Preparado para Servir

“Serei uma testemunha para o meu Senhor”

Por Ellen G. White

Deus tem o mais elevado padrão a ser alcançado por Seu povo, em relação ao alcançado no passado. O que posso dizer para despertar a consciência e a responsabilidade depositada sobre cada um, para que sejam semelhantes a Cristo em palavras e ações? […] Temos nós vivido as palavras de Cristo? Deveríamos estar em tão íntimo contato com Ele de tal forma que soubéssemos o que fazer para o avanço da obra de Deus. Quando tomamos Cristo como nosso exemplo na formação do caráter, fazemos decidido progresso. Quando desejamos ser como nosso Salvador, quando trabalhamos para o Senhor sem motivos egoístas, quando desviamos o olhar das opiniões finitas para fixá-lo nAquele que é muito sábio para errar e muito bom para nos causar danos, somos fortes na força do Senhor. […]

Colocando o Eu de Lado

Precisamos sentir nossa obrigação para com o Poder do alto. Sua presença está sempre conosco, afirmando Sua autoridade suprema e tendo em conta o serviço ao qual nos entregamos ou que impedimos […] “Não terás outros deuses diante de Mim.” Esse mandamento deve ser observado reverentemente, se quisermos cumprir o propósito de Deus ao nos criar e redimir. Devemos seguir em direção ao Céu, fazendo de Deus o primeiro, o último e o melhor em tudo. Ele deve ser, para nós, exclusivo, supremo e eternamente bom. […]

Deus nos aponta o caminho do dever, dizendo: “Este é o caminho, andai por ele.” Nesse caminho encontra-se a auto-negação e a cruz; ele é, porém, [o] único caminho de paz e segurança. Há muitos, entretanto, que viram as costas para esse caminho e seguem na companhia do egoísmo, companhia que deviam temer por vários motivos.

Jesus em Primeiro, Outros em Segundo

A revelação e a comissão divinas dadas a Moisés o tornaram grande. Ele não parou de pedir: “Mostra-me Tua glória.” E o Senhor fez Sua glória passar diante dele. Moisés falou com Deus face a face, como um homem conversa com seu amigo. A conscientização de sua incapacidade para realizar o trabalho entregue a ele, levou-o para Deus, a fim de pedir pelo povo sob sua liderança. Naturalmente ele era diferente, tardio em falar, hesitante, inseguro; mas foi eloqüente ao suplicar ao Senhor por seu povo. Ele o apresentou diante de Deus dizendo: “Ora, o povo cometeu grande pecado, fazendo para si deuses de ouro. Agora, pois, perdoa-lhe o pecado; ou, se não, risca-me, peço-Te, do livro que escreveste.”

A misericórdia era a lei da liderança de Moisés. Foi a misericórdia que falou através das palavras e atos de Cristo. Nem um fio de egoísmo se achava nEle. Para aqueles que hoje estão marchando sob o comando de Cristo, Deus concederá bondade, paciência, resignação, gentileza e coração confiante.

Contemplando Jesus

Os representantes de Cristo devem confiar constantemente em Sua sabedoria. Essa é uma necessidade para a segurança dos que são guiados por eles. Ser responsável e guiar o povo de Deus é uma obra solene e sagrada. Nesse trabalho, é necessária constante vigilância e oração e os que nele estão engajados, necessitam receber, diariamente, o dom da graça de Deus que os capacita a se comunicar com outros. […]
Deus requer de Seus obreiros um coração humilde, confiante e obediente, que ponha no serviço todo o ser. “Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos.” […] O único poder que é de valor aos olhos de Deus vem através da mansidão e humildade de Cristo.

Os obreiros de Deus devem, a cada dia, ser participantes da natureza divina. […] Só então Deus trabalhará por meio deles e com eles, habilitando-os para espalhar bênçãos aonde quer que forem, elevando a obra que Cristo está construindo, fortalecendo as mãos de Seus obreiros e discernindo, com clara percepção, o que necessita ser feito. Eles são colaboradores de Cristo, representando Seu caráter em bondade, compaixão e amor. […]

“Eu vos farei pescadores de homens”

Ao longo do caminho por onde viajamos, devemos deixar as pegadas do amor de Cristo. Esse amor, expresso nos atos da vida, sempre produz resposta. Resulta em ofertas de gratidão levadas a Deus por aqueles que apreciam Sua bondade. Os obreiros de Deus serão conhecidos pelo seu esforço para fazer avançar a Sua causa, em harmonia com o plano do Salvador.

Os que estão ligados a Deus como Seus colaboradores podem revelar a grandeza de alma apenas enquanto estiverem escondendo sua vida na vida de Cristo e esforçando-se para compreender o exaltado caráter do trabalho em que estão engajados. Uma verdadeira avaliação da santidade da obra de salvar homens e mulheres do pecado só pode ser adquirida enquanto a contemplamos à luz do sacrifício de Cristo. Ele espera que o Seu trabalho seja executado pela ação de cada um dos Seus seguidores, como ordenou em Sua Palavra: “Segue-Me.” Esse é Seu chamados para eles. Jesus veio ao nosso mundo para dar ao homem o exemplo de uma vida perfeita. Aquele que sacrifica tudo pelo serviço de Deus encontrará sua recompensa na obra de salvar o perdido e na alegria que sentirá ao ver um pecador rendido ao Salvador. É o desejo de Deus que, no esforço de salvar almas, o homem se esqueça de si mesmo. Ele chama portadores de luz para inundar o mundo com a luz da paz e da alegria que vêm de Cristo. Ele usará homens humildes, homens que reconhecem sua debilidade, que não pensam que o sucesso do trabalho depende deles. Ele usará homens cientes do trabalho que Deus requer: a semelhança com Cristo em palavras e atos. Tais homens revelarão que Cristo habita em seu coração, produzindo pureza para toda a vida.

______________________________________________

Esse artigo foi extraído de sua primeira edição na revista Advent Review and Sabbath Herald, hoje Adventist Review, de 24 de novembro de 1910. Os adventistas do sétimo dia crêem que Ellen G. White exerceu o dom profético bíblico durante mais de 70 anos de ministério público.

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Artigos Traduzidos - Adventist Review, Espírito de Profecia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s