Socorro bem presente

O Senhor é bom, é fortaleza no dia da angústia, e conhece os que nEle se refugiam. Naum 1:7.

Temos ricas promessas na Palavra de Deus, se tão-somente crermos e confiarmos nEle. Corremos o perigo de confiar em nossos próprios esforços humanos deficientes, e de não depositar nossa confiança em Deus. Todos os que têm uma parte a desempenhar nessa grande preparação da obra de Deus para estes últimos dias devem aproximar-se de Deus. Quando Deus envia Seus obreiros para que realizem uma missão especial para Ele, compromete-Se a ser um com eles, se forem um com Deus. Se, porém, se afastarem de Deus e procurarem realizar esse trabalho em sua própria força, encontrarão dificuldades e desalentos a todo passo. Temos aqui a promessa de que ao labutarmos para o Senhor Ele está à nossa direita, para ajudar-nos e trabalhar conosco.

Seria a maior tolice no mundo se qualquer de nós atribuísse a si mesmo a honra pelo êxito que venhamos a ter. Quanto mais humildemente andarmos com Deus, tanto mais Se manifestará Ele a nós para ajudar-nos. O Senhor jamais tencionou enviar Seus servos para realizarem algo para Ele com toda a oposição de Satanás e dos anjos maus contra eles, se não lhes proporcionar auxílio divino. A razão por que não temos maior êxito na obra é confiarmos em nossos próprios esforços, e não no auxílio que Deus quer dar-nos. É nosso privilégio sentir nossa debilidade, nossa desvalia, reivindicando então a ajuda que Deus proveu para nós. Podemos acatar a Palavra em nossa aflição e dizer, enquanto sentimos o peso das almas sobre nós: “Eis aqui, Senhor: Tu prometeste, e eu creio em Tua Palavra.”

Precisamos aprender a dirigir-nos a nosso Pai celestial assim como uma criança se dirige a seus pais terrestres. Ele diz: “Ou qual dentre vós é o homem que, se porventura o filho lhe pedir pão, lhe dará pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos Céus, dará boas coisas aos que Lhe pedirem?” Mateus 7:9-11.

Conquanto cada um dos obreiros de Deus deva cultivar suas faculdades da melhor maneira possível, não devem confiar nessas faculdades. Fazei de vós mesmos tudo que vós é possível fazer, e confiai então o resto a Deus.

Ellen G. White, Cuidado de Deus, pág. 264.

About these ads

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em O Cuidado de Deus e marcado . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s