2 de Outubro — Dia dos Anjos da Guarda

Nesta data, dia 2 de Outubro, comemora-se no calendário cristão o Dia dos Anjos da Guarda! Essa festividade religiosa surge em meados do século VII na Inglaterra Medieval quando alguns pais se reunem com suas crianças para homenagearem seus anjinhos da guarda. Depois de algum tempo, no Anno Domini 1111, surge essa linda reza do catecismo:

Angele Dei,
Qui custos es mei,
Me, tibi commissum pietate superna,
Illumina, custodi,
Rege et guberna.
Amen!

Quando foi em 1608 A.D., o Sumo Pontífice de Roma universaliza o Dia dos Anjos da Guarda estabelecendo-o oficialmente como feriado da cristandade. E para comemorar essa data, aqui no Blog, faremos uma breve análise sobre a relação das religiões com os Anjos.

A ANGEOLOGIA E AS RELIGIÕES

Por Marllington Klabin Will.

Segundo o cristianismo, Deus envia n o nosso nascimento um anjo da guarda para nos proteger durante toda a nossa vida (Êx. 23:20 e Sl. 34:7). Os anjos aparecem em vários momentos da história narrada na Bíblia, como quando três anjos apareceram a Abraão, outro anjo acompanhou Tobias, Isaías fala de serafins, a Virgem Maria recebeu uma visita angélica naBernhard_Plockhorst_-_Schutzengel anunciação do futuro nascimento de Cristo, e o próprio Jesus fala deles em vários momentos, como quando sofreu a tentação no deserto e na cena do horto das oliveiras, quando um anjo lhe ofereceu o cálice da Paixão. O profeta Ezequile e o apóstolo Paulo falam de várias espécies de anjos (Ez. 1:4-25 e Ef. 1:21).

Mas apesar de a fonte primária ao estudo dos anjos ser as citações bíblicas, a tradição católica em tempos posteriores, através da patrística, enumerou muitos graus de hierarquias angélicas para diversas espécies de anjos, sendo eles Serafins, Querubins, Tronos ou Ofanins, Dominações, Virtudes, Potestades, Principados, Arcanjos e Anjos. Essa classificação é oriunda em boa parte do paganismo greco-romano.

Para o Espiritismo, os anjos seriam apenas os espíritos desencarnados que guiam a cada um de nós (KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos, Pt II, cap. 1).

Já as tradições astrológicas geralmente atribuem nomes para os anjos “embaixadores” dos planetas responsáveis pela influência na vida do homem..

A Teosofia, uma espécie de mistura de Filosofia, Religião e Ciência, admite a existência dos seres angélicos, e várias classes dentre eles, embora existam relativamente poucos estudos neste campo que as sistematizem profundamente.

E o Hinduísmo influencia o Budismo e ambos falam dos Devas, uma versão angelical semelhante às outras religiões ocidentais, sendo “seres brilhantes” ou “autoluminosos”.

Na questão de angeologia, a religião que mais se aproxima da crença cristã adventista é o islamismo, tendo herdado essa doutrina das tradições dos Zoroastrianismo e do Judaísmo, dividindo os anjos em dois partidos principais, os bons, fiéis a Deus, e os maus, cujo chefe é Iblis ou Ash-Shaytan, o tal do Lúcifer cristão. Por outro lado, existe também no islamismo uma pequena categorização hierárquica, mas semelhante às descrições bíblicas.

E, claro, não poderíamos terminar o artigo sem mencionar o diferencial da angeologia adventista!

O Anjo do Senhor

Na Bíblia, sobretudo no Antigo Testamento, há várias menções à aparição do “Anjo do Senhor”. Essa expressão causa tanta curiosidade po r tratar-se não apenas de mais um anjo e sim de um anjo específico, considerando seu artigo definido. O relato fala de vários contatos comimg.php personagens bíblicos, entre os quais Abraão, Hagar, Gideão, Josué, sendo aparições do próprio Deus e constituindo, portanto, uma cristofania. (Cristofania é um conceito teológico para designar as aparições de Cristo pré-encarnado ocorridas no Antigo Testamento, como o quarto elemento na fornalha de Nabucodonosor. Há indícios de que até mesmo o sacerdote Melquisedeque poderia ter sido uma cristofania.)

A seguir, resumimos dez semelhanças bíblicas entre esse Arcanjo e o Messias:

1. A palavra “Arcanjo” significa “Acima dos Anjos”. Jesus está acima dos anjos.

2. O nome “Miguel” significa “Aquele que é qual Deus”. Jesus possui todos os atributos de Deus.

3. Miguel luta com Satanás e tem poder para vence-lo (Ap. 12:7; Dn. 10:13). Jesus tem a função de destruir Satanás (Tito 1:2).

4. Miguel tem seus próprios anjos (Ap. 12:7). Jesus é descrito da mesma maneira (Mt. 24:30-31).

5. Quando Miguel se levantar, haverá grande aflição como nunca houve (Dn. 2:1). A mesma coisa acontecerá na volta de Cristo (Mt. 24:21).

6. A vinda de Miguel está relacionada com a ressurreição (Dn. 2:2). Idem com a vinda de Jesus (Jo. 5:28-29; 1Ts. 4:16).

7. Quando Miguel se levantar, viverão os que estiverem com o nome no livro da vida (Dn. 12:1). Na volta de Cristo ocorrerá o mesmo (Ap. 3:5).

8. Miguel é chamado de “o Grande Príncipe” que está “a favor dos filhos do teu povo” (Dn. 12:1). Deus elevou a Jesus “a Príncipe e Salvador”, para estar a favor dos Seus filhos, dando “o arrependimento e a remissão dos pecados.” (At. 5:31).

9. “Miguel, vosso Príncipe”, “se levanta a favor dos filhos do teu povo” (Dn. 10:21; 12:1). Cristo, “o príncipe da salvação deles” (Hb. 2:10), “o príncipe do teu povo” (At. 23:5).

10. Miguel recebe adoração (Js. 5:14). Adoração só a Deus pertence (Mt. 4:10).

É bom ressaltar que a Bíblia não dá fundamento suficiente para compreendermos a natureza de Cristo em sua infinitude, pois se é 100% divina e 100% humana, por que não também 100% angelical? Seja como for, a questão é que se esse Arcanjo tem ou não natureza angelical, isso não faz diferença na compreensão da natureza messiânica.

Portanto, com “voz de arcanjo”, Jesus Cristo dará um “grande brado” quando voltar nas nuvens do céu (1Ts. 4:16)! Amém?

<p class=”MsoNormal” style=”text-indent:1cm;text-align:justify;”><span style=”font-size:12pt;font-family:&quot;”>Nesta data, dia 2 de Outubro, comemora-se no calendário cristão o Dia dos Anjos da Guarda! Essa festividade religiosa surge </span><span style=”font-size:12pt;font-family:&quot;”>em meados do século VII </span><span style=”font-size:12pt;font-family:&quot;”>na Inglaterra Medieval quando alguns pais se reunem com suas crianças para homenagearem seus anjinhos da guarda. Depois de algum tempo, no <em>Anno Domini </em>1111, surge essa linda reza do catecismo:</span></p>
<strong>1.</strong> A palavra “Arcanjo” significa “Acima dos Anjos”. Jesus está acima dos anjos.

<strong>2.</strong> O nome “Miguel” provavelmente seja a afirmação “Aquele que é qual Deus”. Jesus é possui todos os atributos de Deus.

<strong>3.</strong> Miguel luta com Satanás e tem poder para vence-lo (Ap. 12:7; Dn. 10:13). Jesus tem a função de destruir Satanás (Tito 1:2).

<strong>4. </strong>Miguel tem seus próprios anjos (Ap. 12:7). Jesus é descrito da mesma maneira (Mt. 24:30-31).

<strong>5. </strong>Quando Miguel se levantar, haverá grande aflição como nunca houve (Dn. 2:1). A mesma coisa acontecerá na volta de Cristo (Mt. 24:21).

<strong>6.</strong> A vinda de Miguel está relacionada com a ressurreição (Dn. 2:2). Idem com a vinda de Jesus (Jo. 5:28-29; 1Ts. 4:16).

<strong>7.</strong> Quando Miguel se levantar, viverão os que estiverem com o nome no livro da vida (Dn. 12:1). Na volta de Cristo ocorrerá o mesmo (Ap. 3:5).

<strong>8.</strong> Miguel é chamado de “o Grande Príncipe” que está “a favor dos filhos do teu povo” (Dn. 12:1). Deus elevou a Jesus “a Príncipe e Salvador”, para estar a favor dos Seus filhos, dando “o arrependimento e a remissão dos pecados.” (At. 5:31).

<strong>9.</strong> “Miguel, vosso Príncipe”, “se levanta a favor dos filhos do teu povo” (Dn. 10:21; 12:1). Cristo, “o príncipe da salvação deles” (Hb. 2:10), “o príncipe do teu povo” (At. 23:5).

<strong>10.</strong> Miguel recebe adoração (Js. 5:14). Adoração só a Deus pertence (Mt. 4:10).

É bom ressaltar que a Bíblia não dá fundamento suficiente para compreendermos a natureza de Cristo em sua infinitude, pois se é 100% divina e 100% humana, por que não também 100% angelical? Seja como for, a questão é que se esse Arcanjo tem ou não natureza angelical, isso não faz diferença na compreensão da natureza messiânica.

Portanto, com “voz de arcanjo”, Jesus Cristo dará um “grande brado” quando voltar nas nuvens do céu (1Ts. 4:16)! Amém?

Hoje, dia 2 de Outubro, se comemora no calendário cristão o Dia dos Anjos da Guarda! Essa festividade religiosa surge naInglaterra Medieval em meados do século VII quando alguns pais se reunem com suas crianças para homenagearem seus anjinhos da

guarda. Depois, no Anno Domini 1111 surge essa linda reza do catecismo:

Angele Dei,
Qui custos es mei,
Me, tibi commissum pietate superna,
Illumina, custodi,
Rege et guberna.
Amen!

Em 1608 A.D., o Sumo Pontífice de Roma universaliza o Dia dos Anjos da Guarda estabelecendo-o oficialmente como feriado da

cristandade. E para comemorar essa data, aqui no Blog, faremos uma breve análise sobre a relação das religiões com os Anjos.

A ANGEOLOGIA E AS RELIGIÕES

Por Marllington Klabin Will.

Segundo o cristianismo, Deus envia no nosso nascimento um anjo da guarda para nos proteger durante toda a nossa vida (Êx.

23:20 e Sl. 34:7). Os anjos aparecem em vários momentos da história narrada na Bíblia, como quando três anjos apareceram a

Abraão, outro anjo acompanhou Tobias, Isaías fala de serafins, a Virgem Maria recebeu uma visita angélica na anunciação do

futuro nascimento de Cristo, e o próprio Jesus fala deles em vários momentos, como quando sofreu a tentação no deserto e na

cena do horto das oliveiras, quando um anjo lhe ofereceu o cálice da Paixão. O profeta Ezequile e o apóstolo Paulo falam de

várias espécies de anjos (Ez. 1:4-25 e Ef. 1:21)

Mas apesar de a fonte primária ao estudo dos anjos ser as citações bíblicas, a tradição católica em tempos posteriores,

através da patrística, enumerou muitos graus de hierarquias angélicas para diversas espécies de anjos, sendo eles Serafins,

Querubins, Tronos ou Ofanins, Dominações, Virtudes, Potestades, Principados, Arcanjos e Anjos. Essa classificação é oriunda

em boa parte do paganismo greco-romano.

Para o Espiritismo, os anjos seriam apenas os espíritos desencarnados que guiam a cada um de nós (KARDEC, Allan. O Livro dos

Espíritos, Pt II, cap. 1).

Já as tradições astrológicas geralmente atribuem nomes para os anjos “embaixadores” dos planetas responsáveis pela influência

na vida do homem.

A Teosofia, uma espécie de mistura de Filosofia, Religião e Ciência, admite a existência dos seres angélicos, e várias

classes dentre eles, embora existam relativamente poucos estudos neste campo que as sistematizem profundamente.

E o Hinduísmo influencia o Budismo e ambos falam dos Devas, uma versão angelical semelhante às outras religiões ocidentais,

sendo “seres brilhantes” ou “autoluminosos”.

Na questão de angeologia, a religião que mais se aproxima da crença cristã adventista é o islamismo, tendo herdado essa

doutrina das tradições dos Zoroastrianismo e do Judaísmo, dividindo os anjos em dois partidos principais, os bons, fiéis a

Deus, e os maus, cujo chefe é Iblis ou Ash-Shaytan, o tal do Lúcifer cristão. Por outro lado, existe também no Islamismo uma

pequena categorização hierárquica, mas muito próxima às descrições bíblicas.

E, claro, para terminar o artigo, não poderíamos deixar de mencionar o diferencial da angeologia adventista!

O ANJO DO SENHOR

Na Bíblia, sobretudo no Antigo Testamento há várias menções à aparição do “Anjo do Senhor”. Essa expressão causa tanta

curiosidade por tratar-se não apenas de mais um anjo e sim de um anjo específico, considerando seu artigo definido. O relato

fala de vários contatos com personagens bíblicos, entre os quais Abraão, Hagar, Gideão, Josué, sendo aparições do próprio

Deus e constituindo, portanto, uma cristofania. (Cristofania é um conceito teológico para designar as aparições de Cristo

pré-encarnado ocorridas no Antigo Testamento, como o quarto elemento na fornalha de Nabucodonosor. Há indícios de que até o

sacerdote Melquisedeque poderia ter sido uma cristofania.)

A seguir, resumimos dez semelhanças entre esse Arcanjo e o Messias:

About these ads

Sobre Marllington Klabin Will

Marllington Klabin Will, brasileiro, nascido em 1989, é adventista e está residindo no UNASP Campus II onde estuda Direito. É o mais velho de três irmãos. Para mais contatos, a seguir está seu perfil no Google. Agradecemos por seu tempo e visita. Volte sempre! GOOGLE: marllington.will — https://profiles.google.com/will.marllington/about
Esse post foi publicado em Anjos, Arcanjo Miguel é Jesus. Bookmark o link permanente.

2 respostas para 2 de Outubro — Dia dos Anjos da Guarda

  1. Pingback: 2 de Outubro — Dia dos Anjos da Guarda (via SÉTIMO DIA) | Adventismo em Foco

  2. eliane disse:

    gostei muito desse tema os anjos, e muito interessante
    estou muito curiosa de um dia ver o meu anjo da guarda e jesus.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o diálogo sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s