosso em Cristo que está buscando auxílio e conselho divino para lutar contra o que a Bíblia chama de pecado. Simples assim !

    Deus o abençoe !

Os comentários estão encerrados.