A Profecia das Nações: Guia de Estudo Profético

Anunciando a volta de Jesus !

Daniel interpretando o sonho de Nabucodonosor.

Baseado em Daniel capítulo 2

Resumo da Estátua:

Ouro Babilônia 608-538 a.C
Prata Medo-Pérsia 538-331 a.C
Bronze Grécia 331-168 a.C
Ferro Império Romano 168-476 d.c.
Pés entre 351 e 476 temos a invasão do Império pelos bárbaros e sua consequente divisão em 10 Reinos ou a Europa ocidental até hoje.

Mais de 2500 anos atrás, em torno de 600 antes de Cristo, Nabucodonosor, Rei da Babilônia, que havia feito grandes conquistas, almejava estender as fronteiras do seu reino até as extremidades da Terra. No entanto, certa noite teve um sonho notável. Seu espírito ficou pertubado e perdeu o sono. Apesar de ter ficado impressionado com o que havia sonhado, ao acordar não pode se lembrar do sonho. Perplexo, ele convocou os sábios, os astrólogos, os adivinhos e os feiticeiros do seu reino para consultá-los. Ele queria que estes dissessem qual foi o seu sonho e a respectiva interpretação. Logicamente que os sábios não puderam desvendar o sonho, então o Rei Nabucodonosor enfurecido expediu um decreto mandando exterminar todos os sábios de seu reino. Esse decreto atingia também o jovem Daniel que era um escravo hebreu que servia na corte, bem como seus 3 companheiros. Daniel, de forma prudente, solicitou que o rei adiasse a sentença de morte; porque ele iria buscar auxílio ao Deus de seus pais. Então Deus revelou a Daniel, em visão, o sonho de Nabucodonosor e disse que cada parte da grande estátua simbolizaria um grande império que surgiria desde a época do reino da Babilônia até o estabelecimento do Reino de Deus. Dessa forma, Deus salvou a vida de Daniel e seus amigos; e Daniel foi elevado a condição de governador da Babilônia.

Vamos visualizar no gráfico e na tabela abaixo os Reinos como apresentados em Daniel capítulos 2 e 7. Perceba que em Daniel 7 eles são representados por animais. Estudaremos este capítulo em seguida.

Interpretação Básica Daniel 2 Daniel 7
1. Babilônia 

(608-538 a.C)

Cabeça de Ouro 

(versos 32, 37, 38)

Leão (versos 4, 7) 

Duas asas e mente de homem

2. Medo-Pérsia 

(538-331 a.C)

Peito e braços de prata. 

(versos 32, 39)

Urso (versos 5,17) 

3 costelas na boca, firmou-se em um lado

3. Grécia-Macedônia 

(331-168 a.C)

Ventre e quadris de cobre 

(versos 32, 39)

Leopardo (versos 6, 17) 

4 asas, 4 cabeças

4. Império Romano 

(168-476 d.C)

Pernas de ferro 

(versos 33, 40)

Animal terrível (versos 7,17,19,23) 

-

4.1. Reinos subsequentes 

(351-476)

Pés de barro e ferro (versos 33, 41-43) 

reinos fracos e fortes, tentariam se unir mediante casamentos.

10 Chifres do quarto animal* (versos 7, 8, 20, 24) 

3 Chifres caem**

………………….

* 1. Germanos = Alemanha, 2. Francos = França, 3. Burgundos = Suíça, 4. Suevos = Portugal, 5. Anglo-saxões = Inglaterra, 6. Lombardos = Itália, 7. Visigodos = Espanha.

** 8. Os Hérulos, 9. Os Vândalos e os 10. Ostrogodos não se tornaram nações européias.

5. Reino de Deus Pedra (versos 34, 35, 44 ,45) 

Ferro, cobre, prata e ouro destruídos.

“Toda a Terra, não passará a outro povo”

Filho do homem (versos 8-14, 18, 26-28) 

Animais e chifre pequeno destruídos

Reino dado aos santos

Reino eterno, jamais será destruído.

Baseado em Daniel capítulo 7

O capítulo 7 de Daniel continua a história contada no capítulo 2, mas utilizando ANIMAIS como símbolos, ao invés da estátua. Ele conta a mesma história, porém com MAIS DETALHES:

1. BABILÔNIA

O primeiro Reino, Babilônia é simbolizado por um leão com asas. Os Babilônios mantiveram o domínio de todo o mar mediterrâneo desde 608 AC até aproximadamente 538 AC quando foram vencidos pelos Medos-Pérsas.

2. MEDO-PERSIA

O segundo reino, a Média e a Pérsia são representados por um urso. Reinou de 538 AC até 331 AC quando foram derrotados pelos gregos.

3. IMPÉRIO GREGO-MACEDÔNICO

O terceiro Reino, o Império Grego é simbolizado por um Leopardo com 4 cabeças e 4 asas. O Reino foi estabelecido por Alexandre O Grande. Após a morte de Alexandre, o Reino foi dividido entre os 4 de seus principais generais: Cassandro, Seleuco, Lísimaco e Ptolomeu em cumprimento das 4 cabeças simbólicas do animal. Reinou de 331 AC até 168 AC.

4. O IMPÉRIO ROMANO

Reinou de 168 AC até 476 quando foi dividido pelas tribos bárbaras. O Império Romano foi o mais carniceiro de todos. Além de ter destruído Israel, acabou perseguindo os cristãos por quase 3 séculos até o Edito de Tolerância em 311 DC. Por isso ele é descrito tendo dentes de ferro.

A Europa Dividida = 10 chifres

Como já foi visto, após o Império Romano a Europa foi dividida pelas tribos bárbaras. No capítulo 2 de Daniel isso é representado pelos 10 dedos dos pés da estátua. No Capítulo 7 é representado pelos 10 chifres que sobem do último animal. Repare nos 10 chifres.

A Europa se dividiu nas 10 seguintes tribos Bárbaras:

Elas se tornaram em países europeus atuais: MAPA ATUAL:

Vejamos a divisão dos 10 dedos/ 10 chifres da profecia:

1. Germanos = Alemanha
2. Francos = França
3. Burgundos = Suíça
4. Suevos = Portugal
5. Anglo-saxões = Inglaterra
6. Lombardos = Itália,
7. Visigodos = Espanha.
8. Hérulos
9. Vândalos
10. Ostrogodos

A profecia diz que 3 chifres seriam derrubados, ou seja, 3 tribos não se tornariam nações européias. É o caso dos Hérulos, Vândalos e Ostrogodos.

O Décimo Primeiro Chifre

O CHIFRE PEQUENO (A Nação Pequena)

A profecia diz que dentre os 10 chifres, surgiria um 11° Chifre que seria diferente de todos os outros pois teria OLHOS E BOCA E FALARIA CONTRA DEUS:

O ato de falar contra Deus denota que ele é um poder religioso.

A profecia também diz que ele é que derrubaria 3 chifres, ou seja, os Hérulos, Vândalos e Ostrogodos por não aceitarem sua autoridade.

O ato de derrubar poderes políticos denota que ele também seria um poder político.

Assim o 11° Chifre é um PODER RELIGIOSO + POLÍTICO, sendo símbolo da IGREJA CATÓLICA ROMANA.

A História mostra que os Hérulos caíram em 493, os Vândalos em 498 e os Ostrogodos em 538. Em 538 o Imperador Justiniano declarou o Papado o líder das Igrejas Cristãs.

As 3 Características principais do Chifre Pequeno (Daniel 7:25)

1) Ataca a Lei de Deus, modificando e apagando mandamentos:

A Igreja Católica não ensina os 10 mandamentos conforme estão em Exodo Capítulo 20. Ela apagou o segundo mandamento que proíbe o uso de imagens em cultos e o quarto mandamento que trata da guarda do sábado foi modificado para “guardar domingos e festas”.

2) Ataca o calendário que Deus estabeleceu

O profeta Daniel também diz que ele alteraria os tempos (Versão Almeida de Daniel 7:25) ou o calendário do mundo (Edição Pastoral Católica de Daniel 7:25). Novamente a profecia se mostrou infalível, afinal foi a Igreja Romana quem instituiu o calendário solar de 12 meses intercalados de 31, 30 dias, com a diferença no mês de fevereiro. Este calendário vai contra o calendário divino solar-lunar de Israel que trazia o mês fixo de 30 dias . Igualmente contagem do início do dia foi modificado do bíblico pôr do sol para a meia-noite, tornando mais difícil a obediência do quarto mandamento da lei de Deus (Exodo 20:8-11).

Nosso calendário é chamado de gregoriano, pois foi imposto pelo papa Gregório XIII (1582).

3) Reina por 3 anos e meio, 1260 dias ou 42 meses

Em profecia 1 dia equivale a 1 ano. Veja Ezequiel 4:6 e Números 14:34.

No calendário judaico o ano tinha 360 dias e o mês 30 dias fixos.

Dessa forma: 42 meses = 3 anos e meio = 1260 dias.

Os 3 anos e meio aparecem em Daniel 7:25 e Apocalipse 12:14.

Os 1260 dias aparecem em apocalipse 12:6.

Os 42 meses aparecem em Apocalipse 13:5.

Assim 1260 dias proféticos são 1260 anos. Isso significa que a nação pequena governaria por 1260 anos. No ano 533 o Imperador Justiniano lançou um decreto na qual tornava o Bispo de Roma cabeça de todas as igrejas da Cristandade, ganhando poder religioso e temporal. No entanto esse decreto só entrou em vigor no ano de 538. Dessa forma a Igreja passou a sub-governar a Europa ocidental. Os outros países ficaram sob sua influência durante a longa Idade Média. 1260 anos depois, em 1798, na época da Revolução Francesa, o General Francês Berthier invadiu Roma.

Após ser apresentado o Chifre Pequeno reinando por 1260 anos/ 3 anos e meio, o capítulo 7 de Daniel termina com o estabelecimento do Reino de Deus:

Resumo:

Vimos anteriormente a identidade dos 4 primeiros impérios que foram revelados ao profeta Daniel:

1. Leão = Babilônia
2. Urso = Medo-Pérsia
3. Leopardo = Império Grego
4. Animal Terrível = Império Romano

Divide-se em 10 nações Bárbaras da Europa Ocidental. Surge dentre elas uma pequena nação, ou chifre pequeno, simbolo da Igreja Romana que:

Altera a Lei de Deus, persegue os santos e muda o calendário Juliano. O tempo que persegue o povo de Deus é de 42 meses, ou 3 anos e meio, ou 1260 dias ou como 1 dia em profecia equivale a 1 ano, 1260 anos. Tal período vai do decreto de Justiniano em 538 até a invasão francesa de 1798.

A Igreja perde o poder temporal entre 1798 e 1929.

Em 1929 seu poder é restaurado parcialmente com o Tratado de Latrão.

Agora que já estabelecemos os conceitos básicos da profecia passada, podemos entrar em fatos do futuro.

Baseado em Apocalipse Capítulo 13

A PRIMEIRA FERA de Apocalipse 13

O próximo animal apresentado nas escrituras mostra o poder religioso (que já foi apresentado como um Chifre Pequeno) estabelecido como uma fera de 7 cabeças e 10 chifres:

O Chifre Pequeno de Daniel 7 e a Primeira Fera do Apocalipse 13 são o mesmo poder:

Em Daniel 7 a profecia havia parado no momento em que termina os 1260 anos. Logo depois disso é dado inicio o Reino de Deus. Porém, Apocalipse 13 continua além dos 1260 anos declarando que a ferida mortal que a fera recebeu é CURADA:

Apoc 13:3 E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta.

A ferida mortal dada ao fim dos 1260 anos, ou seja, a ferida dada em 1798 seria curada.

A igreja recuperaria o poder temporal. Tal fato se cumpriu com o Tratado de Latrão assinado pelo fascista Mussolini em 1929 que restaurou o Reino, o Chifre pequeno, criando o Pequeno Estado do Vaticano.

A SEGUNDA FERA de Apocalipse 13

Enquanto a Igreja estava enfraquecida, surge um novo poder no cenário. Trata-se de uma nação que na última geração controla toda a ECONOMIA GLOBAL, podendo escolher quem poderá comprar e vender (aplicando sanções econômicas a grupos dissidentes).

Em 1776 surgiu os Estados Unidos da América (quase no fim dos 1260 anos, que acabaram em 1798).

O PRESENTE

Em 1851 um estudioso da Bíblia chamado John N. Andrews (1829-1883) publicou um artigo sobre a sua descoberta de que os EUA são representados na profecia cristã como a segunda besta de Apocalipse 13:11-17.

Então ele chegou a conclusão de que os Estados Unidos se tornariam a nação mais poderosa do mundo. Isso porque o livro do Apocalipse declara que a segunda besta controla a economia global a ponto de fazer os cristãos não poderem comprar e nem vender.

Em 1851 (data da descoberta) os Estados Unidos não estavam nem entre as 10 maiores potências do mundo. Apenas em 1945 os EUA se tornaram uma superpotência e só em 1991 se tornaram a única superpotência mundial.

Durante todo o século 19 e 20 a interpretação de Andrews foi considerada fantasiosa e até mesmo ridícula.

Hoje os EUA controlam 1/3 da economia global e após o 11/09/2001 passaram a se tornar um Império.

O destino americano é se tornar uma ditadura NA ÚLTIMA GERAÇÃO e perseguir os cristãos verdadeiros.

A profecia diz que a nação americana se aliará ao PAPADO, a PRIMEIRA FERA, com o objetivo de impor ao mundo uma NOVA ORDEM MUNDIAL. Para tanto se utilizará de leis religiosas, acabando com a separação entre Igreja e Estado.

Há 150 anos atrás John N. Andrews descobriu que AMÉRICA abandonará a democracia e se unirá ao papado para violar as consciências.

O começo da profecia já pode ser visto no presente. Os protestantes mudaram radicalmente sua posição clássica de que o Papado é o anticristo e hoje o chamam de SUA SANTIDADE, LÍDER MORAL DO MUNDO e participam ativamente de acordos ecumênicos. Há 100 anos atrás isso seria considerado inaceitável. Grande parte do congresso americano era protestante (anglicanos, batistas, presbiterianos, metodistas etc), e considerava o papado o anticristo da profecia bíblica. Esta é uma das razões porque os religiosos americanos no século 19 consideraram absurdas as descobertas de John N. Andrews a respeito da mudança de espírito que ocorreria na sua própria nação. Um bom exemplo dessa mudança é que somente em 1984 os Estados Unidos ataram relações diplomáticas com o Estado do Vaticano. Os protestantes nos últimos 24 anos praticamente desprezaram quase todas as declarações de fé dos séculos 16, 17 e 18, e a história deu uma guinada espetacular em direção ao cumprimento das profecias bíblicas.

O FUTURO

Os acontecimentos finais serão rápidos. Não sabemos em detalhes o que levará a nação americana a se tornar uma ditadura religiosa com aparência de cristianismo: possivelmente por causa das guerras, crises econômicas, desastres naturais etc. A profecia diz que no inicio a nação americana seria mansa COMO UM CORDEIRO, mas depois falaria como um DRAGÃO (Apoc. 13:11). Embora atualmente já possamos constatar os INDÍCIOS do Dragão, ainda é mantida a democracia. No futuro, protestantes e católicos exercerão sua influência para estabelecer leis religiosas sob o manto do Estado. Só que existe um porém: A PRIMEIRA FERA, símbolo do papado “cuidou em mudar as leis de Deus e seu calendário”(Daniel 7:25). Sendo assim não serão as leis de Deus que serão advogadas pela nação americana, mas as leis da Besta. A Igreja Romana atacou com vigor o quarto mandamento da lei de Deus que se refere a semana de trabalho, a comprar e vender:

O quarto mandamento diz: LEMBRA-TE DE SANTIFICAR O DIA DE SÁBADO. (Êxodo 20:8-11). Assim, a marca da besta somente pode ser uma CONTRAFAÇÃO ao mandamento de Deus que se refere a SEMANA COMERCIAL que Deus estabeleceu (primeira feira a sexta feira) Dessa maneira os Estados Unidos em prol da FAMILIA, DA ECOLOGIA, DA RELIGIÃO E “DE TUDO DE BOM”, unido a Roma, estabelecerão LEIS DOMINICAIS rígidas. Isso mexerá diretamente com quem GUARDA OS MANDAMENTOS DE DEUS. Todo aquele que decidir obedecer ao 4° mandamento de Deus será despedido de seu emprego, por não se conformar à semana de trabalho que será fixada de segunda a sábado. Será difícil arranjar emprego de segunda a sexta (como ocorre hoje), pois o domingo se tornará feriado universal. Toda pessoa terá que fazer sua decisão. Ficar ao lado de Deus e padecer desemprego e perda de bens, ou ficar do lado do Estado e as religiões unidas em prol da família, da ecologia “e tudo de bom”. Após TODO O MUNDO tomar a sua decisão, Deus enviará 7 Pragas sobre aqueles que quebram seus mandamentos e por fim ocorrerá a maravilhosa SEGUNDA VINDA.

A Marca da Besta

O significado é dado na Biblia!

Existem muitas pessoas sinceras que amam a Deus, mas buscam interpretar as profecias biblicas com informações trazidas de FORA da Biblia. Isso não pode ocorrer. A Biblia interpreta a si propria, visto que é um livro inspirado por Deus, de revelação divina. Ela mesma lança luz sobre seus símbolos. O Profeta Isaias já havia nos alertado como conseguir entender a Biblia:

O PRINCIPIO DE ISAÍAS:

(Isaías 28:13) – Assim, pois, a palavra do SENHOR lhes será mandamento sobre mandamento, mandamento sobre mandamento, regra sobre regra, regra sobre regra, um pouco aqui, um pouco ali; para que vão, e caiam para trás, e se quebrantem e se enlacem, e sejam presos.

Como Deus já sabia que a maioria das pessoas não estariam interessadas em procurar na Biblia UM POUCO AQUI E UM POUCO ALI, ele disse o que ocorreria com eles: Cairiam para trás, seria enlaçados, ou seja, em suas explicações não biblicas.

Como nós não queremos ser enganados (enlaçados), devemos seguir aquilo que Deus ensinou ao profeta Isaías e procurar na propria Bíblia o significado das coisas.

Vejamos o que a Biblia diz sobre a marca da besta:

(Apocalipse 13:16-17) – “E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome”.

Agora que lemos o símbolo profetico (palavras obscuras) temos que nos perguntar:

Em algum lugar da Biblia fala que temos que ter uma marca na mão e na testa, em uma linguagem que seja clara, ou seja, não profética?

Resposta: Sim, vejamos a passagem:

(Deuteronômio 6:2) – Para que temas ao SENHOR teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias da tua vida, e que teus dias sejam prolongados.
(Deuteronômio 6:4) – Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR.
(Deuteronômio 6:5) – Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.
(Deuteronômio 6:6) – E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração;
(Deuteronômio 6:7) – E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.
(Deuteronômio 6:8) – Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos.
(Deuteronômio 6:9) – E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas.

Como vemos, a Biblia diz que os mandamentos de Deus devem estar no coração, na mão, na testa e nos umbrais das portas. Devem ser ensinados aos filhos e praticados.

NA NOVA ALIANÇA o Espírito Santo escreveria os mandamentos de Deus na nossa mente e coraçao para serem praticados:

(Hebreus 10:15) – E também o Espírito Santo no-lo testifica, porque depois de haver dito:
(Hebreus 10:16) – Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos;

CONCLUSÃO Parcial:

1. Apocalipse fala de algo colocado na testa e na mão direita. Algo que não sabemos porque a linguagem é profetica, simbolica, obscura.

2. A Linguagem clara do livro de Deuteronomio e do livro de Hebreus diz que é a lei de Deus que deve estar na nossa testa, na nossa mão, na nossa mente, no nosso coração e se possivel até nos umbrais das portas hehehehehe.

3. Dessa maneira chegamos a conclusão, obedecendo ao principio do profeta Isaias de procurar um pouco aqui e um pouco ali, de que a marca da besta é algo que seja contra a Lei de Deus.

4. Conseguiram entender como se desvenda profecias? A RESPOSTA ESTÁ NA PRÓPRIA BIBLIA.

A Biblia é nossa amada. Se fugirmos da Biblia, cada pessoa terá uma opinião diferente do que seja a marca da besta. E opinião é que nem roupa: todo mundo tem uma diferente. E se buscarmos ouvir homens e não a Biblia, seremos ENLAÇADOS, presos, como disse o profeta Isaías. Haveria discussões intermináveis e anos após anos, nunca saíriamos do lugar.

Mas a Biblia traz a resposta para seus símbolos. Ela foi arquitetada pelo ARQUITETO DO UNIVERSO para nos dar as respostas que precisamos.

Vamos praticar?

Agora vou deixar a segunda parte do estudo com vcs: vamos ver se alguem consegue descobrir.

No estudo anterior vimos que a idéia de algo escrito na nossa mão e na nossa testa, está ligado aos mandamentos de Deus. E que se a marca da besta é uma coisa má, só pode ser algo CONTRA os mandamentos de Deus.

Agora, fica para vcs analisarem a seguinte informação em negrito:

(Apocalipse 13:16) – E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,
(Apocalipse 13:17) – Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

1. Seguindo o principio do profeta Isaias, (da pesquisa) o que será que eu devo procurar na Biblia?

Dica: Aonde na Biblia fala de comprar e vender? De ato de Comércio? Deus possui algum mandamento ligado a atos de comércio?

(Apocalipse 13:17) – Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

2. Vamos analisar agora a palavra SINAL. Aonde na Biblia encontramos a palavra Sinal? Deus possui algum SINAL?

(Apocalipse 13:17) – Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. (666)

3. Vamos analisar agora o numero 666. Aonde na Biblia aparece de novo o numero 666?

Respostas:

(Apocalipse 13:17) – Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

1. Onde na Biblia fala de comprar e vender? De ato de Comércio?

(Neemias 13:15) – Naqueles dias vi em Judá os que pisavam lagares ao sábado e traziam feixes que carregavam sobre os jumentos; como também vinho, uvas e figos, e toda a espécie de cargas, que traziam a Jerusalém no dia de sábado; e protestei contra eles no dia em que vendiam mantimentos.
(Neemias 13:16) – Também habitavam em Jerusalém tírios que traziam peixe e toda a mercadoria, que vendiam no sábado aos filhos de Judá, e em Jerusalém.
(Neemias 13:17) – E contendi com os nobres de Judá, e lhes disse: Que mal é este que fazeis, profanando o dia de sábado?
(Neemias 13:18) – Porventura não fizeram vossos pais assim, e não trouxe o nosso Deus todo este mal sobre nós e sobre esta cidade? E vós ainda mais acrescentais o ardor de sua ira sobre Israel, profanando o sábado.
(Neemias 13:19-21) – Sucedeu, pois, que, dando já sombra nas portas de Jerusalém antes do sábado, ordenei que as portas fossem fechadas; e mandei que não as abrissem até passado o sábado; e […] Daquele tempo em diante não vieram no sábado.

Deus possui algum mandamento ligado a atos de comércio?

4° mandamento:

(Êxodo 20:8) – Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
(Êxodo 20:9) – Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.
(Êxodo 20:10) – Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.
(Êxodo 20:11) – Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou.

Como vemos, Deus estabeleceu a semana de trabalho no Éden do primeiro ao sexto dia da semana. No sétimo dia ele proibiu a COMPRA E A VENDA.

*** As seguidoras de Cristo sabiam disso:

(Lucas 23:56) – E, voltando elas, prepararam especiarias e ungüentos; e no sábado repousaram, conforme o mandamento.

*** Paulo sabia disso:

(Atos 16:13) – E no dia de sábado saímos fora das portas, para a beira do rio, onde se costumava fazer oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que ali se ajuntaram.

*** Jesus sabia disso:

(Lucas 4:16) – E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler.

Conclusão Parcial

Anteriormente tinhamos visto que a marca da besta era algo contra os mandamentos de Deus. Mas qual mandamento? Agora chegamos a conclusão de que a MARCA DA BESTA é algo contra o mandamento do sábado, o QUARTO mandamento da lei de Deus (Exodo 20:8-11) = o único mandamento de Deus que se refere a COMPRAR E VENDER. A Marca da Besta seria uma cópia, UMA ATAQUE, uma deturpação e além disso, uma SUBSTITUIÇÃO a lei divina.

2. Vamos analisar agora a palavra SINAL. Aonde na Biblia encontramos a palavra Sinal? Deus possui algum SINAL?

Apocalipse 13:17) – Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

Jesus se refere a um SINAL DO FILHO DO HOMEM:

(Mateus 24:30) – Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

Cristo falou de um sinal específico que o identifica, que identifica seu SENHORIO, sua AUTORIDADE:

(Mateus 12:8) – Porque o Filho do homem é o Senhor do Sábado.

Jesus se identifica como o DEUS DA CRIAÇÃO, que proibiu o COMERCIO no dia de sábado.

O profeta Ezequiel fala claramente e sem rodeios:

(Ezequiel 20:20) – E santificai os meus sábados, e servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR vosso Deus.

Dessa maneira vemos que DEUS deixou um SINAL no tempo de sua autoridade. Proibiu seus filhos de COMPRAR E VENDER no dia de sábado. Satanás também possui um SINAL de sua autoridade. Estabeleceu uma semana de trabalho satanica e levou o mundo a desprezar o sinal de Deus. Então Satã estabeleceu SEU SINAL NO LUGAR.

Hoje a semana de trabalho comercial é a seguinte:

1—–2—–3—–4—–5—-6—–7
DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

Satanás instituiu um falso dia de descanso como se observa acima. Mas isso ainda não é em si a marca da Besta, embora seja quase….

3. Vamos analisar agora o numero 666. Aonde na Biblia aparece de novo o numero 666?

(Apocalipse 13:17) – Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. (666)

Como vimos anteriormente não é seguro irmos em fontes fora da Bíblia para identificar simbolos proféticos. Aonde mais então aparece o numero 666?

(I Reis 10:14) – E o peso do ouro que se trazia a Salomão cada ano era de seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro;

(II Crônicas 9:13) – E o peso do ouro, que vinha em um ano a Salomão, era de seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro,

(Daniel 3:1) – O REI Nabucodonosor fez uma estátua de ouro, cuja altura era de sessenta côvados, e a sua largura de seis côvados; levantou-a no campo de Dura, na província de Babilônia.

(Daniel 3:6) – E qualquer que não se prostrar e não a adorar, será na mesma hora lançado dentro da fornalha de fogo ardente.

(Gênesis 1:27) – E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

(Gênesis 1:31) – E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.

Acima encontramos dados interessantes que poderiam render horas e horas de pregação. Em síntese vemos que o homem foi criado no SEXTO DIA. Embora ele tenha sido criado perfeito, depois se tornou imperfeito e o numero 6 em si se tornou símbolo de IMPERFEIÇÃO.

Nabucodonosor fez uma estatua de 66 covacos (medida antiga) e emitiu uma ordem para que todos a adorassem.

Salomão arrecadava anualmente 666 toneladas de ouro, no entanto isso não lhe trazia felicidade.

A questão é:

Se 6 é o numero do homem, e 666 do mal, qual o numero do bem, o numero de Deus?

(Apocalipse 2:1) – ESCREVE ao anjo da igreja que está em Éfeso: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro

(Apocalipse 4:5) – E do trono saíam relâmpagos, e trovões, e vozes; e diante do trono ardiam sete lâmpadas de fogo, as quais são os sete espíritos de Deus.

Vamos evitar citar mais versos para não prolongar em demasiado o estudo. SE vc quiser constatar mais, basta ler o apocalipse. O livro TODO está dividido em ciclos de 7. São 7 trombetas, 7 selos, 7 igrejas, 7 pragas etc. É tão explícito que parece até uma brincadeira divina.

Novamente o numero 7 nos indica o quarto mandamento:

(Êxodo 20:11) – Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou.

CONCLUSÃO:

Como vemos, tudo na marca da besta nos remete a uma lei de Deus que se refere a comércio, compra, venda e trabalho: o 4° mandamento. O 6 se torna um opositor simbólico do número 7, que novamente é uma referencia ao 4° mandamento.
Assim temos:

***MARCA DE DEUS

4° mandamento

***MARCA DA BESTA

Uma falsificação do 4° mandamento que interfira na semana de trabalho e leve o povo de Deus ao desemprego, a ser privado da compra e venda na NOVA ORDEM MUNDIAL.

A Carta Papal ”DIA DO SENHOR” de 1998 nos informa como a marca da besta será estabelecida

67 2° paragrafo: Por isso, é natural que os cristãos se esforcem para que, também nas circunstâncias específicas do nosso tempo, a legislação civil tenha em conta o seu dever de santificar o domingo. Em todo o caso, têm a obrigação de consciência de organizar o descanso dominical de forma que lhes seja possível participar na Eucaristia, abstendo-se dos trabalhos e negócios incompatíveis com a santificação do dia do Senhor, com a sua alegria própria e com o necessário repouso do espírito e do corpo.

Assim quando no futuro, quando a “legislação civil tenha em conta o seu dever de santificar o domingo”, a marca da besta estará em vigor.

Observação final:

De acordo com o livro de apocalipse, quem receber a marca (lei) da Besta receberá as 7 pragas da parte de Deus. Assim quando a legislação civil santificar o domingo, o falso dia sagrado e acabar com a liberdade religiosa dos que guardam os mandamentos de Deus, ELE enviará 7 Pragas sobre os que receberam de bom grado a lei da besta.

Porque são sete Pragas (ver Apoc 16)?

Porque é justamente a pena para os que violaram, desprezaram e pisaram na santificação do verdadeiro dia do Senhor, o sétimo dia da semana.

Fonte: Blog Adventismo em Foco

About these ads

Sobre Blog Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Esse post foi publicado em Profecias e marcado . Guardar link permanente.

5 respostas para A Profecia das Nações: Guia de Estudo Profético

  1. Pingback: A Profecia das Nações: Guia de Estudo Profético (via SÉTIMO DIA) | Adventismo em Foco

  2. PAMELA disse:

    Muito interessante este texto continha partes biblicas que eu não sabia vou salvar no favorito para poder ler com mais tempo já guardo o Sabado é realmente isto o dia nasce no por do sal e se fecha ao por do sol e não a meia noite. Parabéns por pregar o evangélho

  3. site maravilhoso e muito completo, coisas que o próprio Daniel Não entendeu; e hoje está sendo revelado e muito bem explicado dentro do Livro sagrado, o povo precisa e muito destas coisas

  4. Carol disse:

    Ótima explicação!

  5. José Antonio disse:

    José
    Dei uma lhada rapida no materia e gostei muito, tanto que coloquei site no meus favoritos

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s