Como Escolher uma Igreja

Por Doug Batchelor and Karen Lifshey

Um fato surpreendente: Em 1967 a cidade de Long Beach, Califórnia, comprou o navio Queen Mary da Companhia de Navegação Britânica Cunard Lines. Cerca de 63 milhões de dólares foram gastos para transformá-lo em um ponto turístico, com um museu, lojas, restaurantes e um hotel. Muitos na cidade de Long Beach olharam para este gigantesco navio, ancorado em frente do oceano, como um elefante branco flutuante. Sem possibilidade de navegar pelos mares, o Queen Mary era como propaganda enganosa, um navio cheio de atividade que nunca saia do porto.

Como Escolher uma igreja?

“E consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia”. (Hebreus 10:24- 25).

Você pode ser cristão sem pertencer a uma Igreja se:  Você conseguir ser uma abelha sem colméia, se você conseguir ser um soldado sem exército, se você conseguir ser um vendedor sem clientes, se você conseguir ser um político que é um eremita, se você conseguir ser um jogador de futebol sem um time.

Um homem que havia sido educado na Rússia, veio para os Estados Unidos, na esperança de se tornar um cidadão. Em seu desejo de misturar-se e ser um bom americano, ele tentou adaptar-se ao maior número de costumes possíveis.

“O que os americanos comem no café da manhã?” ele perguntou a um amigo certa vez.

“Bem, a maioria das pessoas comem cereais”, respondeu o amigo.

Assim, o imigrante russo indo ao supermercado mais próximo pediu ao balconista onde poderia encontrar o cereal. O balconista dirigiu-o para um corredor tão comprido quanto um terminal de aeroporto e disse: “Faça a sua escolha!”

Pilhas intermináveis de cereais de todos os tipos e cores estavam alinhadas de ambos os lados do corredor. Cereais quentes, cereais frios, caixas grandes, pequenas caixas de cereais para crianças com personagens de desenhos animados na frente ou com brindes dentro. Alguns cereais eram quase puro açúcar, alguns não tinham açúcar. Havia cereais instantâneos com Multigrãos e flocos de fibra.

Por mais de uma hora o homem vagava sem rumo para cima e para baixo no corredor sem saber como escolher uma caixa de cereal ou por onde começar a fazê-lo. Ele estava completamente atordoado tentando escolher qual cereal que levaria para casa.

Hoje em dia vemos, empresas como a Kellogg’s por exemplo fazendo dezenas de diferentes tipos de cereais matinais que apelam para o mais amplo espectro da sociedade possível. Desse modo, eles tem esperança de capturar uma fatia maior do mercado consumidor.

Da mesma forma, o diabo tem criado muitas religiões diferentes e muitas igrejas diferentes para capturar uma parte maior do mercado de adoração no mundo. Algumas pessoas pensam que o diabo é contra a religião. Errado! Ela é tudo para ele, contanto que seja falsa. Ele tenta capturar o homem através da introdução de falsos sistemas de adoração dizendo-lhe que não importa como uma pessoa adora a Deus, conquanto ela seja uma pessoa religiosa. Por ter um caleidoscópio de confusas e falsas igrejas, Satanás está tentando camuflar a verdadeira igreja. É como esconder um diamante em uma pilha de vidro quebrado.

Mais do que um Bom Nome

“…Conheço as suas obras; você tem fama de estar vivo, mas está morto.” (Apocalipse 3:1).

Um visitante em uma cidade estranha estava voltando de um jantar, quando viu uma tabuleta na janela dianteira de uma loja que chamou sua atenção. Lia-se “Lavanderia Chinesa”. Ele fez uma anotação mental do local porque tinha tido tempo suficiente para ter necessidade de uma boa lavanderia. Na manhã seguinte, ele chegou na loja com uma sacola cheia de roupas sujas. Ele empilhou as roupas no balcão antes do chocado balconista atendê-lo.

“O que é isto?” o atendente perguntou.

“A minha roupa”, veio a resposta. “Eu sempre ouvi dizer que as lavanderias chinesas fazem um trabalho excelente”. O balconista perplexo rapidamente informou ao visitante que o estabelecimento não era uma lavanderia chinesa.

“Mas o que aconteceu com a tabuleta na janela?” perguntou o visitante confuso.

“Ah, isso não é uma lavanderia, é uma loja de placas”, o atendente respondeu.

Algumas pessoas lutam com a desilusão porque escolheram uma igreja baseada em um bom nome na placa do edifício. Mas isso é como escolher um bom cereal matinal, por força de uma imagem bonita na caixa. Vamos enfrenrae a realidade, algumas igrejas têm grandes nomes: “Igreja de Deus”, “Santos dos Últimos Dias”, “Igreja de Cristo”, “Assembléia de Deus”, etc, mas uma vez lá dentro você pode encontrar nelas bingo, bazares, eventos sociais ao invés de um programa de limpeza da alma. A igreja, por vezes, envia sinais falsos sobre a sua finalidade. Pessoas carentes trazem sua “roupa suja” a elas apenas para descobrirem que a cruz do perdão nada mais é do que uma tabuleta na janela e que os atendentes não estão preparados para lidar com vidas sujas pelo pecado.

A Verdade é o que Importa

Desde o tempo do Jardim do Éden, Satanás tem conhecimento de que a humanidade foi criada com o desejo inato de adoração, e cria formas erradas de adoração para desviá-los. Cain caiu numa armadilha de Satanás. Ele fez uma oferta de acordo com sua própria concepção e, em seguida, matou seu irmão Abel. Os homens que crucificaram Jesus eram extremamente religiosos. A Bíblia nos diz que mesmo aqueles que receberem a marca da besta, nos últimos dias estarão adorando.

Satanás não é contra a religião. É por isso que ele até convidou Jesus para adorá-lo, mas ele é furiosamente contra a verdade da religião de Cristo, que expõe suas artimanhas para as pessoas que fazem a vontade de Deus.

O diabo ouviu Jesus dizer: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32). É por isso que ele está trabalhando freneticamente para encobrir a verdade e confundir as pessoas sobre a forma como elas devem procurar pela verdadeira igreja.

Eu fiz uma pesquisa, para levantar às razões mais populares que levam as pessoas se juntarem a uma igreja, e aqui estão algumas das respostas que recebi em comum:

É a igreja dos meus pais.

É perto de nossa casa.

As pessoas são amigáveis e amorosas.

A música é linda.

O pregador é elegante ou dinâmico.

Eles têm um programa de qualidade para crianças.

A arquitetura do prédio é impressionante.

Pessoas importantes ou influentes frequentam esta igreja.

Os cultos são emocionantes

A igreja precisa de mim.

Embora cada um desses elementos possa ser bom em si mesmo, nenhum, nenhum deles é a correta razão pela qual devemos participar de uma igreja. Isso significa que a maioria das pessoas se unem à igrejas pelo motivo errado.

Há apenas uma razão correta para se participar de uma igreja, os seus ensinos devem ser os mesmos ensinos da Bíblia e de Jesus e você estar empenhado em seguir a verdade.

À luz disto, você ficaria espantado como poucas pessoas podem dizer-lhe sobre os ensinamentos específicos de sua igreja. Ainda que seja sobre doutrinas básicas sobre Deus, a lei, o batismo, a salvação, a morte, a segunda vinda, o céu e o inferno, a maioria dos cristãos têm apenas um conhecimento superficial das posições de suas Igrejas sobre estas verdades fundamentais.

Infelizmente a maioria, das pessoas escolhem uma igreja da mesma forma que escolhem cereais matinais para seus filhos. Elas gostam da imagem na caixa ou querem o prêmio dentro dela, mas se esquecem do critério mais importante, a leitura dos ingredientes.

A primeira e mais importante pergunta que deve ser feita ao se escolher uma igreja é: “Quais são suas crenças?”

São os ensinamentos desta igreja coerentes com os ensinamentos de Jesus? Se as doutrinas desta denominação são coerentes com os ensinamentos de Cristo e da Bíblia, então esta é a igreja de Deus, e você deve se tornar um membro e ficar por lá, mesmo que: as pessoas sejam mal-humoradas e ranzinzas, a música se pareça com os ruídos da hora da alimentação no zoológico, o edifício da igreja seja uma lanchonete renovada, os sermões do pastor sejam tão entediantes que os morcegos deixam o campanário às 11 horas da manhã de cada sábado, os membros estejam tão divididos que existe uma linha fluorescente pintada no meio do santuário, as pessoas venham à igreja em tanques do exército.

O Objeto da Raiva de Satanás

“E o dragão ficou furioso com a mulher, e ele foi fazer guerra com o resto de sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo ” (Apocalipse 12:17, NVI).

Alguma vez você já se perguntou se a verdadeira igreja de Deus realmente existe? Suponha-se que Deus tem uma igreja em algum lugar especial que detém a verdade em seus ensinamentos fundamentais. Seria parecido com o “perfeito” da igreja? Será que todos os membros possuem auréolas e sorrisos piedosos? Será que o edifício tem uma estrela de Natal a pairar sobre cada noite com música angelical emanando de cada janela?

Ou o contrário, seria o supremo objeto de ódio de Satanás e atrairia sua atenção concentrada. O diabo tentaria introduzir tantos problemas e conflitos dentro da igreja quanto possível para desencorajar os membros e os recém-chegados. Ele provavelmente iria inspirar o mundo para os acusarem de serem uma seita da mesma maneira que as pessoas que viviam nos dias de Jesus disseram que Ele tinha demônio (João 7:20). Ele tenta seduzi-los a abandonar o navio, jogarem a toalha ou deixarem de combater o combate da fé.

Lembre-se que quando Jesus estava na terra Seus discípulos representavam a verdadeira igreja, mas eles estavam lutando pela posição mais alta, roubando fundos, e negando-O quando sob pressão. No entanto, eles eram a igreja verdadeira, nesse momento, porque eles tinham a Jesus, a verdade no meio deles! Ouvistes o que foi dito, “A igreja não é um hotel para os santos, é um hospital para pecadores”. E às vezes até mesmo o pessoal do hospital fica doente.

“Durante séculos de trevas espirituais a igreja de Deus tem sido como uma cidade edificada sobre um monte. De século em século, através de sucessivas gerações, as puras doutrinas do Céu têm sido desdobradas dentro de seus limites. Fraca e defeituosa como possa parecer, a igreja é o único objeto sobre que Deus concede em sentido especial Sua suprema atenção. É o cenário de Sua graça, na qual Se deleita em revelar Seu poder de transformar corações”. (Atos dos Apóstolos, pág 12).

Quando devido à sua falta de fé, murmurando, reclamando, e cobiçando o Egito, os filhos de Israel tiveram de deixar as fronteiras da Terra Prometida e foram forçados a retornar e vaguear no deserto, não foram sozinhos! Fiéis como Moisés, Aarão, Josué e Calebe não romperam com eles, mas permaneceram com os seus mais fracos, irmãos infiéis. Não só Moisés ficou com eles, Deus ficou com eles, também! Apesar de suas falhas freqüentes, os filhos de Israel estavam na igreja de Deus. Por quê? “Por que lhes foram confiados os oráculos de Deus” (Romanos 3:2).

Eles eram a igreja verdadeira, porque eles eram o Seu povo da profecia e tinham a verdade da Sua palavra. “É este Moisés quem esteve na congregação no deserto, com o anjo que lhe falava no monte Sinai e com os nossos pais; o qual recebeu palavras vivas para no-las transmitir.” (Atos 7:38).

Será que devo Deixar a Igreja?

Dois irmãos adolescentes, Bo e Joe, decidiram aproveitar o tempo quente, e numa tarde de domingo foram de de carro até o cais do oceano para nadar.

“Eu não vejo a hora mergulhar”, disse Bo

“Nem eu”, respondeu Joe enquanto estacionavam o carro.

Eles colocaram suas sungas e foram em direção ao cais.

“Quem pular por último é um ovo podre”, gritou Bo, enquanto corria cais abaixo para pular.

“Ei, espere por mim”, Joe respondeu, correndo até o fim do cais e parando.

Sendo um pouco mais cauteloso do que seu irmão, Joe fez uma pausa para olhar o fim do cais antes de mergulhar. Lá, para seu horror, viu o corpo de seu irmão, flutuando no raso, com o pescoço quebrado por rochas que se escondiam um pouco abaixo da superfície da água. O adolescente perdeu a vida por meio de um mergulho na maré baixa.

Você pode pensar que Bo foi pouco inteligente por não parar para olhar antes de pular, mas, como Bo, muitos hoje estão mergulhando para fora da igreja como ratos correndo às cegas de um penhasco no mar. Eles nunca param para olhar antes de pular, nem pensam se existem ou não rochas abaixo. Eles só vêem problemas na igreja e acompanham aqueles que dizem, “quem sair por último é um ovo podre”.

É fácil ficar desanimado quando consideramos todos os possíveis problemas que podemos encontrar em uma igreja. Há tantas vozes lá fora, sempre lembrando-nos de toda a hipocrisia e fracassos. Alguns ministérios independentes estão sempre fornecendo informações de tablóide, regurgitando escândalos presentes e passados, o esbanjamento de dinheiro, falta do Espírito Santo, a fome da pregação bíblica real, etc, como razões para deixar a igreja.

Alguns perguntam: “Eu não posso ser parte da igreja de Deus, sem fazer parte de uma denominação ou a organização? Devo suportar pregações patéticas? Existe um tempo para sair da igreja?”

Sim, há um tempo para sair da igreja! E os critérios e princípios para se deixar uma igreja são os mesmas que para aderir.

Quando a doutrina oficial da Igreja já não são os ensinamentos de Cristo, quando você não está mais autorizado a ensinar e praticar a verdade entre seus amigos, então obviamente você não tem escolha senão ir para outro lugar.

Agora, perceba que membros da igreja não são um elevador para o céu, e que muitos, daqueles cujos nomes estão no roll de membros da igreja aqui na terra não podem ser cidadãos do reino de Deus no céu. Ao mesmo tempo, Satanás sabe que “unidos nós resistimos, mas divididos cairemos”, então ele está a trabalhar freneticamente para dividir o povo de Deus e dispersá-lo do exército até que se evapore o nosso poder. Se você realmente ama a Jesus e está comprometido com a verdade, você vai querer ser uma parte de seu corpo, e Ele quer que você se junte aos seus membros, ainda que com as falhas que possam ter.

Focar sobre alguns dos desafios que ameaçam as nossas igrejas pode deixar uma pessoa com a idéia de que os membros da igreja devam ter uma experiência negativa. Mas, na realidade, Deus tem projetado sua igreja como um ambiente muito positivo e amoroso. Mas este artigo é para nos lembrar que, mesmo que não seja, nós continuamos comprometidos com o movimento de Deus.

É por isso que é tão importante que grudemos nossas mãos no arado, e nunca olhemos nem voltemos para tráz. “Quem começa a arar a terra e olha para trás não serve para o Reino de Deus.” (Lucas 9:62).

“Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti” (Rute 1:16-17).

Artigo escrito pelo Pastor Doug Batchelor, do ministério adventista Amazing Facts. Traduzido do original “How to Choose a Church”.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Artigos traduzidos - Amazing Facts, Igreja e Temas Relacionados, Meditações Diárias, Perseguição à Igreja de Deus e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Como Escolher uma Igreja

  1. Sirleide da Rocha disse:

    Alguns perguntam: “Eu não posso ser parte da igreja de Deus, sem fazer parte de uma denominação ou a organização? Devo suportar pregações patéticas? Existe um tempo para sair da igreja?”

    Sim, há um tempo para sair da igreja! E os critérios e princípios para se deixar uma igreja são os mesmos que para aderir.

    Quando a doutrina oficial da Igreja já não são os ensinamentos de Cristo, quando você não está mais autorizado a ensinar e praticar a verdade entre seus amigos, então obviamente você não tem escolha senão ir para outro lugar. Sirleide da Rocha.

  2. Sirleide da Rocha disse:

    Óbvio que, como no meu caso, alguns nem tem escolha, são chutados para fora por exclusão, porque não crêm como o restante da multidão. Não podemos esquecer que “estreita é a porta e apertado o caminho que conduz à salvação, e larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição.” Sirleide da Rocha.

  3. Lizeny disse:

    Muito maravilhoso, O Pr. Doug a cima é o mesmo do livro o Milionário da Caverna ? no livro ele fala a respeito da procura pela igreja verdadeira é FANTÁSTICO a transformação que Deus operou em sua vida vale a pena ler!

  4. Luís Mártires disse:

    a verdadeira igreja é aquela que segue verdadeiramente a palavra de Deus,ser santa e procurar a plenitude da santidade,porque sem ela ninguém verá a Deus,ser santo em toda a maneira de ser,como no vestir,e ser simples, na sua aparência como jesus foi,que as mulheres não vistam roupa de homem ,que o amor por todos sem excepção ,procurar aqueles que se perderam,amar todos os homens como jesus nos amou, que os pastores,não sejam dados *à ganância das coisas desta vida,como o dinheiro,vestir as melhores marcas de roupa enquanto se morre de fome em Africa uma igreja que siga a plenitude do Senhor Jesus sem rodeios nem confusões essa sim é a igreja do senhor,porque uma figueira não pode dar outro fruto que não seja figos ,pelos frutos conhecemos verdadeiramente a igreja de Deus.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s