Seja uma Testemunha: A paixão Pessoal pelo Evangelismo

Um fato Surpreendente: Em 1970, o governo americano instituiu o Programa Federal de Proteção à Testemunha. Este projeto prevê uma nova identidade para indivíduos que servem como testemunhas de acusação, ainda que possam colocar suas vidas em risco, como nos casos contra o crime organizado. Em troca deste testemunho valioso, o governo dá a estas testemunhas identidades completamente novas, fornecendo-lhes novos nomes, documentos legais, novas ocupações, e casas. Jesus também fornece
uma nova identidade quando você entra em Sua família, mas você não deveria manter isso em segredo.

Há três elementos essenciais para sua saúde. Você precisa respirar, comer e exercitar-se. Da mesma forma, existem três prioridades para crescer espiritualmente.

Para o cristão, a oração é a respiração da vida. Assim como precisamos respirar sem cessar, é preciso orar sem cessar. Cristo também ensinou que o homem não vive só de pão. Precisamos nos “alimentar” da Palavra de Deus, e gastar um tempo diário em devoção e adoração.

Finalmente, precisamos exercer a nossa fé. Se não fazemos exercícios físicos, nossos músculos atrofiam. Da mesma forma, podemos estagnar espiritualmente, se não exercermos a nossa fé. Exercitar o espírito significa compartilhar sua fé com os outros, ser uma testemunha. E é isso que eu quero continuar falando com você agora.

Como cristãos, devemos anelar em ver o corpo de Cristo crescer forte, espiritualizado e numeroso. O Senhor quer que você e nossa igreja cresçam. Somos chamados a ser Suas testemunhas. Uma testemunha é alguém que dá testemunho depois de ver, ouvir ou experimentar algo. Você teve uma experiência com o Senhor? Você tem um testemunho? Jesus quer que nós deixemos nossa luz brilhar para que outros possam vê-lo (Mateus 5:16).

Uma simples verdade: todos nós temos dado marcha ao pedido de Jesus, que nos disse para ir em todo o mundo e pregar o evangelho. Temos que invadir o território inimigo, libertar os cativos, e expandir o Seu reino. E eu penso que é conveniente, recalibrarmos nossas prioridades espirituais para este fim.

Estamos Demasiadamente Dependentes dos Pastores

Você sabia que nos lugares do mundo onde nossa igreja está crescendo mais rápido, Eles também têm o menor número de pastores per capita? Por outro lado, onde mais pastores um lugar tem, o crescimento parece estar mais lento. (E lembrem-se, eu sou um pastor!)

“E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres” (Efésios 4:11-12). Também é verdade que nem todo mundo tem vocação para ser um evangelista ou um pastor. Cada um de nós tem diferentes funções na igreja. Mas qual é o objetivo destas particulares descrições de trabalho? O “…aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo” (v.12). Não importa qual seja sua função na igreja, cada cristão deve ser treinado para fazer algum tipo de evangelização.

No entanto, uma perigosa mentalidade começou a se espalhar através da igreja cristã na Idade das Trevas – O líder da igreja local tornou-se responsável por tudo. O padre era quem lhe dizia no que você deveria acreditar. Aos membros da igreja era esperado apenas acatar, enquanto ele fazia todos os estudos, evangelizando e batizando.

Infelizmente, muitos nunca se recuperaram dessa mentalidade de castas, apesar de o grito de guerra da Grande Reforma ter sido “o sacerdócio de todos os crentes”. O cerne da nossa fé é que todos os crentes são servos de Deus, mas muitos têm a mentalidade de espectadores da igreja, e isso ocorre mais comumente aqui nos EUA do que em qualquer outro lugar.

Parte disso pode ser atribuído ao dilúvio de entretenimento na América do Norte. Nossos filhos estão a gastar muito tempo na frente de uma televisão. Tornamo-nos espectadores – batatas de sofá. Como resultado, a igreja aqui está lutando para crescer.

Ousadia ou covardia?

O famoso teólogo escocês William Barkley disse, “O cristianismo é algo que é feito para ser visto. … Não pode haver tal coisa como o discipulado secreto. Pois ou o segredo destrói o discipulado ou o discipulado vai destruir o segredo”. Você não pode ser um cristão secreto, isso é um oxímoro.

Alguns crentes pensam: “Eu sou um cristão, mas eu testemunho em silêncio através da minha vida”. Muitas vezes, estas palavras são simplesmente o código para a covardia.

Claro, há lugares e momentos em que você deve testemunhar passivamente. Quando o Amazing Facts foi na Índia, não foi possível para nós pregarmos a Cristo abertamente no norte do país por causa da perseguição dos muçulmanos. Muitos grupos missionários enviam os cristãos a essas regiões hostis para cautelosamente viverem sua fé e tranquilamente convidarem as pessoas em suas casas para compartilhar com elas o evangelho. Da mesma forma, o evangelismo público na China e no Oriente Médio não é praticável agora. Os missionários devem viver a sua experiência lá e, gradualmente, ganharem pessoas para Cristo através de uma influência silenciosa. Mas não temos esse tipo de perseguição na América do Norte… ainda. Devemos então ser muito mais ousados enquanto podemos.

Quando os discípulos oraram pelo Espírito Santo, eles pediram ousadia. “Agora, Senhor, olha para a ameaça deles, e concede aos teus servos que com toda a ousadia possam falar a tua palavra” (Atos 4:29 – KJ).

Deus respondeu a oração, dando-lhes coragem para testemunharem: “Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciavam corajosamente a palavra de Deus” (Atos 4:31 – NVI).

O Espírito de Deus pode lhe dar esta mesma santa audácia hoje.

Não se Trata de Quem Você é

Algumas pessoas, entretanto, nutrem um sentimento de inadequação quando se trata de compartilhar sua fé. Elas pensam que não são formalmente treinadas ou instruídas o suficiente. Muitos sentem que não são santos o suficiente, intimidados por seus fracassos morais ou com medo de desagradar alguém assustando as pessoas afastadas.

Se isso descreve você, eu digo de qualquer maneira. É melhor dar um passo de fé e correr o risco de fazer algo errado do que suceder em não fazer nada. Jesus enviou seus seguidores para testemunharem. Após uma série de bem sucedidas viagens missionárias, eles voltaram para relatarem que mesmo os demônios estavam sujeitos a eles. Eles também curavam os doentes e realizavam todos os tipos de outros milagres.

Surpreendentemente, foi depois desses episódios bem sucedidos que os discípulos argumentavam arrogantemente entre si sobre qual deles era o maior. Foi depois disso que Pedro negou Cristo.

Mesmo após 3 anos e meio, Cristo disse a Pedro: “quando você se converter”, tempo futuro, “fortaleça os seus irmãos” (Lucas 22-32). Estes homens não estavam ainda totalmente convertidos, mas o Senhor os usou assim mesmo para alcançarem à outros, porque trabalhar para a salvação dos perdidos é parte integrante de nosso processo de conversão.

Se esperarmos até que sintamos que somos santos o suficiente, nós nunca estaremos prontos. Em vez disso, precisamos andar nos caminhos de Cristo, aprendendo e partilhando nossas vitórias. O poder de Cristo nunca esteve tão disponível como para aqueles que estão dispostos a serem Suas testemunhas.

Perseverança é a Chave

Um amigo que trabalha na indústria do fitness me disse que o início do ano é a época de maior número de matrículas nas academias. Por quê? Porque muitas pessoas decidem em suas resoluções de Ano Novo a se exercitarem mais e perderem peso.

Naturalmente, esta que é a mais comum das resoluções, é também a mais comumente quebrada. Fazer exercício é fácil, ou você tem que disciplinar-se para fazê-lo? Muitas pessoas não querem acordar de manhã para correr em círculos. Mas você acaba fazendo, porque sabe que é bom para seu corpo.

Da mesma forma, é preciso auto-disciplina para aprender a ser uma testemunha de Cristo e ser um missionário por todos os dias de nossas vidas.

Algumas pessoas erroneamente acreditam que o Espírito Santo irá cair algum dia das nuvens e quando isso acontecer elas terão poderes para partilhar a sua fé. Mas eu não acredito que o Senhor geralmente trabalhe dessa maneira. Em vez disso, quando você orar pedindo poder, forças e fazer um esforço para compartilhar sua fé, o Espírito Santo vêm para suprir sua necessidade.

Deus disse a você o que Ele quer que você faça: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho. Ele então promete que você não estará sozinho: “Eu estou com vocês.” Inerente a todos os comandos de Deus está o poder de realizar aquilo que Ele está lhe pedindo para fazer. Contanto que você tenha fé para fazer o que Ele pede, você não precisa se preocupar. Sim, você pode cometer erros, mas você não vai falhar.

Jesus quer que você termine o trabalho que Ele Começou

A missão principal de Jesus sobre a terra não foi a de evangelizar o mundo inteiro quando Ele estava aqui. Ele, claro, morreu pelos pecados do mundo, mas ele não esperava converter todos os de Israel, enquanto viveu entre os homens. Ao contrário, Ele quis treinar e transformar 12 homens, para que então fizessem o mesmo com outros crentes.

Em João 17:4, Jesus diz: “Eu revelei no mundo a tua natureza gloriosa, terminando assim o trabalho que me deste para fazer”. Isso é pretérito: Ele “terminou o trabalho.” Esse comentário é feito apenas após a Última Ceia, mas antes da crucificação. Por quê? Qual era o seu trabalho concluído? Nessa oração, Jesus está orando pela unidade dos apóstolos. Assim, a grande obra que Ele havia realizado foi gastar 3 anos e meio na formação de 12 indivíduos para alcançar o mundo.

É por isso que precisamos compreender que todos nós somos testemunhas. A igreja precisa escapar da mentalidade de pensar que o pastor é o único evangelista local. O verdadeiro discipulado significa treinar a congregação para alcançar sua comunidade para Jesus não permitindo que eles se tornem espectadores petrificados.

A Abundância de Peixes no Mar

Em Mateus 14:15-18, a Bíblia registra: “Seus discípulos vieram a Ele, dizendo: ‘Este é um lugar deserto, e já está ficando tarde”. Eles vieram ao seu pastor, Jesus, e disseram, “despede, pois, as multidões para que, indo pelas aldeias, comprem para si o que comer”

Mas como Jesus lhes responde? “Eles não precisam ir embora. Dêem vocês mesmos comida a eles”. Essa é uma mensagem para nós hoje. Se alguém chega até você fazendo perguntas sobre Jesus, se você estiver na rua ou em um seminário evangelístico, você não precisa enviá-los ao pastor. Você pode dar-lhes algo para comer.

Você pode pensar: “Mas eu não estou preparado.” Existem maneiras de obter preparo.

Você pode pensar: “Eu não conheço muito bem a Bíblia”. Você nunca vai aprender a Bíblia mais rápido do que quando você está envolvido em partilhá-la com os outros. Dê uma chance a Deus. Ele vai fornecer o que você precisa Se você colocar-se no terreno onde você está disposto a compartilhar sua fé.

Disse Jesus: “A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos” (Mateus 9:37). Note que Cristo disse que o problema com o crescimento do evangelho não é que ninguém queira ouvir. Não há escassez de pessoas com fome de salvação e propósito. Em vez disso, o verdadeiro problema é que existem muito poucas pessoas que estão dispostas ao trabalho no campo para ganharem almas.

Esta é uma verdade que Cristo manteve destacada em todo o Seu ministério. As multidões estão famintas. Não as mandem embora, dêem a elas algo para comerem.

Sério e Urgente

Eu gostaria que houvesse uma pílula de urgência que pudesse ser distribuída para todo crente. Eu daria a todos uma dose dupla. Parece que cada vez menos pessoas estão sentindo a urgência de que Cristo está vindo em breve e que as pessoas estão morrendo todos os dias por falta de conhecê-Lo. Deveria haver um sentimento de profunda paixão, um amor em nossos corações, para chegar a essas almas perdidas.

Seria tão fácil dobrar o tamanho de muitas igrejas em um ano se cada membro se visse como um ministro, lembrando que não só a vida de outras pessoas dependem disso, mas a sua também. Pode soar um pouco melodramático, mas a verdade é que nós estamos falando sobre vida e morte, céu e inferno. (Logo após o 11/09, a freqüência à igreja nos Estados Unidos aumentou 20 por cento!)

O Senhor nos deu a incrível compreensão do evangelho pleno e eterno, o único soro para a doença mortal do pecado. Se chegarmos à igreja toda semana e simplesmente contemplarmos os tanques cheios deste soro, sem distribuí-los para o mundo, é um mau sinal.

Não só isso, temos o privilégio de cooperar com os anjos em acelerar a volta de nosso Senhor. “O Evangelho do reino será pregado em todo o mundo como testemunho … então virá o fim” (Mateus 24:14). Está indo para todo o mundo agora, através do rádio e TV, DVD, internet, e tudo mais. Está indo para o mundo inteiro nesta geração. Você gostaria de participar em acelerar o conhecimento do evangelho? Você tem a oportunidade de compartilhar Cristo.

O Homem rico e Lázaro: Parábolas Convincentes

Na parábola do homem rico e Lázaro, o rico está em sua casa, dentro de seus portões, e se banqueteia, enquanto um mendigo está na sua porta com fome ansiando pelas migalhas que caem da sua mesa. O único conforto que o mendigo recebe é que os cães lambem suas feridas.

O objetivo real desta parábola é mostrar como é realmente importante a partilha do evangelho. A nação judaica tinha os oráculos da verdade, a Palavra de Deus, mas a esconderam entre si, o tempo todo o mundo estava perdido em torno deles, morrendo pelas migalhas.

Nesta parábola, quem está salvo? São os famintos pelas migalhas. Quem está perdido? O homem rico que se recusou a compartilhar de seu banquete. Nós não queremos estar no grupo errado. O diabo quer que pensemos que as pessoas não estão interessadas em ouvir. Isto é uma mentira. Ele tem fabricado informações falsas e criado um medo falso em muitas mentes cristãs.

Salvando os Outros, Salvando Você

“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes (1 Timóteo 4:16). Em outras palavras, como aqueles que estão chegando para ouvir suas palavras, você ouve a si mesmo, e vocês são igualmente abençoados pela verdade.

No meio do inverno, um ônibus escolar rural de uma escola primária no extremo norte estava fazendo suas rondas quando deslizou para fora da estrada durante uma nevasca. A situação era perigosa, e o motorista sabia o quão desesperada a situação poderia ficar, por isso ele saiu caminhando através da neve para encontrar ajuda. Antes de sair, disse a Tony, um menino de 12 anos de idade, “Você está no comando. Mantenha todos no controle e faze com que se comportem”.

Contudo, pouco tempo depois do motorista sair, o motor do ônibus morreu. Tony inutilmente tentou reiniciar a máquina. Em temperaturas abaixo de zero, não demorou muito para que a cabine começasse a congelar. Depois que algumas horas se passaram, e o motorista não retornava, algumas das crianças tremiam e foram cochilando. Mas Tony sabia que, se elas adormecessem, poderiam congelar até a morte.

Assim, ele passou de um colega para outro, sacudindo-os, até mesmo batendo, lutando para mantê-los acordados. Ele os fez cantar para mantê-los atentos e comportados. Finalmente, o motorista voltou com um grupo de resgate.

Por seus esforços, Tony recebeu um prêmio e foi até chamado de herói. Mas Tony respondeu: “Eu não sou um herói, porque na tentativa de manter todo mundo acordado, quente e vivo, eu me privei do congelamento”. Essa é uma razão pela qual eu estou envolvido no ministério. Pode ser um pouco egoísta, mas ainda é verdade que, pregar aos outros, aquece meu coração. Isso será verdade para você quando você compartilhar a sua fé.

Por que não Estamos Compartilhando?

Se não estamos ansiosamente compartilhando o evangelho com os outros, isso normalmente indica um dos poucos problemas espirituais sérios. Primeiro, isso pode significar que nós não amamos muito nossos vizinhos se não temos a responsabilidade de compartilhar o evangelho com eles, muito embora saibamos que eles estão perdidos. O amor de Deus não pode habitar em um coração que não está disposto a dizer a notícia mais maravilhosa que se possa imaginar.

Segundo, podemos não estar acreditando o suficiente. Acho que se pudéssemos ver o céu e as glórias que Deus quer compartilhar, estaríamos mais motivados para contar aos outros sobre isso. Pensar o que os perdidos irão sentir quando perceberem que perderam a eternidade é algo que deve fazer-nos tentar impedir que isso aconteça, tanto quanto possível.

Terceiro, é prova de que nós não estamos andando no Espírito. Se ele estivesse aqui, morando com a gente, nós não teríamos tanto medo. Nós seríamos mais como Paulo, ansioso para marchar em todo o território para Cristo.

Finalmente, e mais importante, podemos não amar tanto a Jesus. Depois da ressurreição, Jesus perguntou a Pedro: “Tu me amas?” Pedro respondeu: “Você sabe que eu te amo.” Então Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas” (João 21:17). A maneira de mostrar o nosso amor por Cristo, é partilhando o pão da vida com os outros.

E Agora?

Paul Harvey disse: “Deus chamou os cristãos a serem pescadores de homens, não guardadores do aquário.”

Talvez você sinta que esquente o banco da igreja como um espectador. Talvez você já tenha percebido que está distraído com prioridades menos importantes, armazenando o seu tesouro aqui na terra e desperdiçando tempo precioso que poderia ser empregado em ganhar almas para a eternidade.

Você está perdendo uma grande bênção. Você está perdendo a oportunidade de redescobrir o seu primeiro amor, para ser totalmente reavivado. Assim como o Senhor tomou-lhe como você era quando você veio a Ele pela primeira vez, Ele vai tomar você como você é agora, infundi-lo com aquele primeiro amor, e fazer de você um ganhador de almas.

Após Isaías ver o Senhor na Sua glória, depois de ser purificado do pecado, a Bíblia diz que Deus perguntou: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?” Ele pediu para Isaías se voluntariar para ser sua testemunha, sem hesitação, o profeta disse, “Eis-me aqui, envia-me a mim” (Isaías 6:1-8).

É essa a sua oração? Deus quer que sejamos voluntários no seu exército e estejamos dispostos a ser usados por Ele na pregação do evangelho para aqueles que estão perecendo. Lembre-se, em salvar os outros, você salva a si mesmo. Você gostaria de dizer: “Senhor, aqui estou eu – envia-me!”?

Inside Report Maio/2010 do Ministério Amazing Facts. Escrito pelo Pastor Doug Batchelor. Traduzido pelo blog http://www.setimodia.wordpress.com do original: “Be a Witness: A Personal Passion for Evangelism”.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Artigos traduzidos - Amazing Facts, Cristianismo Prático, Testemunhos e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Seja uma Testemunha: A paixão Pessoal pelo Evangelismo

  1. Jesus, deixou o Céu e veio a este mundo, pagar o preço do nosso resgate e o preço foi muito caro.Quando o homem pecou, Deus podia ter dito:Já que o homem escolheu ficar ao lado de satanás em rebelião contra a minha lei, então que colha o que semeou e morra!Foi isso que Ele fez?Não! Mil vezes não!João3:16, nos conta que Ele nos amou de tal maneira que deu Seu próprio filho.
    Pensem:Todo o Céu está envolvido na salvação do ser humano.Deus já fez a Sua parte no plano da salvação em nosso favor.Jesus já deu a Sua vida e está intercedendo por nós no Santuário Celestial.A pregação do evangelho é tarefa nossa, é tarefa do povo de Deus como um todo.Se voce não é um pastor ordenado, pode ser um pastor ou evangelista leigo.Sou um evangelista leigo.
    Deus podia ter mandado anjos pregar o Seu evangelho, ou Ele podia ter vindo pessoalmente pregar o evangelho para nós, mas Ele escolheu dar esse previlégio para nós.Qual vai ser a nossa resposta?Não somos a nação santa sacerdócio real?Então o que vamos fazer?

  2. silvio antonio de lima santos disse:

    e realmente primordial que levemos o evangelho a toda a criatura. que o senhor abençoe esta grande obra;

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s