Ellen White e a Constelação de Órion

Palestra com o Pastor e Arqueólogo Rodrigo Silva.

PARTE 01

PARTE 02

PARTE 03

PARTE 04

PARTE 05

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Arqueologia Bíblica, Vídeos e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

18 respostas para Ellen White e a Constelação de Órion

  1. Sara Cristine disse:

    Bom dia!

    Gostaria de saber se existe algum livro de sra. Ellen G. White que falasse sobre suas revelações da Constelação de Órion.

    Muito obrigada e que Deus abençõe a todos desta equipe,
    atenciosamente,
    SARA.

  2. Hortencia Goncalves disse:

    Em 18/01/1980, mantive o meu 1º contato com um rapaz adventista. Durante nosso relacionamento ele sempre me falava coisas lindas dos ceus e me apresentou à Constelação de Orion, chamando-a de Porta do Céus. Desde então sempre que possível a contemplo e falo aos outros dela. Fico intrigada quando descubro que uma grande maioria na Igreja Adventista nada sabem a respeito da Constelação de Orion. Várias vezes o Senhor Deus me presenteia ao acordar nas madrugadas e vejo-a , linda no grande céus. Louvado seja Deus por tais coisas que confirma nossa fé e esperança. Falemos mais dela. É por alí que meu Maravilho Salvador Jesus Cristo vai vir. ALELUIA>< AMém!!!.

  3. Rose Rissati disse:

    Onde posso encontrar o Pr. Rodrigo Silva ´para convidá-lo para pregar em minha igreja?

  4. Joéliton disse:

    Gostaria de saber kd a continuação do video da Palestra com o Pastor e Arqueólogo Rodrigo Silva, sobre a constelação de orion

  5. Joaldo disse:

    o advir publicou um artigo sobre isso, com uma idéia contrária ao Rdorigo. Gostaria de saber a opinão de vcs.

  6. Seventh Day disse:

    Olá Joaldo,

    Em 2005, o Sr. Dirk Anderson, fez um pequeno exame a respeito do que alguns dos pioneiros adventistas, juntamente com a Sra. White disseram em relação à constelação de Órion. Seu documento é intitulado “Ellen White and the Orion Stargate” e veja só que interessante, despertou o interesse de muitos anti e ex-adventistas em toda a Internet. Dirk Anderson só para que vc saiba, é um dos maiores críticos que tentam a todo custo desmoralizar a igreja adventista. Infelizmente, existem alguns que reinterpretam os escritos da Sra. White nesta questão, na sua maioria são aqueles que seguem uma linha progressista, modernista..enfim…nossa igreja possui essas duas alas, uma progressista e uma conservadora, e não existe um concenso oficial a este respeito. Eu particularmente fico com Rodrigo Silva e com o que muitos outros adventistas no Brasil e no mundo sempre disseram e ensinaram a este respeito.

    Deus o abençoe !

  7. RICARDO VICTAL DE LIMA disse:

    Algum tempo atrás li um artigo acadêmico – muito bem escrito – referente à amálgama escrito pelo Sr. Gordon Shigley. Vale ressaltar que os argumentos do autor foram embasados com várias citações de livros contemporâneos à época em que Ellen White viveu.
    Tive também a oportunidade de ler os artigos de Dirk Anderson ” A Nuvem Branca”.
    Os referidos autores fazem observações, que considerei fortes em relação à Ellen White.
    Devido aos fatos mencionados acima solicitei ajuda de alguns irmãos da IASD. Haja vista não ter como saber se as fontes históricas citadas por Gordon Shigley e Dirk Andersos serem verdadeiras ou falsas.
    Neste sentido, fiquei curioso em saber a verdade. Daí solicitei a ajuda aos irmaõs, tais como: Leandro Quadros, Alberto TTim, Michelson Borges. Pr. Ozeas. Dr. Adriano Hypólito e do próprio autor do livro “Mensageira do Senhor” Herbert Douglas.
    Infelizmente, não tive o devido esclarecimento às minhas dúvidas.
    Várias fontes são citadas nos artigos dos autores que citei e caberia dizer se as mesmas são falsas ou verdadeiras. O que apesar das minhas solicitações e pedidos de esclarecimento não tive.
    Creio que não há nenhum erro ou desrespeito em buscar a verdade.
    Diante disso, atualmente estou muito inclinado a crer que Ellen White cometeu alguns erros.
    Desde já, agradeço a oportunidade pelo espaço.
    Que Deus abençoe a todos nós, em nome de Jesus.

    Ricardo Victal de Lima
    email: ricardovictal@yahoo.com.br

  8. Olá Ricardo,

    Realmente não há nenhum desrespeito em querer aprofundar o conhecimento a respeito de certos assuntos. Os irmãos que você citou, certamente não lhe forneceriam fontes falsas a respeito do assunto. Você como um verdadeiro bereano deve ir atrás dessas fontes citadas por estes nobres irmãos e averiguar por você mesmo se são falsas ou verdadeiras. Creio que qualquer pessoa de boa índole e verdadeiros cristãos como os irmãos citados ao escreverem uma tese ou artigo devem se valer de fontes verdadeiras e não falsas. Como é você quem contexta o uso das fontes citadas pelos irmãos, creio que é você quem deve se aprofundar na pesquisa e averiguar por você mesmo a veracidade das mesmas. Mesmo porque se eles te respondessem que as fontes são verdadeiras, você poderia ainda assim continuar na dúvida, então cabe a você esmiuçar as fontes. Pelo que já pude ler de artigos e teses de alguns destes irmãos citados, tenho absoluta certeza e confiança na integridade das informações que os mesmos prestam a comunidade dos crentes.

    Ellen White pode sim ter cometido erros, assim como a maioria dos personagens bíblicos também cometeram em muitos aspectos, afinal nossa profetiza era um ser humano e não um ser não caído e perfeito. Se tens alguma dúvida em relação ao que EGW escreveu, siga o próprio conselho dela, esquadrinhe a Bíblia e lá você encontrará as respostas que procura. A Bíblia em primeiro lugar sempre!

    Deus o abençoe !

  9. RICARDO VICTAL DE LIMA disse:

    Queridos irmãos, que Deus abençoe a todos nós.
    Há algum tempo tenho lido o que posso a respeito das críticas concernentes à Ellen White. De modo que me sentiria feliz em ver as acusações de plágio, supressões e demais críticas sobre os escritos de Ellen etc. serem mais bem respondidas e elucidadas.
    É verdade, por exemplo, que no tempo de Ellen, o empréstimo literário que alguns hoje chamam de plágio não era proibido por lei. Entretanto, tenho tido dificuldade em entender o motivo, se é que isso é verdade, e sinceramente não sei, de Ellen White ter usado em determinados livros que escreveu cerca de 80 a 90% do conteúdo de livros escritos por outros autores. Como alguns críticos mencionam.
    Seria, por exemplo, como se pegasse 80% de uma obra de Machado de Assis e escrevesse uma obra colocando outro nome. A esse respeito lembro que certa vez na Faculdade, eu e minha esposa, tivemos que modificar um conto de Machado de Assis “Missa do Galo” com os mesmos personagens. Fizemos isso e ficou até legal. Mas, convenhamos, não é algo original.
    Voltando à questão, ainda abordando os escritos de Ellen White, embora a perícia e levantamentos feitos pela IASD a tenham isentado, levando em consideração as leis da época, de um suposto plágio, o que ela fez seria considerado hoje COM CERTEZA plágio.
    O fato de Ellen não ter cometido plágio foi admitido – complementando o parágrafo anterior – por um perito católico contratado na década de 1980 pela IASD: Vincent Ramik.
    Apesar de Ellen White ter se utilizado de grande nº de citações de outros autores. O perito Ramik não considerou que ela cometeu plágio ao escrever seus vários livros. Por quê? Porque Ramik levou em conta – novamente ratifico – que as leis da época não consideravam plágio o que Ellen White fez e por outro lado, o fato dela ter dado mais beleza e enfoques diferenciados aos empréstimos literários que fez.
    Também foi feito o Projeto Surpresa uma pesquisa de cinco anos sobre os escritos de Ellen White por iniciativa da própria IASD. Porém, apesar da pesquisa ter sido favorável constatou-se o seguinte:

    1) A maior porcentagem dos empréstimos literários foi encontrada no livro O Grande Conflito – 20.16%.

    2) No livro Sketches From de Life of Paul (Relatos da Vida de Paulo) foi encontrado 12,23% de empréstimos literários.

    3) No restante dos livros incluídos neste estudo foram encontrados 2% ou menos em seu total de empréstimos literários.

    É por isso que estou enviando este email de coração aberto, em busca da verdade. Uma vez que busquei e tenho buscado respostas para determinadas colocações feitas por Dirk e por Gordon.
    Se alguns textos e livros eram inspirados, não consigo entender por que ocorreu a supressão dos respectivos livros, os quais não foram mais editados e a modificação e supressão de muita coisa que foi escrita por Ellen White? Alguns críticos ( Dirk, Rea, Ubaldo Torres) afirmam que isso ocorreu devido aos graves erros existentes.
    Os livros e erros citados pelos críticos de Ellen White realmente existiram? Os erros e supressões ocorreram? Se existiram, por que não existem mais? Por que determinados livros não foram mais editados? É isto que não consigo entender.

    Obs. I: Num dos artigos de Bacchiocchi que li é demonstrado historicamente que o domingo passou a ser observado já no 2º século D.C.
    Deste modo há equívoco quanto à questão da origem do domingo ter surgido no 4º século como é afirmado no livro “Grande Conflito”. Daí, não conseguir entender o motivo de uma obra inspirada pelo ES “Grande Conflito” ser cometido um grave erro histórico em que se afirma que a observância do domingo para os cristãos surgiu no 4º século. Fato, aliás, refutado de forma mais elaborada e magistralmente por Samuelle Bacchiocchi, em seu livro: “Do sábado para o domingo”.

    Obs. II: Ainda que alguns críticos de Ellen White tenham deixado a desejar em sua vida pessoal ou tenham algum problema de natureza pessoal. Tais fatos fogem total e fortemente ao que está sendo questionado e problematizado. Não devendo ser motivo para que as citações das obras, das fontes e dos argumentos sejam desprezados e não conferidos. Agir de forma diferente somente funciona com pessoas desprovidas de senso crítico, além de revelar falta de seriedade em relação: ao conhecimento, à verdade, ao rigor acadêmico e porque não dizer ao espírito cristão que devemos ter.

    Obs.III: Li o livro Mensageira do Senhor e sinceramente e infelizmente, não encontrei no mesmo respostas satisfatórias às indagações de Gordon Shigley e Dirk Anderson.

    São perguntas, indagações e observações de uma pessoa que de forma sincera tem buscado obter adequado esclarecimento e refutação.

    Obrigado pela atenção.

    Que Deus os abençoe ricamente.
    Um abraço fraternal, em Cristo Jesus.

    Ricardo Victal de Lima.

  10. RICARDO VICTAL DE LIMA disse:

    Faltou dizer:
    1º Não estou discordando dos artigos de Gordon Shigley ( escrita num altíssimo nível) ou de Dirk Anderson. Mas tão-somente solictando ajuda para saber da verdade.

    2º Até o momento as indagações dos autores citados não foram respondidas adequadamente.

    Um abraço fraternal.
    Ricardo Victal de Lima.

  11. Olá Ricardo,

    Quanto ao fato do domingo ter sido primeiramente observado no segundo século ao invés do quarto, isso invalida o quarto mandamento do decálogo ? E quanto a luz que Ellen White recebeu, ela foi progressiva, no inicío nossos pioneiros não criam na trindade, comiam carne de porco..esses são só alguns exemplos. Exigir infalibilidade de um mero instrumento humano, não é um tanto demais? Já leste sobre como funciona a inspiração profética? Recomendo a leitura do livro “Assuntos Contemporâneos em Orientação Profética”, o qual o publicamos em formato de E-Book aqui no Blog, sendo possível se fazer o downloaddo mesmo> Deixo o link: https://setimodia.wordpress.com/2010/08/17/e-book-assuntos-contemporaneos-em-orientacao-profetica/

    Ademais a própria Ellen White, em O Grande Conflito, mesma afirma ter se valido de fontes literárias de terceiros:

    “Em alguns casos em que algum historiador agrupou os fatos de tal modo a proporcionar, em breve, uma visão compreensiva do assunto, ou resumiu convenientemente os pormenores, suas palavras foram citadas textualmente; nalguns outros casos, porém, não se nomeou o autor, visto como as transcrições não são feitas com o propósito de citar aquele escritor como autoridade, mas porque sua declaração provê uma apresentação do assunto, pronta e positiva. Narrando a experiência e perspectivas dos que levam avante a obra da Reforma em nosso próprio tempo, fez-se uso semelhante de suas obras publicadas. ” (O Grande Conflito pág 7).

    Entendo que você deva ser um bereano, excrutinando a verdade, mas tome cuidado em não se demorar em questões secundárias e se esquecer da urgente mensagem do evangelho que deve ser proclamada a todos. Ademais, como diz a Palavra Inspirada, pelos frutos de alguém o conhecemos, e que frutos tem produzido os escritos inspirados de Ellen White na vida de milhões de pessoas? Só Deus poderá dizer, no entanto posso falar por mim, seus escritos me ajudaram a ampliar meus conhecimentos da Palavra de Deus. Analise o conjunto de toda obra de EGW, impossível dizer que não exista ali inspiração advinda do Espírito de Deus, se assim fosse, vidas não teriam sido tocadas e transformadas pela forma como ela apresentou a pessoa e a vida de Jesus a seus leitores.

    Sobre plágio, Vincent L. Ramik, um especialista em patentes, marcas, e casos de direitos autorais. Depois de pesquisar cerca de 1.000 casos de direitos autorais da história jurídica norte-americana, emitiu um parecer de 27 páginas legais no qual conclui que “Ellen White não era uma plagiadora, e suas obras não constituem violação de direitos autorais / pirataria.

    Ela usou outras fontes”para ampliar ou declarar mais energicamente seus próprios temas transcendes, ela foi mestre , não escrava, de suas fontes” palavras de Herbert E. Douglass, Mensageira do Senhor, p. 461.

    Deus o abençoe irmão em suas pesquisas !

  12. RICARDO VICTAL DE LIMA disse:

    Queridos irmãos, que Deus nos abençoe.
    Diante dos meus comentários foi escrito o seguinte;
    Quanto ao fato do domingo ter sido primeiramente observado no segundo século ao invés do quarto, isso invalida o quarto mandamento do decálogo ?
    Resposta: É claro que não, o sábado é o dia do Senhor.
    Questionei unicamente um grave histórico no livro do livro ” O Grande Conflito” por saber ser o mesmo uma obra inspirada pelo Espírito Santo como acreditamos. Certo ou errado? Porém lendo a obra de nosso saudoso irmão, teólogo e pesquisador adventista Samuelle Bacchiocchi ” Do Sábado para o domingo” temos a demostração que a observância do domingo começou já no II século d.C. devido a pressão do imperador Adriano; como salienta Bacchiocchi. Por favor, não mude o foco das minhas sinceras dúvidas.
    Saiba que buscando a verdade mantive contato com o Dr. Herbert Douglass autor do livro ” Mensageira do Senhor”. Todavia infelizmente o Dr. Herbert Douglas, apesar de sua gentil atenção a mim dispensada, não conseguiu elucidar minhas dúvidas. Em razão de não ter respondido algumas perguntas que lhe fiz por email. Quais foram as perguntas? As perguntas, entre outras, que lhe fiz foram as seguintes: A) Os livros citados Por Gordon e Dirk em suas alegações referentes à Ellen White existem? B) A afirmação de Gordon Shigley de que Ellen White entregou 2000 panfletos escrito por Urias Smith falando do cruzamento de ser humano com animais e disto ter resultado raças de natureza inferiores e verdadeira ou falsa? ( Obs: Gordon deu todas as referências de suas citações). C) As afirmações de Dirk Anderson de que tudo que foi escrito por Ellen que a compremetia foi apagado e muitos livros deixaram de ser publicado é verdadeira ou falsa? Veja bem que são perguntas bem objetivas.
    Daí que por não ter tido as respostas, continuei com dúvidas. Isso por ter lido alguns artigos em que:
    1) Dirk Anderson citou vários livros que deixaram de ser publicados por conterem erros.
    2) O mesmo Dirk Anderson citou vários livros em que foram suprimidos textos.

    3) Gordon Shigley escreveu um belíssimo artigo ” Amálgama ” em que mostra que Ellen White se referia ao cruzamento de homens com animais mesmo.

    É sobre isso que quero saber. Os meus pedidos de esclarecimento tem um foco. Qual? as obras e livros que os autores Gordon Shigley e Dirk Anderson citam, dando aos mesmos nomes e referências.
    Repito mais uma vez, que solicitei ajuda aos irmãos: Michelson Borges, Leandro Quadros, Pr. Ozeas, Pr. Alberto Timm, Pr. Renato Stencel e Dr. Herbert Douglas; e ainda estou solicitando ajuda a fim de entender questionamentos que são feitos e para os quais não encontrei explicações.
    Ratifico, mais uma vez que não cabe aqui os problemas pessoais dos críticos de Ellen White. O que interessa e tão-somente a verdade.
    Por outro lado, ressalto que em sua resposta o irmão apenas repetiu o que havia dito sobre o perito Vincent Ramik, e nas outras observações passou infelizmente muito longe das minhas considerações. Não entendi!. Inclusive falei do Projeto Surpresa e aproveito para citar ainda o relatório Veltman. Todos eles favoráveis a Ellen White.
    Porém, além das indagações e perguntas não respondidas continuarem em aberto, não é um procedimento cristão aceitar algo só por aceitar.
    Quero deixar claro de forma fraternal que não estou tomando partido de ninguém.Apenas começando a achar estranho o fato de não estar tendo respondida questões que julgava fáceis de serem desmentidas, caso os autores Dirk Anderson e Gordon Shigley estejam errados. Só isso.
    Por fim, se for de seu interesse remeto-lhe os artigos de Gordon Shigley – escrito de forma respeitosa e num alto nível acadêmico – e o de Dirk Anderson.

    Que Deus nos ajude em nossa busca da verdade e nos faça sempre e sempre a ser a favor dela.
    Muito obrigado pela atenção.
    Um abraço fraternal, em Cristo Jesus.

    Ricardo Victal de Lima.

  13. Abraão Delmiro disse:

    Querido irmão, Ricardo. Com minhas humildes palavras, no intuito de quem sabe, tornar um pouquinho mais claro o assunto, gostaria de dizer que em relação ao artigo de Bacchiocchi, sobre a observância do domingo no 2º século, também concordo. Na verdade o inimigo de Deus sempre tentou levar os homens a fazerem contrário ao que Deus pede, por isso acho que muitissimo antes de Jesus já haviam os que preferiam guardar o domingo em lugar do sábado. E sobre o que E.G.W. falou sobre a observância do domingo no quarto século, também concordo e arrisco em dizer que ela não estava errada , pois se referia ao edito (decreto dominical) de Constantino em 7 de março de 321, dC. (4ºséc.). E sobre os comentários de GORDON e DIRK eu também gostaria de saber o conteúdo, pois confesso que não nunca li. Mas diria que, assim como na lei é obrigação de quem acusa provar a acusação, assim cabe a eles mostrar a fonte original daquilo que estão dizendo. Assim todos saberiam a veracidade dos fatos.

    Prá finalizar gostaria de dizer que vejo muita sinceridade em vossa pessoa, de acordo com a forma que vc coloca suas indagações. Inclusive apartir desse momento tomo a consciência de que devo, sempre que falar com Deus, orar por você. E sempre nas suas orações peça a Deus por mim também. Todos nós temos dúvidas, eu tenho as minhas, mas lembre sempre do essencial que Deus deixou para nossa salvação. Os escritos de E.W. não salvam, pois ela mesma disse que seus escritos são “uma luz menor para conduzir à luz maior” que é a bíblia. A bíblia é nossa única regra de fé e Jesus é quem nos salva.
    Que Deus lhe abençõe e toda sua família. E espero que a misericórdia e a graça de nosso Deus nos dê o direito à salvação pra que possamos nos encontrar na entrada dos portais da Canaã celestial. Amém.

  14. Ricardo Victal de Lima disse:

    Irmão, obrigado por suas palavras.
    Orarei pelo irmão.
    Peçamos a Deus que transforme os nossos corações e nos faça amar a todos, inclusive os que pensam diferente de nós.
    Creio que no Grande Dia será isso que o Pai Celestial cobrará de cada ser humano: o genuíno amor cristão que devemos ter uns pelos outros.
    Haja vista que independente da denominação, do credo religioso ou do que julgamos ser o mais correto. Deus olha o coração e só Ele é que sabe de todas as coisas.

    Um abraço fraternal e que Deus abençoe a todos nós, em nome de Jesus.

    Ricardo Victal de Lima.

  15. Ricardo Victal de Lima disse:

    Querido irmão Abraão Delmiro, o meu email é: ricardovictal@yahoo.com.br.
    Talvez o irmão possa me ajudar.
    Um abraço fraternal.

    Ricardo.
    IASD/Mallet/RJ

  16. Ricardo Victal de Lima disse:

    Queridos irmãos, a paz de Cristo.
    Já faz alguns meses que lhes enviei os artigos de Dirk Anderson e de Gordon Shigley.
    Lembro que naquela ocasião, os irmãos deste site prometeram que pesquisariam e me esclareceriam as dúvidas.
    Deste modo pergunto: – Como andam as pesquisas? Já têm algum esclarecimento para me dar.

    Ficarei aguardando o contato.

    Um abraço fraternal.

    Ricardo Victal.

  17. Olá Ricardo,

    Sugiro que vc entre em contato com o diretor do White Estate através do e-mail abaixo para esclarescer suas dúvidas.

    mail@whiteestate.org

    Deus o abençoe!

  18. Ricardo Viital de Lima disse:

    Tudo bem! Apenas lamento o fato.
    Uma vez que imaginava que os irmãos me dariam o esclarecimento que solicitei, como haviam me prometido que fariam..
    Obs: :Algum tempo atrás já havia enviado e-mail, ANTES DA ORIENTAÇÃO QUE ME DERAM, para o link que me indicaram e eles me remeteram para o Centro White. Enviei e-mall para o Centro White e também nada. NENHUM ESCLARECIMENTO. POR QUE SERÁ? ESTRANHO! MUITO ESTRANHO!

    Um abraço e fiquem com Deus.

    Ricardo Victal,

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s